Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Gurgel quer apurar contratação de pastores por Feliciano

Roberto Gurgel
Procurador-geral pediu ao Supremo
autorização para abrir um inquérito
Roberto Gurgel (foto), procurador-geral da República, encaminhou ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedido para abertura de inquérito de modo a apurar se há irregularidade na contratação pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP) de pastores de sua igreja como servidores da Câmara.

A Folha de S.Paulo publicou em março que Feliciano contratou cinco pastores de sua igreja, a Assembleia de Deus da Catedral do Avivamento, para trabalhar em seu gabinete, mas eles não dão expediente em Brasília.

Pelo regimento da Câmara, os servidores são obrigados a dar expediente de 40 horas semanais no local de seu trabalho, e o jornal apurou que os pastores cuidam de seus templos no interior de São Paulo.

Gurgel quer investigar a contratação dos pastores com base em representação apresentada pelos deputados federais Jean Wyllys (PSOL-RJ), Érica Kokay (PT-DF) e Domingos Dutra (PT-MA).

É preciso haver autorização do Supremo porque Feliciano, por ser deputado, tem foro privilegiado.

Os pastores contratados são Rafael Octávio, Joelson Tenório, André Luis de Oliveira, Roseli Octávio e Wellington de Oliveira. Eles têm salário de até R$ 7.000.





Com informação das agências.

Feliciano paga pastores de sua igreja com dinheiro da Câmara
março de 2013

Marco Feliciano

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...