Vereador não lê salmo e pede reflexão sobre Estado laico


Em vez de ler um salmo, o que é de praxe na Câmara Municipal de Caruaru (PE) antes das sessões, o vereador Daniel Finizola (PT), na foto, pediu aos seus colegas que fizessem um minuto de silencio para refletir sobre o Estado laico.

Daniel Finizola
Finizola disse
que Brasil não 
tem
 religião oficial
Um minuto foi pouco, porque, após, o presidente da Casa, Lula Torres (PDT), pediu a outro vereador que lesse um salmo.

Para ele, os salmos não pertencem a uma religião, o que, claro, não é verdade.

De qualquer maneira, a atitude de Finizola já foi uma demonstração de resistência à cristianização do espaço político que ocorre em todo o país.

Após essa sessão da Câmara, a primeira do ano, realizada no dia 30 de janeiro, Finizola foi acusado na internet de ser ateu, como se isso fosse intrinsecamente ruim.

O vereador disse que se pauta por valores cristãos, mas não segue nenhuma religião, embora seja simpático às crenças de matriz africana.

Em um vídeo [ver abaixo] afirmou que em um Estado laico não há uma religião oficial e que as pessoas de todos os credos têm de serem respeitadas, o que vale também para os ateus.


Com informação da imprensa local e de vídeo postado no Youtube e foto de divulgação.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Vereadora defende Estado laico ao se recusar a ler a Bíblia