Santa Catarina libera R$ 720 mil para congresso evangélico



Os organizadores do 35º Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora, que se realiza em Camboriú (SC), receberam R$ 720 mil dos cofres públicos.

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina liberou R$ 400 mil e a prefeitura, R$ 320 mil.

O evento evangélico é uma promoção da Associação e Movimento Comunitário Rádio Paz no Valle FM, que é ligada à Assembleia de Deus.

Entre os pregadores do congresso aparece o deputado federal Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que está em pré-campanha para o Senado.

A liberação da verba é inconstitucional porque a laicidade do Estado brasileiro impede que instituições governamentais financiem qualquer atividade de cunho religiosa.

O Ministério Público de Contas, de Santa Catarina, pediu à Secretaria de Turismo, explicação para a abertura dos cofres para um evento religioso.

Santa Catarina é um dos Estados com dificuldades de pagar suas contas e até já cortou investimentos em infra-estrutura.




Com informação do Portal RBS, do site do congresso evangélico e de outras fontes e foto de divulgação.

Envio de correção



Evento gospel joga Estado laico no ralo, escreve professora