Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Gurgel quer apurar contratação de pastores por Feliciano

Roberto Gurgel
Procurador-geral pediu ao Supremo
autorização para abrir um inquérito
Roberto Gurgel (foto), procurador-geral da República, encaminhou ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedido para abertura de inquérito de modo a apurar se há irregularidade na contratação pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP) de pastores de sua igreja como servidores da Câmara.

A Folha de S.Paulo publicou em março que Feliciano contratou cinco pastores de sua igreja, a Assembleia de Deus da Catedral do Avivamento, para trabalhar em seu gabinete, mas eles não dão expediente em Brasília.

Pelo regimento da Câmara, os servidores são obrigados a dar expediente de 40 horas semanais no local de seu trabalho, e o jornal apurou que os pastores cuidam de seus templos no interior de São Paulo.

Gurgel quer investigar a contratação dos pastores com base em representação apresentada pelos deputados federais Jean Wyllys (PSOL-RJ), Érica Kokay (PT-DF) e Domingos Dutra (PT-MA).

É preciso haver autorização do Supremo porque Feliciano, por ser deputado, tem foro privilegiado.

Os pastores contratados são Rafael Octávio, Joelson Tenório, André Luis de Oliveira, Roseli Octávio e Wellington de Oliveira. Eles têm salário de até R$ 7.000.





Com informação das agências.

Feliciano paga pastores de sua igreja com dinheiro da Câmara
março de 2013

Marco Feliciano

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...