Igreja Católica vai pagar R$ 1,2 bi a vítimas de abuso sexual


Enquanto o Bento 16 dá marcha ré na Igreja Católica, resgatando a missa em latim, mantendo-se firme contra o uso da camisinha, entre outras coisas, a hierarquia da igreja em Los Angeles (EUA) teve de firmar um acordo milionário com mais de 500 pessoas que afirmam ser vítimas de abuso sexual de padres.

Valor do acordo: US$ 600 milhões, ou aproximadamente R$ 1,2 bilhão. É uma fortuna e tanto que dá uma idéia do apetite sexual pervertido de padres de Los Angels.

A BBC Brasil informa que o cardeal Roger Mahony disse aos paroquianos que a igreja vai vender imóveis para obter todo esse dinheiro.

O acordo ainda terá de ser aprovado pela Justiça nos próximos dias; e muitas informações escabrosas poderão vir ao conhecimento público, porque Ray Boucher, advogado das vítimas, defende a divulgação dos diários confidenciais dos padres envolvidos. A igreja, claro, fará de tudo para que isso não ocorra.

No Brasil, tem havido vários casos de padre pedófilos, mas, por aqui, a imprensa tem tratado o assunto com notinhas em cantos ou pé de página.

Casos de padres pedófilos.

Comentários

-------- Busca neste site