Janko Tipsarevic é um tenista peculiar: lê filosofia e é ateu


Tenista tem um pensamento irônico e sofisticado
O sérvio Janko Tipasarevic (foto) é um tenista peculiar, porque lê filosofia, sociologia e literatura clássica e é ateu assumido.

Gosta de grandes autores, como Nietzsche e Schopenhauer.

Tipasarevic mais parece ser da turma dos intelectuais do que a dos tenistas milionários que já foram top 10, onde ele esteve em 2012. Possui uma fortuna estimada em US$ 7 milhões.

Em seu braço esquerdo está tatuado: “A beleza vai salvar o mundo”.

A frase foi tirada do livro “O Idiota”, de Dostoiévski.

É uma ironia.

A frase foi dita pelo personagem Michkin, que acredita que a beleza pode salvar o mundo.

O livro mostra que se trata de um equívoco porque passa a mensagem de que a beleza e a bondade não salvam a humanidade.

Tipasarevic reconhece que a filosofia não combina com o tênis, que é um esporte que exige simplificações e objetividade.

O tenista nasceu em Belgrado no dia 22 de junho de 1984. É casado e tem uma filha.

De família muito religiosa, ele se tornou ateu por causa de seu temperamento questionador e das leituras que o levaram à reflexão.

“O que é a filosofia?”, pergunta.

Ele mesmo responde: “A filosofia não é a verdade, mas a busca constante da verdade”.

Continua: “A humanidade está o tempo todo mudando e evoluindo, e a ciência está sempre se questionando e nunca dizendo “isso é verdade” porque daqui a dez anos aquilo pode mudar”.

É por isso que, diz, “eu sou um ateu por natureza”.

Com informações do Wikipédia e de outras fontes e foto de divulgação.

Envio de correção.

Ateus famosos

Angelina Jolie afirma que para ela não precisa existir um deus