Revista publica relatório sigiloso sobre médico acusado de abuso

arquivo-confidencial

A revista Joyce Pascowitch, edição de setembro, publicou reportagem com trechos do relatório final da delegada Celi Paulino Carlota, da Polícia Civil de São Paulo, sobre as investigações e depoimentos que levaram o MP (Ministério Público) a denunciar (acusar formalmente) à Justiça o médico Roger Abdelmassih, 66, de ter abusado sexualmente de pelo menos 56 pacientes. O médico está preso desde 17 de agosto.

O relatório está sob segredo de Justiça, mas a revista recorreu a uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) segundo a qual o sigilo não se aplica à imprensa, mas só às autoridades e aos profissionais que têm a responsabilidade de resguardá-lo.

A delegada afirma ter sido surpreendida com o vazamento do relatório.

A revista transcreve os trechos nos quais ex-pacientes contam de que forma sofreram assédio do especialista em reprodução humana assistida.

Nenhum nome foi divulgado, mas, pelos relatos, é possível identificar as pacientes que saíram do anonimato por intermédio de declarações à imprensa.

Assinada por Cláudio Tognolli, a reportagem com o título “Pesadelo Real” informa que o documento tem “apenas oito páginas e 291 linhas”. Ressalta que o médico tem sido “pintado pela mídia” como monstro – imagem “que as supostas vítimas esmeraram-se em esculpir”.

Sem mencionar nenhum especialista, o jornalista Tognolli arriscou-se a concluir que a delegada “não tece relatos robustos nem mofinos” (sic). Escreveu que Celi  “alterna descrições detalhadas com quadros gerais, e tudo sempre entrouxado com alguma tenacidade”.

Adiante, porém, ele usou as palavras como “ataque brutal” e “assustador” para transcrever trechos do relatório policial onde uma suposta vítima diz ter sido penetrada na vagina e outra que relata ter sido estuprada no ânus.

A juíza Kenarik Boujikian Felippe, da 16ª Vara Criminal de São Paulo, está ouvindo a mulheres que acusam o médico. Nessas audiências, Abdelmassih, abatido, se mantém de cabeça baixa a maior parte do tempo.
Terminada essa fase do processo, a juíza colherá o testemunho das pessoas listadas pelos advogados da defesa.

> Íntegra da reportagem da revista. (setembro de 2009)

> Caso Roger Abdelmassih.