Nos EUA, pessoas não afiliadas à religião superam protestantes


Dados de 2017 da
American Family Survey

Nos Estados Unidos, as pessoas não afiliadas à religião, inclusos ateus e agnósticos, chegaram em 2017 a 34% da população, superando o maior grupo religioso, os protestantes (incluindo os evangélicos), que agora são 33%.

Em três anos de pesquisa da American Family Survey, desde 2015, esta é a primeira vez que os “nones” (como são chamados os não religiosos) ultrapassam os protestantes.

A diferença é de apenas 1 ponto percentual, mas, no caso, o importante é que se confirmou uma tendência que deverá se estender para os próximos anos.


Com 21%, os católicos ficaram, de fato, mais distantes do “nones”.

Muçulmanos representam 2% da população e os judeus participam com o mesmo índice.

Em seguida, empatados com 1%, vêm os mórmons, cristãos ortodoxos e hindus.

Pessoas que assinalaram “outra coisa” como religião são 4%.

Os responsáveis pela pesquisa American Family Survey são os professores de ciência política Christopher Karpowitz e Jeremy Pope, da Universidade.

Eles constataram que os religiosos se preocupam mais com questões culturais e os seculares com a economia do país.




Nos EUA, grupo dos sem religião se destaca em grandes cidades

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.