Pular para o conteúdo principal

Igreja mandou padre pedófilo cuidar de filhos de índios brasileiros


Igreja Católica manteve
o padre Mario Pezzotti
bem próximo das crianças

Acusado em 1993 de abuso e estupro que teriam ocorrido em 1959 em Massachusetts (EUA), o padre xaveriano Mario Pezzotti (foto) desvencilhou-se da Justiça com o pagamento de uma indenização de US$ 175.000 (R$ 306.000) ao americano Joseph Callander.

Na época, Pezzotti teria escrito em um bilhete ter achado “a cura” no Brasil. Aqui ficou de 1970 a 2003.

Dez anos depois, Callander descobriu que a Igreja Católica tinha mandado o padre para cuidar de crianças de índios caiapós, no Pará.

“Eu esperava que eles [superiores de Pezzotti] o mantivessem distante de crianças”, disse à Folha.

O padre Robert Maloney – o negociador da indenização – disse que Pezzotti, hoje com 75 anos, só voltou a trabalhar com crianças após ter sido avaliado e que não há queixas contra ele.

Não se sabe quem fez a avaliação, se psiquiatras e psicólogos ou se padres.

Callander disse que reclamou com a igreja, e o padre Pezzoti foi enviado para a Itália, de onde retornou ao Brasil em 2008.


O blog italiano L’Inferno Degli Angeli (O Inferno dos Anjos), que denuncia casos de pedofilia, reproduziu em 9 de outubro de 2008 duas fotos (uma delas, acima) do padre com crianças caiapós com o comentário de que se trata de uma vergonha.

Atualmente, o padre encontra-se em Parma, Itália. Ele não fala sobre o seu passado.

O padre Renato Trevizan, 67, também xaveriano, disse que conheceu Pezzoti em 1980 e que nunca ouviu algo contra ele. “É uma pessoa correta.”

Essa também é a opinião da ordem do padre. “Agimos conforme as regras", disse à BBC Brasil o vigário-geral da Ordem dos Xaverianos em Roma, Luigi Menegazzo.

Padre Ciro Benedettini, vice-diretor de imprensa da Santa Fé, disse que o Vaticano não controla a transferência de padres de dioceses. A responsabilidade, nesse caso, é dos bispos locais e das congregações.

A Associated Press apurou que Pezzotti foi um dos 30 padres pedófilos (ou acusados da prática do crime) que a Igreja Católica transferiu de país. O levantamento foi feito em 21 países.

O padre jesuíta Clodoveo Piazza, italiano naturalizado brasileiro, foi enviado do Brasil para Moçambique.

No ano passado, o Ministério Público acusou Piazza de abusar de crianças e também de permitir que estrangeiros em visita ao Brasil cometessem o crime. Piazza nega.


Igreja dos EUA gasta US$ 120 mi com casos de padres pedófilos

Testemunhas de Jeová abafam pedofilia, acusam ex-fiéis




Igreja demorou dez anos para expulsar padre pedófilo

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Eu particurlarmente, os considero: irmaos satanás; e nao como representante da lei divina.

    ResponderExcluir
  2. Conheci o Padre Mário na década de 70 no interior
    do Pará na minha infancia, eu estudava na Escola Paroquial e frequentava a Igreja Matriz, onde ele celebrava as missas. Fiquei chocada com a notícia, pois na época, nunca percebi nada de errado com ele.

    ResponderExcluir
  3. mas o padre Mário não era aquele.....Que se escondia atrás do armário???kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Paulo Lopes:Vai catar coquinho no asfalto.kkkkkk

    ResponderExcluir
  5. pois, pois! a dar conta puseram, uma raposa, do galinheiro???

    ResponderExcluir
  6. hehehe...essa é boa. botaro uma raposa pra tomar conta do galinheiro!

    ResponderExcluir
  7. È MINHA FAMILIA TODA CONVIVEU COM O PADRE MARIO E ATE HOJE MANTEMOS CONTATO...ELE NESSA EPOCA TRABALHOU NA NOSSA REGIAO EM SAO FELIX DO XINGU PARÁ E NUNCA ACONTECEU ISSO...ELE ERA ASSIM UM PADRE DEDICADO AS FAMILIAS CARENTES DA REGIAO E NUNCA NINGUEM SUSPEITOU DE NADA DISSO E NAO ACREDITO Q PADRE SERIA ALGUM PEDOFILO NOSSA FAMILIA CONSIDERA ELE DEMAIS...e realmente ele trabalhava con indios da nossa regiao e sinceramente inacreditavel....e O padre Mário sempre conviveu dentro de minha casa e nunca fez nada;;;;issso é uma calunia....

    ResponderExcluir
  8. Aí o padre mata dois coelhos com uma cajadada só, catequiza os índios e ainda por cima abusa das crianças.Eh Igreja Católica hein... só nos resta ouvir o ... EGO TE ABSOLVO !!!

    ResponderExcluir
  9. Essa igreja catolica é pessima para crianças e adolescentes,pois a expõe a esses vermes,outras religiões acontece isso mas a noticia é da catolica,portanto BOSTA de religião,mil vezes não ter nenhuma religião!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora,com essa onda de pedofilia estão ordenando alguns padres negros mas daquela espécie mais parecida com os brancos,narizes e lábios mais finos e fisico não musculoso para não parecer um negão.Mesmo assim o ambiente favorável ao racismo dos seminários os torna afetivamente carentes e vão compensar isto mediante o apego sentimental aos garotos brancos.É aherança
      colonial escravista nos seminários,assunto verdadeiramente tabu que eles repelem hipocritamente com indignação.

      Excluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

No governo Biden, fundamentalismo cristão tende a retornar a sua insignificância

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Empresário bolsonarista Luciano Hang, sua mulher e mãe estão internados com Covid-19