Muçulmanos degolam padre, e papa isenta a religião por isso


Francisco fala sobre a sua visão de mundo
Ao falar sobre o padre degolado por dois terroristas na França, o papa Francisco reconheceu que o mundo estava em guerra, mas a religião não tem nada com isso.

Mas os terroristas eram islâmicos e mataram em nome de “Alá, o Grande”.

Para o papa, a guerra é por dinheiro, por recursos naturais, por dominação dos povos.

Sim, mas há também uma guerra sangrenta por dominação religiosa em algumas regiões do mundo, ainda que Francisco finja não saber.

Com informação das agências

Como  é possível o Islã ser da paz se o Corão incita a violência?