Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Cidade adota a teocracia ao proibir críticas ao cristianismo

A cidade goiana de Novo Gama é, na prática, uma teocracia desde junho de 2015, quando entrou em vigor uma lei que proíbe manifestação contra o cristianismo e pune até com prisão que resolver afrontá-la.

Autor da lei não
tem nem vaga ideia do
que seja democracia
Criticar outras religiões ou quem não é cristão ou não tem nenhuma crença pode.

Parece que o autor da lei, o vereador Danilo Lima Ferreira (foto), se inspirou na legislação de países islâmicos onde criticar a religião oficial é crime.

A lei diz: “[...] fica proibido qualquer tipo de manifestação pública que fira ou afronte a fé cristã”,

Continua: “Qualquer movimento ou manifestação que fira ou afronte o cristianismo deverá ser interrompida imediatamente pelas autoridades locais”.

Mais ainda: “Os envolvidos nos atos de discriminação ao cristianismo deverão ser punidos conforme prediz o artigo 208 do Código Penal (que prevê prisão de até um ano).”

O absurdo é tanto que, antes que o Ministério Público entre em ação, a Procuradoria Jurídica do Executivo Municipal vai entrar com uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra a lei.

A informação é de Eduardo Vidal Pereira Martins (PP), o prefeito arrependido que, antes, tinha sancionado a lei aprovada pela Câmara Municipal.

Assim, enquanto a teocracia estiver em vigor, alguém, em tese, poderá ser preso na cidade se afirmar em público, por exemplo, que a mãe de Jesus não era virgem.

Com informação do Correio Braziliense e foto de divulgação.

Estado laico no Brasil só existe no papel, afirma professora


Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...