Notas de um ateu: sou imune a um tipo de insanidade mental



Acreditar na volta de Jesus é loucura
Quando li que a polícia de Israel está se preparando para que não haja tumulto na volta de Jesus pensei que se tratava de uma das tantas notícias falsas que circulam na internet. 

Aventei, também, que pudesse ser um texto do “Sensacionalista”, “um jornal isento de verdade”.

Naveguei por alguns sites de jornais de Israel e constatei que é verdade.

A polícia de Israel está mesmo se preparado para a chegada iminente de Jesus.

Que loucura!

Que cristãos acreditem que Jesus esteja para voltar, cercado de anjinhos tocando corneta, tudo bem. Cada um creia no que quiser, por mais ridículo que seja.

Mas uma instituição de um governo laico (sim, Israel é um Estado laico, embora não pareça) aderir a esse delírio religioso já é demais.

Roni Alsheikh, chefe de polícia, até deu uma entrevista falando em adotar medidas preventivas para garantir a ordem na chegada do Messias.

Foi uma jogada política de Alsheikh, para agradar religiosos, ou o próprio chefe de polícia acredita nessa bobagem?

Não importa.

O importante, para mim, foi a conclusão à qual cheguei: ninguém está imune de ser acometido por uma perturbação mental, exceto os ateus, quando se trata de delírios religiosos.

O ateísmo, nesse caso, tem o efeito de uma vacina, o que significa que estou imune às loucuras propagadas pela religião. E isso não é pouca coisa, não.

Envio de correção.



O dia em que comecei a desacreditar em Deus


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog