Mães querem proibir livro de ciência com desenho de pênis



Cerca de 150 pais (mães, na maioria) de estudantes de uma escola de Ji-Paraná entregaram ao Ministério Público de Rondônia um abaixo-assinado para que sejam devolvidos os exemplares de um livro de ciência que tem ilustração de pênis, mama e órgão reprodutor feminino.

Ji-Paraná tem mais de 130 mil habitantes e fica a 373 km de Porto Velho, a capital do Estado.

Distribuído pelo MEC, o livro se destina a alunos da 8ª série, na faixa de 11 a 14 anos.

Ele foi selecionado pela Secretaria de Educação de Rondônia em um catálogo do MEC. 

A escola questionada pelos país é a Júlio Guerra.  

Rhamayana Maria, mãe de um estudante de 13 anos, disse que o livro não é adequado porque se trata de um manual de iniciação sexual precoce.

Ela achou um exagero o livro ter 40 páginas sobre órgãos genitais.

“Achei muito pesado para essa idade [do filho].”

Mãe disse que é informação demais

Nem todas as mães são contra o livro.

Luana Amorim, mãe de uma aluna de 13 anos, disse ser importante a escola dar aula sobre sexualidade, para que os jovens evitem a gravidez na adolescência.

A Secretaria de Educação informou que não vai retirar o livro da escola porque ele contém informações necessárias aos jovens.

Acrescentou que não pode censurar o livro, com a retirada de páginas, porque se trata de um bem do patrimônio público, que não pode, portanto, ser danificado.

O Ministério Público ainda não se manifestou.

Comentário deste site: depois do caso de um prefeito que mandou rasgar as páginas de um livro que fazia referências a casais gays, surge esse pedido de censura de um livro de ciência por ter ilustração de pênis e vagina.

Parece que o país se encontra em uma escalada para as trevas.

Com informações do G1.

Envio de correção.


Jovens de países religiosos são fracos em ciência e matemática