Bíblia tem mais violência que Corão, afirma historiador

Bíblia: uma poderoso apologia da violênica.
Bíblia prega o genocídio,
afirma historiador
O Corão tem sido apontado como a fonte que alimenta os fundamentalistas que têm espalhado o terror várias regiões do mundo. São eles os responsáveis pela carnificina da queda das torres gêmeas de Nova Iorque, em 11 de setembro de 2001, e pela existência de um exército de homens-bombas.

De fato, há no livro sagrado dos muçulmanos passagens que incitam a violência, como esta:

“Sabei que aqueles que contrariam Alá e seu mensageiro serão exterminados, como o foram os seus antepassados; por isso Nós lhe enviamos lúcidos versículos e, aqueles que o negarem sofrerão em afrontoso castigo.” (Alcorão, Surata, 58,5)

Neste site há outros exemplos da virulência do Alá.

Mas a Bíblia é mais violenta, de acordo com a comparação feita por Philip Jenkins, da Penn State University.

O historiador de religiões chegou à conclusão de que a violência estampada no Corão é defensiva, sendo, portanto, compatível com o senso comum do século 7º, período ao qual o livro se refere.

Para Jenkins, a brutalidade contida na Bíblia vai além do que chama de razoabilidade histórica, porque  prega com constância o genocídio.

Como exemplo, ele cita o primeiro livro Samuel, em 15:3:

“Vai, pois, agora e fere a Amaleque; e destrói totalmente a tudo o que tiver, e não lhe perdoes; porém matarás desde o homem até a mulher, desde os meninos até aos de peito, desde os bois até as ovelhas, e desde os camelos até aos jumentos”.

Saul se compadeceu de algumas vítimas, poupando-as, ao que Deus ficou furioso:

“Arrependo-me de haver posto a Saul como rei, porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras.” (15:12)

A fúria devastadora das Cruzadas (do século 11 ao 13) é exemplo da prática dos ensinamentos da Bíblia.

Mas hoje em dia, observa Jenkins, a violência da Bíblia é mais conotativa do que um chamamento à ação contra os inimigos. Assim, diz, “aniquilar o inimigo” quer dizer acabar com os próprios pecados.
E esse não seria o caso do Corão.

A questão é polêmica, sucinta debates calorosos e irracionais, como tudo, aliás, que se refere a escrituras ditas sagradas.

Com informações do site National Public Radio.





Livro mostra o que a Bíblia tem de bizarro, hilário e perturbador
março de 2009



Comentários

Lucio Ferro disse…
A bíblia é uma coleção de histórias absurdas, cheia de incitação à violencia, defende estupro, genocidio, infanticidio, escravidão e outras atrocidades. Se os crentes tivessem cérebro e o usassem, haveriam menos crentes.
Diego disse…
E OS ATEUS, SE TIVESSEM CÉREBRO, LERIAM O ULTIMO PARÁGRAFO DESTE POST.
Anônimo disse…
Na minha opnião a bíblia nada mais é que um livro de histórias, dessas que se lê pra crianças durmirem, pura balela, metira, e bla bla bla!
Vou parar por aqui pq isso é papo de boteco.
hsauhusahuash
Anônimo disse…
Este historiador é apenas um "estudioso" da bíblia não deve nem crer em DEUS,não tem a bíblia como regra de fé, e DEUS não dá entendimento nem discernimento 'a tais pessoas, só lhes digo uma coisa, esse povo que DEUS pediu 'a Saul p/ que exterminasse, era cruel e assassino, e ainda sacrificava seus filhos.
Anônimo disse…
Crentes não falam coisa com coisa aqui. Se biblia fosse regra de fé, não viveriamos em um estado democrático, e estaríamos a niveis de paises como Sudão, Somália e Afeganistão.
Lucio Ferro disse…
Diego
Ao contrário de crentes como voce, eu tenho cérebro e uso muito bem. Voce, como qualquer crente, arrota biblia na cara dos outros, mas só sabe citar versículos que seu padre/pastor mandou ler. Vai estudar, aprenda a ler, depois tente ler esta porcaria de livro "sagrado", talvez assim voce entenda o que eu postei.
Adelmo disse…
No livro de I Samuel o "estudioso" pegou um verciculo isolado, essa sentença contra Amaleque foi dada muito antes.Se ler o início do capítulo qualquer pessoa entende por que foi dada essa sentença.Vamos ver pelos dias de hoje, quem anda explodindo pelo mundo afora, os seguidores da Biblia ou os seguidores do Corão.Muito defensiva as ações dos seguidores do Corão. Vai te catar o cara que fez essa "pesquisa".
Adelmo disse…
Lúcio Ferro a democracia de tá o direito de falar qualquer asneira, use a democracia para algo construtivo.Pode ter certeza que já tem muito orando por voce.
Lucio Ferro disse…
Adelmo, voce me deu uma boa demonstração do que significa falar asneiras. Quanto às orações, são inúteis e eu as dispenso. Vou dizer mais uma vez: se os crentes tivessem cérebro e deixassem a preguiça de lado, poderiam ler a biblia. Com certeza, haveriam menos crentes.
Daniel disse…
A biblia é uma copia descarada de outras religiões mais antigas.
O cristianismo é o maior exemplo de telefone sem fio (quando vc conta algo pra alguem, e de acordo com que vai passando a conversa as pessoas vão aumentando)
A maior mentira da humanidade se chama cristianismo.
Todas matanças biblicas são ordenadas por um "bondoso" deus, na biblia acho que mortes atribuidas a satanas não chegam a 5, enquanto as ordenadas pelo bondoso deus chega a mais de 2 milhoes.
Acho que chamar um ser genocida e sanguinario como esse de deus, é no minimo um atestado de ignorancia e burrice.
Anônimo disse…
LUCIO EU JÁ ESTOU ORANDO POR VOCÊ PARA QUE DEUS TIRE ESSE CORAÇÃO DE PEDRA ;JESUS TE AMA!CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ EU CREIO AMÉM!
Lucio Ferro disse…
Anônimo das 11:44
Guarde suas orações para alguém que se importe com isto. Quando voce escreve só com maiúsculas, é como se gritasse e eu não sou surdo, mas acho que voce aprendeu na sua igreja a gritar suas convicções, talvez porque o seu deus seja surdo, ou talvez para tentar convencer a si próprio das suas "verdades"
Bezenex disse…
Daniel, todas as mortes relatadas na Bíblia são obra de Satanás, pois Deus criou o homem para viver eternamente e a morte veio pelo pecado e o pecado veio por Satanás, se voce quiser entender tudo bem, não muda nada, pois a Bíblia é a palavra de Deus idependente de voce acreditar ou não. Mesmo assim Deus te ama e mandou seu filho Jesus morrer em seu lugar também, se voce aceitar esse fato será feliz senão o problema e seu, e problema eterno, pense nisso.
Anônimo disse…
Bezenex,
Deus = Satanás - Fato

Tantos cegos juntos... e nem argumentarem sabem, só atacam o autor da pesquisa.
Diego disse…
Cegos são aqueles que só conseguem acreditar numa coisa vendo e engolindo, como tu e esse lucio ferro ai, o qual eu tenho pena, por ser um grandissíssimo ignorante sem respeito por nada que exista. Só falta falarem que o ser humano é movido a bateria. Voces podem ser robôs, com fios ligados, e gerador, com HD e tudo mais, mas eu sou humano, tenho olhos pra ver e coração e cérebro pra sentir, não pedaços de carne inúteis.
Diego disse…
#malditainclusãodigital
Lucio Ferro disse…
diego
Não estou nem aí se voce sente pena de alguém ou não. Voce se acha grande coisa porque acredita num deus imaginário, deus este que pode ser considerado sem sombra de dúvida o ser mais cruel e sanguinário da literatura humana, um psicopata criado por uma tribo da idade do bronze, adorado por gente sem cérebro com preguiça de pensar.
Concordo com voce sobre o seu outro comentário: maldita inclusão digital, que permite que retardados tenham acesso à internet.
Anônimo disse…
Por mais que esses ateus imorais e arrogantes corruptos tentem negar a Sua existência, o Criador do universo vai continuar presente nas mentes e nos corações das pessoas sábias e inteligentes.
Não há como negar a existência de DEUS, pois quem estuda os segredos da genética pode observar que nenhuma força universal poderia ter criado,aleatoriamente, os genes e os seusbilhões de códigos, a não ser um Criador Onisciente e Onipotente.
Outra coisa que esse editor esquece é que DEUS não se resume à religião, que é uma tentativa do homem de se comunicar com ELE,enquanto ELE se comunica com o homem exclusivamente através da Sua Palavra. A Bíblia nos leva ao conhecimento de Jesus Cristo, o filho de Deus,Que não criou religião alguma, tendo nos deixado um Testamento inspirado pelo Seu Santo Espírito,para nos dirigir perfeitamente em todos os caminhos da vida (2 Timóteo3:16-17).
Para esses vermes humanos ateus como esse lucio ferrado, que negam Sua existência, Deus manda este recado:“Disse o néscio no seu coração: Não há Deus”. (Salmo53:1). E mais: “Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?- (1 Coríntios 1:19-20).
Anônimo disse…
Pascal ensinava que é impossível provar ou negar a existência de Deus, mas dizia que, sob bases pragmáticas, a crença em Deus é superior à descrença, porquanto essa crença agrada a Deus, ao passo que o ateísmo lhe é desagradável. De acordo com essa idéia, quando um homem morre, se porventura descobrir que Deus não existe, ou se ele mesmo simplesmente deixa de existir, nada terá perdido. Por outro lado se um homem, ao morrer, descobrir que Deus realmente existe, então só terá a ganhar com a sua crença teísta. Essa idéia entretanto, não é válida, pois é extremamente imperfeita. Pois Deus existe, e, segundo podemos estar plenamente certos, não é nenhum tolo, o que significa que não ficará satisfeito com alguém que se aferra à crença teísta somente por motivo de vantagens egoísticas. De fato, talvez Deus se sinta mais agradado com um ateu sincero e honesto do que com um teísta jogador com a sorte. Essa forma de crença é uma hipocrisia, e jamais poderá agradar a Deus. Outrossim, do ponto de vista teológico, a mera crença na existência de Deus não é mais vantajosa do que a crença que têm os poderes demoníacos na existência de Deus, pois os demônios crêem e estremecem.
Anônimo disse…
A marcha dos eventos da história universal fornece evidência de um poder e duma providência dominante. Toda a história bíblica foi escrita para revelar Deus na história, isto é, para ilustrar a obra de Deus nos negócios humanos. “Os princípios do divino governo moral encontram-se na história das nações tanto quanto na experiência dos homens”, escreve D.S. Clarke. (Sal. 75:7; Dn. 2:21; 5:21.) “O protestantismo inglês vê a derrota da Armada Espanhola como uma intervenção divina. A colonização dos Estados Unidos por imigrantes protestantes salvou-os da sorte da América do Sul, e desta maneira salvou a democracia. Quem negaria que a mão de Deus estivesse nesses acontecimentos?” A história da humanidade, o surgimento e declínio de nações, como Babilônia e Roma, mostram que o progresso acompanha o uso das faculdades dadas por Deus e a obediência à sua lei, e que o declínio nacional e a podridão moral seguem a desobediência” (D.L. Pierson). A.T. Pierson, em seu livro, “Os Novos Atos dos Apóstolos” expõe as evidências da dominante providência de Deus nas missões evangélicas modernas.
Especialmente o modo de Deus tratar com os indivíduos fornece provas de sua ativa presença nos negócios humanos. Charles Bradlaugh, que foi em certo tempo o ateu mais notável na Inglaterra, desafiou o pastor, Charles Hugh Price, para um debate. Foi aceito o desafio e o pregador, por sua vez, desafiou o ateu da seguinte maneira: como todos sabemos, Sr. Bradlaugh, “o homem convencido contra a própria vontade mantém sempre seu ponto de vista”, e, visto que o debate, como ginástica mental que é, provavelmente não converterá a ninguém, proponho-lhe que apresentemos algumas evidências concretas da validade das reivindicações do cristianismo na forma de homens e mulheres redimidos da vida mundana e vergonhosa pela influência do cristianismo e pela do ateísmo. Eu trarei cem desses homens e mulheres, e desafio-o a fazer o mesmo.
Se o Sr. Bradlaugh não puder apresentar cem, contra os meus cem, Ficarei satisfeito se trouxer cinqüenta homens e mulheres que se levantem e testifiquem que foram transformados duma vida vergonhosa pela influência dos seus ensinos ateus. Se não puder apresentar cinqüenta, desafio-o a apresentar vinte pessoas que testifiquem com rostos radiantes, como o farão os meus cem, que tenham um grande e novo gozo na sua vida elevada, em resultado dos ensinos ateus. Se não puder apresentar vinte, ficarei satisfeito se apresentar dez. Não, Sr. Bradlaugh, desafio-o a trazer um só homem ou uma só mulher que dê tal testemunho acerca da influência enobrecedora dos seus ensinos. Minhas pessoas redimidas trarão prova irrefutável quanto ao poder salvador de Jesus Cristo sobre as suas vidas redimidas da escravidão do pecado e da vergonha. Talvez, senhor Bradlaugh, essa será a verdadeira demonstração da validade das reivindicações do cristianismo.
O Sr. Bradlaugh retirou o seu desafio!
Anônimo disse…
A originalidade de Cristo foi bem expressa por Napoleão em uma carta ao General Bertrand:
“Efeitos divinos me obrigam a crer numa causa divina. É verdade, existe uma causa das causas… existe um ser infinito, comparado com o qual você, general, não passa de um átomo; comparado com o qual eu, Napoleão, com todo o meu gênio, nada sou realmente; puramente nada. Eu o percebo - Deus. Eu o vejo, tenho necessidade dele, creio nele, pior para você. Mas você, general, crerá um dia em Deus. Posso perdoar muitas coisas, mas sinto horror diante de alguém ateu e materialista… os deuses, os legisladores da Índia e da China, de Roma e de Atenas, nada possuem que possa espantar-me sobremaneira…mas isso não acontece com Cristo. Tudo nele me assombra. Seu espírito me faz ficar maravilhado e sua vontade me contunde. Não existe termo de comparação entre Ele e qualquer pessoa no mundo. Ele, em si mesmo, é verdadeiro. Suas idéias e seus sentimentos, as verdades que anuncia, sua maneira de convencer não são explicadas por organização humana, nem pela natureza das coisas. Seu nascimento e a história da sua vida; a profundidade da sua doutrina, que luta com as maiores dificuldades, a mais admirável solução; seu evangelho… sua marcha através das idades e dos reinos, tudo para mim e um prodígio, um mistério insolúvel, que me faz mergulhar num desvaneio do qual não posso escapar, diante de meus olhos está um mistério, o qual não posso negar nem explicar… procuro encontrar em vão na história alguém igual a Jesus Cristo.”
Lucio Ferro disse…
Um cretino, estúpido, idiota, retardado, covarde(posta como anônimo), acha que por ser qteu alguém é imoral ou corrupto. Lembra do pastor-deputado-corrupto do mensalão do DEM ? Ele era ateu? Os maiores crimes da história humana foram cometidos em nome deste deus cristão sanguinário. Ao anônimo que me ofendeu acima: será que voce foi abandonado por algum namorado ateu? Ou será que um ateu deu uns pegas na sua mulher?
Anônimo disse…
Tanto lixo e desonestidade intelectual nos comentários, por onde o cristianismo passou, causou pobreza, escravidão e morte. Religiões não levam a nada.
Anônimo disse…
Cristão,Para Lúcio Ferro vc é com certeza usado pelo diabo para julgar tanto assim quem acredita no amor de Cristo jesus e vc com certeza o verá no grande dia do Senhor, que Deus tenha misericórdia da tua alma meu irmão, e eu não sou nenhum desiquilibrado que interpreta o que quer por entender, Deus te abençoe.
Diego disse…
É mesmo, não adianta curar cegueira com palavras, essa cegueira eles mesmo têm que curar com a própra experiência de vida (se é que têm vida). E não se pode também falar com robôs que já estão programados para serem egoístas e ignorantes, arrogantes e imorais SIM. Pra quem não quer ver nada de nada, o tempo se encarrega de mostrar os fatos. Mas sinceramente, ainda existe ateu no mundo? Lucio Ferro, maldita inclusão digital, po, como que tu consegue enxergar o teclado pra escrever?
Lucio Ferro disse…
Sou formado, pós-graduado, dono do meu negócio, tenho mais estudo do que este diego, teclo em qualquer um dos meus computadores, e não em lan houses como voce. Imoral é um idiota que defende uma religião podre, adora seres imaginários, e acha que quem não é estúpido como voce está errado. Este deus criminoso que voce defende só serve para ser usado como desculpa para cometer crimes contra a humanidade. E voce diego, é o que? Um padre pedófilo ou um pastor ladrão?
Anônimo disse…
Cada vez mais encontro o verdadeiro "amor cristão" nesses comentários, que hipócritas. Cheio de ameaças, o Deus cristão não é benevolente? Vocês só mostram o contrário.
Morena Flor disse…
Bíblia mais violenta do q o Corão? Vai sonhando...

Tudo bem q a bíblia tb é violenta, registra fatos violentos, mas nem de longe chega aos pés do Corão qdo o assunto é incentivo à violência e no endosso de desgualdades e injustiças. Enfim, mais um estudo "politicamente correto", bem ao gosto dos defensores do "multiculturalismo".

Politicamente correto tem limite!
Anônimo disse…
Comparar a bíblia com o corão é como comparar bosta de vaca com bosta de cavalo.
Anônimo disse…
E muito facil culpar a Deus por tudo
e muito facil jugar a Deus e depois dizer q Deus e mal isso akilo e akilo outro.Mas pare pra pensar na natureza humana,ele destroi tudo desde o belo ate o feio,julga tudo é o unico ser q se acha inteligente sendo o mais burro.
Deus n diz va e mate todo mundo,isso parte de cada um,da interpletação de cada um.cada um faz o q quer e depois culpa a Deus. sabeh pq? pq nos sempre precisamos de alguem pra culpar,pra julgar,pq n sabemos admitir nossos propios atos. Exmplo maior? Dizemos nunca julge alguem,mas nos julgamos a todos,a toda hora.
Anônimo disse…
Era de aquário.... pesquisem, e saberão a verdade.
A verdade ja foi revelada. A biblia é falsa. Deus é bom, ele já fez a parte dele... cabe agora a seres racionais como todos nós, construirmos um mundo melhor. Isto é difícil para você? è difícil para mim? Creio que não, mas a igreja é política, seres humanos é político, Jesus, Krishna, Alá, são todos políticos...
basta saber que religião é política, é dinheiro.... e aí? você ainda irá na igreja?

abraços cordiais e paz, por que nós conseguimos a paz sim, basta se esforçar para isto
Menos religiosidade e mais Jesus Cristo!
O cristianismo é uma instituição falida desde 300 depois de Cristo, Jesus Cristo não fundou igrejas e não mandou ninguém fundar! Ele pregava uma ideologia claramente explicita no seu sermão do monte em Mateus capítulo 5 adiante, ideologia esta que se seguida tornaria possível a harmonia entre os homens, porém "endeusaram" a sua ideologia para se beneficiar dela, ele mesmo Jesus Cristo contradisse e ensinou as leis de seu Pai (Deus no caso) com respeito aos inimigos, ensinava tipo assim:

- Lembram do diz a Lei de Deus? Amem aos amigos e odeiem os inimigos?
- Eu porém lhes digo amem também aos seus inimigos e orem por aqueles que lhes caluniam!

Jesus sempre pregou a maior força deste mundo o AMOR, poucos dias antes da sua morte ele disse:
- Vou dar a vocês um novo mandamento; amem uns aos outros... A religião é que ensina favoritismo, fanatismo, hipocrisia, arrogância e todos os males que se fazem em nome de Deus, ele nunca quis que isso fosse assim!
Enquanto o cristianismo for a "religião de Deus"; a voz de Cristo jamais será ouvida na terra!
Shuma disse…
“Arrependo-me de haver posto a Saul como rei, porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras.” (15:12)


Baita vacilão esse Saul.
Anônimo disse…
Sou evangelica, trabalho,estudo leio outros livros meus filhos são bem cuidados estudam fazem cursos não vivo as custas de niguem só do suor do meu rosto eu,meus filhos e meu esposo formamos uma familia sã e saudavel agora porque tem gente que acha que crente é burro?não merece inclusão degital e que somos fanaticos que mal fizemos á vocês aprendam á não generaliza!!
Anônimo disse…
Geus é o senhor e Ponto Final ele é o criador e como Criatura todos devem teme-lo
porque não samos nada sem ele nascemoks samos fracos e morremos
Anônimo disse…
Corrigindo escrevi rapido e não percebi os erros

Deus é o senhor e Ponto Final ele é o criador e como Criatura todos devem teme-lo
porque não samos nada sem ele nascemos samos fracos e morremos.
Anônimo disse…
Pelo que li nos comentários, muitas pessoas reclamam que a Bíblia é um livro mentiroso. Mas quando vocês vão reclamar ou algo do tipo, vocês utlizam apenas um versículo. Vocês nao leem o contexto e por isso já julgam por apenas um versículo. Mas isso já estava previsto: "Cegou os seus olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos nem entendam com o coração. nem se convertam, e Eu os cure." João 12.40
Anônimo disse…
O tao mal falado MAQUIAVEL,la por volta do ano de 1500 ,ja afirma que a religiao assim como o exercito e algo muito importante para qualquer governante .Ela serve para apacentar ,iludir,doutrinar ,conduzir e manipular o povo.
Outro que tem certeza disto e o Bispo Macedo que de forma muito inteligente afirmou a algum tempo que os produtos da fe (qualquer uma) estao em alta no mercado.
Por tudo que ja estudei, tenho convicçao pessoal de que a biblia foi montada(criada) com fins esclusivamente de dominio politico desde o concilio de Niceia,portanto e uma farsa.
Sobre esta farsa foi construido todo o mundo ocidental como o conhecemos.
Quero salientar que NAO SOU ATEU,acredito em um ser criador e organizador,apenas nao consigo acreditar nas igrejas ditas cristao .
nilton disse…
não sou religioso, não creio em igrejas (empresas), mas creio em Deus.
Anônimo disse…
Jesus disse: quem servir a dois senhores amará um e odiará outro. qualquer pessoa que ganhar salário numa igreja, estará com um olho no gato e outro na sardinha. sacou?
Anônimo disse…
A primeira vez que participo destes comentários, mas sem nenhuma vaidade quer seja espiritual ou material, o que penso, desejo agora transmitir a todos vocês. Vida eterna existe, e só se perdera o filho da perdicao, espero que não seja nenhum de vocês.
Anônimo disse…
A Bíblia na sua escrita trata-se de um conjunto de livros, e como já disse nenhuma vaidade, seja ela qual for. Como já observei os comentários cada um de vocês tem sua própria interpretação humana, uns com mais estudos, outros com menos estudos, não importa. Pois o próprio(saulo), paulo com toda sua sabedoria humana a reputou com esterco, mas Paulo só realmente conseguiu enxergar com o próprio Jesus Cristo, salvador do Mundo cruzou seu caminho. No entanto, pode ter certeza, caso você seja um filho da salvação, o próprio Senhor Jesus Cristo que apareceu no caminho de damasco para (saulo), aparecerá para vocês também. Tudo tem a hora certa, quem sabe já está chegando a sua. ( ter dinheiro, posto político, status, não significa nada, o que vai importar para vocês leitores e saber que, quando chegar o vosso dia final, seja hoje, amanhã, qualquer hora, vocês possam ter o real sentido da salvação." a letra mata e o espírito vivifica. até daqui a pouco.
firefox disse…
meus amigos

depois de tudo pode-se dizer que o que JESUS ensinou ninguem segue , o genocido invasoes e mortes que a igreja perpetuou durante seculos atrasando inclusive o desenvolvimento da humanidade prova que todas as igrejas sao crias do sangue e destruição de milhares de vidas e culturas por todo o mundo
Anônimo disse…
Você quis dizer. "igrejas templos". Feitas por alvenarias(crias de sangue), meu caro, sem fundamento seu comentário. Onde foi efetuada essa sua busca desastrosa. A verdadeira "igreja" é cada ser humano criado por Deus, corrompe-se cada da forma que lhe convier. A igreja que você está falando foi feita por mão humana. "não ficará pedra sobre pedra que não seja derribada, assim como o senhor Jesus Cristo ressuscitou assim ressuscitaremos com ele. Salvo se formos por ele querido, como está escrito chegará um tempo que eu ajuntarei meus queridos. Termina-se uma narração ou um texto com sinais de pontuação.
Anônimo disse…
Meus caros vamos dar mais ênfase aos textos redigidos. Caso, não houver mais comentários sem fundamentos, desvencilharei para outros blog e gostaria de comentar tais assuntos sem debates e sem vaidades, mas com fatos de real convencimento.
fabio disse…
A Bíblia fala de amor como a disposição de pensar e agir para com outras
pessoas (incluindo Deus) de acordo com os preceitos e leis divinas – isto é, tratá-las
como Deus nos manda tratá-las. Esse amor não tem nenhuma conexão direta e
necessária com alguma emoção, a qual, sem qualquer conotação negativa inerente,
definimos como um tipo de distúrbio mental. Esse distúrbio pode ser positivo ou
negativo, mas é um distúrbio.
Como Paulo escreve em Romanos 13, “Todos [mandamentos] se resumem
neste preceito: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. O amor não pratica o mal
contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da Lei” (v. 9-10). Note que o
amor é o cumprimento e não a substituição da lei. Não tratamos as pessoas com amor
1 E-mail para contato: felipe@monergismo.com. Traduzido em outubro/2007.
2 http://www.monergismo.com/textos/apologetica/cristianismo-religiao-cl_cheung.pdf
Monergismo.com – “Ao Senhor pertence a salvação” (Jonas 2:9)
www.monergismo.com
2
ao invés de tratá-las de acordo com a lei. Antes, tratá-las com amor é tratá-las de
acordo com a lei, ou mandamentos de Deus.
Ele diz que os mandamentos, tais como “Não adulterarás” e “Não matarás”
são resumidos no mandamento para amar. Um resumo não é diferente ou superior às
coisas que ele expressa. Na realidade, para entender verdadeiramente os detalhes
representados pelo resumo, devemos examinar as coisas que ele resume. Assim, o
mandamento para amar não é diferente ou superior aos outros mandamentos –
amor é definido por esses mandamentos em primeiro lugar.
A Escritura define nosso amor para com Deus da mesma forma. Jesus diz
aos seus discípulos em João 14:23, “Se alguém me ama, obedecerá à minha palavra”
– não que ele sentirá de certa forma ou terá certa emoção. Se ele ama, obedece.
Então, ele diz: “O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os
amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus
amigos” (15-12-13). Não há nenhuma emoção aqui. O mandamento é amar, e esse
amor significa ação heróica e sacrificial em benefício de outros.
Muitas pessoas que se sentem totalmente perturbadas por dentro diante do
mais leve sofrimento nos outros, nunca sacrificariam sequer o seu conforto pessoal
para resgatá-las, para não dizer salvar a vida. Mas elas têm sido ensinadas – pela
cultura, tradição, filosofias anti-cristãs, mas não pela Escritura – que isso representa
compaixão. Eles gemem e choram por eles – isso não é amor? Embora possa
permitir que se sintam muito compassivos e espirituais, isso não tem nada a ver
com amor.
Em seus momentos mais sóbrios, teólogos e comentaristas admitem que o
amor bíblico tem a ver com pensar e agir de acordo com os mandamentos de Deus
para com outras pessoas, e que tal amor não tem nada a ver com um tipo particular
de distúrbio mental, ou emoção. A Escritura é clara sobre isso; não é algo difícil de
reconhecer. Como um comentarista escreve: “A Bíblia fala do amor como uma
ação e atitude, não apenas uma emoção… os cristãos não têm desculpa por não
amar, pois o amor cristão é uma decisão de agir no melhor interesse dos outros”.
Definir amor como uma emoção deixa alguém com uma desculpa, visto que
nossos sentimentos podem oscilar. Além do mais, tal definição gera culpa
desnecessária na pessoa que nem sempre sente o que pensa que deveria sentir para
com as pessoas. E se amor é uma emoção, então que emoção exatamente? Isto é, o
que se deve sentir? Mas de acordo com a Bíblia, se uma pessoa trata outras pessoas
consistentemente de acordo com os mandamentos de Deus, a despeito de como se
sente, então ela anda em amor. Por outro lado, a pessoa que não faz nada mais que
desmoronar num descontrole emocional a qualquer sinal de sofrimento humano,
não anda em amor. Ela é um aborrecimento sem amor, e poderia muito bem parar
de fingir.
fabio disse…
Deus é amor: Como Deus define amor?
A Bíblia nos diz que "Deus é amor" (1 João 4:8). Mas como podemos começar a entender essa verdade? Há várias passagens na Bíblia que nos dão a definição de Deus para o amor. O verso mais conhecido é João 3:16: "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." Então uma forma que Deus define amor é com o ato de dádiva. No entanto, o que Deus deu (quer dizer, "quem" Ele deu) não foi um simples presente embrulhado; Deus sacrificou Seu único Filho para que nós, os que colocamos nossa fé nEle, não passássemos a eternidade separados de Deus. Esse é um amor incrível porque somos nós que escolhemos permanecer separados de Deus através de nossos próprios pecados, mas é Deus quem conserta essa separação através de Seu grande sacrifício pessoal, e tudo que precisamos fazer é aceitar esse presente.

Um outro verso excelente sobre o amor de Deus é encontrado em Romanos 5:8: "Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores". Assim como em João 3:16, não é mencionado nesse versículo nenhuma condição imposta por Deus para o Seu amor. Deus não diz: "assim que você colocar sua vida em ordem, eu vou amar você". Ele também não diz: "Sacrificarei meu Filho se você prometer me amar". Na verdade, encontramos justamente o contrário em Romanos 5:8. Deus quer que saibamos que Seu amor é incondicional, por isso Ele mandou Seu Filho, Jesus Cristo, para morrer por nós quando ainda éramos pecadores que não mereciam ser amados. Não tínhamos que arrumar nossas vidas, nem tínhamos que fazer promessas a Deus para que pudéssemos experimentar do Seu amor. Seu amor por nós tem sempre existido e, por causa disso, Ele já deu e sacrificou tudo que era necessário muito tempo antes de percebermos que precisávamos de Seu amor.

Deus é amor: É incondicional
Deus é amor, e seu amor é bem diferente do amor humano. O amor de Deus é incondicional e não é baseado em sentimentos e emoções. Ele não nos ama por sermos amáveis ou por fazermos Ele se sentir bem; Ele nos ama porque Deus é amor. Ele nos criou para ter um relacionamento de amor com Ele, por isso Ele sacrificou Seu único Filho (que morreu por nós de bom grado) para restaurar esse relacionamento.
fabio disse…
Deus é amor: Amor verdadeiro vem apenas através de um relacionamento com Ele
Deus é amor! Assim sendo, verdadeiro amor—o amor de Deus—pode ser resumido na seguinte passagem das Escrituras:

"Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus, e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós, em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. Nisto consiste o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou, e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós, também, amar uns aos outros." (1 João 4:7-11)

Se você quiser conhecer esse amor – amor verdadeiro – conheça a Deus. Ele está pronto para derramar Seu amor em você, e quer ensiná-lo a amar os outros do jeito que Ele o ama.
Anônimo disse…
Deus nos ama tanto, mas tanto, que aquele que "peca" sofre ETERNAMENTE.
Anônimo disse…
Os ateus, na minha opinião cometem os mesmos erros que os não ateus.
Que é, associar Deus Criador, a livros "ditos sagrados" Esses livros, em regra geral, são auto didáticos diz-se sobre a verdade como se a verdade partisse dele, e aos seus escritores, são atribuídos esta "Verdade" por si próprios.

Não são como as pedras, absolutamente incontestáveis, e mesmo assim insistem em fazer das contestáveis mentiras, verdades.
Anônimo disse…
Me pergunto até quando os seres humanos vão raciocinar através de terceiros?Acorda, meu povo é tão facíl raciocinar.
Anônimo disse…
Todas as religiões são violentas, até mesmo o hinduísmo, que criou o maravilhoso sistema de castas, em que um grupo de bodes expiatórios são chamados de "párias intocáveis".

Um outro dia,um amigo meu evangélico defendeu caridosa idéia de que ele era filho de Deus, enquanto que eu, como não crente, era mera "criatura". Ou seja, para o deus deles, ateus (e todos os não-evangélicos)não são nem mesmo humanos...

Isto sem falar no terrorismo, nas cruzadas etc etc etc...
Anônimo disse…
vc nao e lucio ferro ta mais pra lucifder. se converta porque jesus te ama
Morrigan Aensland disse…
chora nenem, que ozzy osbourne te proteja dos funkeiros e sertanejeiros
Anônimo disse…
Me diga se você estiver certo de que esse povo era "cruel e assassino" justifica deus mandar matar até crianças de colo seu crente genocida nojento.
Manoel Galvão disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Manoel Galvão disse…
Para nenhum crentino vir aqui dizer que a zumbíblia não incita à violência contra crianças: "Ah! filha de Babilônia, que vais ser assolada; feliz aquele que te retribuir o pago que tu nos pagaste a nós. Feliz aquele que pegar em teus filhos e der com eles nas pedras." (Salmo 137: 8-9)

Isso seria supostamente palavras do tão honrado e celebrado rei Davi: prometendo felicidade a quem esmagar crianças batendo-as contra rochas apenas por serem filhas de inimigos babilônios...
Manoel Galvão disse…
E quem foram os povos que causaram as duas guerras mundiais? Os alemães, que se dizem cristãos! E quem inventou as bombas atômicas? EUA e Rússia, países que também se dizem cristãos. E qual o primeiro país do Oriente Médio a fabricar bomba atômica? Israel! E quais os países que mais escravizaram pagãos africanos "macumbeiros"? Brasil e EUA: cristãos! E qual a religião dos países que quase exterminaram os habitantes originais das Américas? Cristianismo! E nem é preciso ir muito mais longe na história pra ver que os povos que se dizem cristãos têm sido e são muito mais crueis e violentos e agressivos e exploradores e prejudiciais ao planeta do que todas as outras religiões juntas!
Manoel Galvão disse…
Inclusive a própria gibíblia confirma isso, pois no último capitulo de II Samuel afirma que deus (Jeová) incitou Davi a fazer uma contagem do povo que acabou numa praga de 3 dias onde mais de 70 mil seres humanos morreram; já na segunda versão da mesma bestória, Satanás é quem teria incitado Davi! Como a briba é a palavra de deuzo, entonce as duas passage estão certas e, portanto: Jeová = Satanás. Palavras da própria bíblia...
Manoel Galvão disse…
Pior de tudo, Lucio Ferro, é que acreditam cegamente, teleguiadamente, papagaialmente num deus inventado por pessoas que nem sequer sabem ao certo quem realmente foram! Porque se procurassem saber, descobririam que a bíblia começou a tomar forma quando o rei Josias lá pelo século 7 aC mandou seus rabinos capangas escreverem o Deuteronômio e enterrarem nas ruínas do templo de Jerusalém para ser "descoberto", isso com o objetivo de combater o politeísmo do povo, principalmente os do Norte de Israel, cuja capital Samaria alguns anos antes tinha sido destruída pelos assírios causando um vácuo de poder na região (os omritas do norte eram mais ricos e poderosos do que os judaítas do sul na época); infelizmente para esse projeto mesquinho, o faraó egípcio matou Josias numa batalha, mas os rabinos continuaram a compilar abobrinhas e besteorias para subjugar mentalmente o povo, e como vemos, algumas dessas besteorias continuam fazendo sucesso junto a muitos seres humanos até hoje...
Manoel Galvão disse…
Nenhuma força realmente poderia criar aleatoriamente o que certamente não foi criado aleatoriamente. E nem a teoria da evolução afirma que os genes são criados APENAS aleatoriamente. A seleção natural atua a partir das lutas de vida e de morte de muitas e muitas gerações de seres vivos tentando sobreviver contra muitas ameaças e riscos e perigos do meio em que estão, e pra quem já viu pelo menos um ou dois documentários sobre vida animal, fica bem claro que a sobrevivência dos mais adaptados não tem praticamente NADA de aleatório ou casual ou meramente caótico! Antes de criticar algo, deveriam primeiro conhecer de verdade para não pagarem mico dizendo besteira!
Manoel Galvão disse…
E vai continuar a procurar sempre em vão mesmo porque nem mesmo Paulo conseguiu encontrar na história alguém igual a esse suposto e falso Jesus Cristo histórico, que na verdade nunca nem sequer existiu de verdade, foi inventado muito depois costurando-se um amontoado de mitos confusos e absurdos a partir de diversas religiões pagãs da época. Nunca houve uma figura igual a Cristo na história, isso porque ele foi inventado por seres humanos entre os séculos 2 e 3. O Cristo de Paulo era apenas mítico e puramente derivado das Escrituras Judaicas, nunca foi considerado por ele como uma figura histórica que tenha existido de fato neste planeta: não há nem uma única menção nos escritos paulinos à suposta existência de Jesus; o que mais se aproxima aparentemente disso foi descoberto ser inserção posterior de escribas católicos medievais tentando forçar a todo custo a existência histórica de Jesus aos escritos de Paulo.
Manoel Galvão disse…
Errado, Morena Flor, porque o Corão pelo menos apresenta seus incentivos à violência como parte de uma guerra santa contra os infeis que não aceitam Alá e seu profeta: é errado e criminoso, sim, mas pelo menos é mais honesto do que cristãos que usam palavras de caridade e amor ao próximo para promover cinicamente as mesmas violências, como pastores ditos evangélicos que hoje mesmo na Nigéria (e outros países vizinhos na África) acusam crianças indefesas de serem bruxas (as vezes crianças ainda no útero, que ainda nem nasceram!) para fazer os supersticiosos pais delas ficarem desesperados e pagarem caro a eles para retirar a bruxaria, e por conta dessa safadeza milhares de crianças já morreram (depois de terem sido torturadas, maltratadas, rejeitadas por seus pais e familiares e vizinhos!). E isso não é feito como jihad, não, mas sim como parte da suposta obra de evangelização e propagação do AMOR cristão!!
Manoel Galvão disse…
Deus de fato não manda ninguém fazer nada, seja matar ou roubar ou o que for, mas isso simplesmente porque ele não existe. Só que a bíblia afirma que deus manda matar, sim, e que ele próprio teria destruído incontáveis vidas de seres humanos inocentes, inclusive de bebês recém-nascidos indefesos! E é claro que deus nenhum nunca fez ou faria isso, mas o problema é que como está escrito num livro que tradicionalmente é apresentado no Ocidente como sendo a sagrada e completa e infalível palavra de Deus, milhões de pessoas até hoje acreditam nessas insanidades como se fossem verdades e por elas se guiam em suas moralidades tortuosas. O que importa combater não é deus mas sim aqueles que inventam deuses para justificar crimes contra outros seres humanos, e combater também os falsos deuses e as besteologias que usam como escudo para justificar suas torpes e assassinas injustiças!
Francisco Neto disse…
Favor não alimentar os trolls. Agradecemos sua compreensão :).
Francisco Neto disse…
Bosta de vaca serve como adubo. Já as de cavalo...
Francisco Neto disse…
Façam um favor a esse site e parem de citar a bíblia como se isso fosse tornar seus argumentos válidos. Não percam seu tempo pois os rejeitaremos, já que ninguém em sã consciência daria a aquele livro credibilidade, muito menos se levarmos em consideração as atrocidades lá citadas e, segundo seus seguidores, "justificadas" como sendo em nome de Deus. Outra coisa, vocês falam de Jesus sendo diferente de Deus, mas esquecem que ele Deus e o Espírito "Santo" são um só. Atenciosamente Neto.
Anônimo disse…
Se fode aí nerdão ;)
Anônimo disse…
Concordolúcio plenamente cpm vc

-------- Busca neste site --------