Atea pede à Justiça suspensão de doação de terrenos a igrejas


Usurpadores dos
cofres públicos

A Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) entrou com ação civil pública na 2ª Vara de Feitos Cíveis de Guanambi (BA) [mapa] para suspender doação de terrenos públicos a duas igrejas evangélicas.

A aprovação de uma lei concedeu um terreno de 716,00 m² a Igreja Batista Independente Nova Jerusalém e um de 384,00 m² a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, Ministério de Guanambi.

A Associação argumentou que a doação fere a laicidade do Estado brasileiro, além de lesar os cofres públicos.

O prefeito da cidade é Jairo Silveira Magalhães (PSB), em mandato que termina em 2020.

Não há prazo para uma decisão da Justiça.

Com informação da Agência Sertão.





Vereadores de Sorriso doam terrenos à igreja evangélica

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.