Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Queima de Bíblia por estudante é ato ‘imperdoável’, afirma padre

Lombardi pediu ao
jovem que não brincasse
com a palavra de Deus
O padre Mássimo Lombardi (foto), de Rio Branco (AC), disse em carta aberta ao jovem ateu que queimou exemplar de uma Bíblia que ele cometeu “um ato imperdoável para um universitário”.

No dia 30 de abril, o estudante de filosofia Roberto Oliveira da Silva, 29, pôs fogo em uma Bíblia no campus da Universidade Federal do Acre, na apresentação da banda "Violação Anal", da qual ele é o vocalista (vídeo abaixo), durante encontro de ateus.

Posteriormente, Oliveira afirmou que, com seu protesto, não quis ofender a crença de ninguém.

O Ministério Público do Estado do Acre abriu inquérito para investigar o que entende ser um suposto vilipêndio.

Acionada pelo deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), a Polícia Civil do Acré informou que também está apurando o caso.

Na carta aberta publicada no Facebook, o padre Lombardi afirmou que respeita os ateus porque eles são “garimpeiros da verdade, caçadores de autenticidade e defensores da tolerância”, mas aconselhou o universitário a não mais brincar “com a palavra de Deus”.

Lombardi afirmou estar preocupado com os “queima-Bíblia” porque "no mundo de hoje as guerras começam quando se mexem com os sentimentos religiosos, que constituem a alma mais profunda do sentido da nossa vida e da vida dos povos".

O padre não acredita que Oliveira seja ateu de fato, porque ele, o jovem, “sempre foi e continua sendo um apaixonado de Jesus e de sua palavra”.

Disse que vai orar pelo universitário.

"É a Bíblia do jovem que
estava tentando me evangelizar"


Com informação do G1 e foto da página do padre Lombardi.





Quem queimar o Alcorão deve ser morto, afirmam aiatolás

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...