Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Muçulmano brasileiro defende em vídeo morte às adúlteras

O brasileiro muçulmano Ariel Lanel (foto) postou no Youtube um vídeo justificando a morte por apedrejamento de mulheres adúlteras em países islâmicos. [Veja vídeo abaixo]

Ariel Lanel faz
apologia da violência
contra mulheres
Disse que o castigo é determinado pelo Corão.

Ele “desmentiu” a informação segundo a qual o homem adúltero não é punido, dizendo que, nesse caso, a pena é determinada por chicotadas.

Abdul Majeed (nome árabe adotado pelo brasileiro) só não falou que os adúlteros são punidos com bem menos frequência em relação às mulheres e que chicotadas nem sempre matam.

E mesmo que a punição atingisse igualmente os dois sexos, uma barbaridade não justifica a outra.

Disse ainda que há, no Brasil, pessoas que criticam os apedrejamentos, embora aqui haja muitas mortes de mulheres.

Mais uma vez há uma tentativa de relativizar o assassinato de mulheres sob a égide do Corão..

O Ministério Público precisa deter a apologia à violência de Majeed contra as mulheres.


Com informação do Youtube.
 
Bater na mulher faz parte do bom casamento, diz saudita


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...