Igreja na Europa só sobreviverá com evangelização, diz bispo

Manuel Clemente
Clemente disse que pregação
tem de começar na família
O bispo Manuel Clemente (foto), do Porto (Portugal), disse que a secularização em conjunto com a globalização ameaça extinguir o catolicismo europeu, que, para sobreviver, terá de ser “declaradamente evangelizador e missionário”.

Ao falar durante um seminário, dom Clemente afirmou que existe uma urgência em anunciar a mensagem de Cristo, “começando no próprio bairro, escola ou hospital, quando não na própria casa e família de cada um”.

Ele admitiu, contudo, que essa evangelização, para ter êxito, vai depender da capacidade da Igreja Católica de “compreender a metamorfose social e cultural” que está ocorrendo em todo o mundo. Mas isso não significa, segundo ele, que a Igreja tenha de se negar. "Ela precisa ser uma Igreja una, santa, católica e apostólica.”

Em Portugal, que é um dos países mais atrasados da Europa, a secularização ainda caminha devagar, diferentemente do que ocorre no Reino Unido, França e Alemanha.
Até a Irlanda, um país de forte tradição católica, a religião está sendo afastada do cotidiano das pessoas. Uma recente pesquisa revelou que, em uma lista de 119 itens sobre o que os irlandeses consideram importante para sua vida, a religião está em último lugar.

Com informação da Agência Ecclesia, entre outras fontes.





Pesquisa mostra como a Itália caminha para secularização 
junho de 2012

Secularização


Comentários

  1. hehe quero ver o que a igreja catolica vai fazer, na idade media eles conseguiam manipular os otários muito bem mas agora no seculo 21, eles vão ter que investir em um publico digamos mais BURRINHO, ou seja Brasil sil sil....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brasil, América Latina e África... terrenos férteis às religiões!

      Excluir
    2. Na realidade o Brasil já começou seu processo de secularização, pois hoje em dia existe debate sobre esse tema, não é mais um taboo.

      Tanto que agora vc ve a atitude desesperada de lideres religiosos no Brasil querendo invadir o congresso a qualquer custo.

      Creio que em 30 anos o Brasil será muito mais secular.

      Excluir
  2. a igreja não vai sobreviver porque muitos hoje sabe que tudo não passa de mentira , hoje a igreja não convence mais ninguém com a estória de que um homem nasceu de uma virgem , que reviveu e foi voando para o céu. Falar que algum povo foi guiado por uma inteligência maior é zombar da nossa cara , veia na história os exemplos que as pessoas religiosas deram de que foram guiadas por algum tipo de divindade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quanta asneira se escreve. por favor leia a biblia e peça que o criador nos ilumine para conhecermos a verdade.

      Excluir
    2. Infelizmente a igreja convence um monte de gente ... ainda há ignorantes suficientes no Brasil!

      Excluir
  3. O problema é que, estes territórios de gente estúpida e fanática, ou seja, o melhor público para a igreja católica já estão praticamente todos dominados pelo islã.



    ResponderExcluir
  4. Uma das melhores comparações acerca do teme RELIGIÕES é a que li recentemente:
    "Religião é como um pênis

    Não há problemas em ter uma

    Não há problemas em se orgulhar disso




    Entretanto




    Não a mostre em público

    Não a empurre em crianças

    Não escreva leis com ela

    Não pense com ela".

    Ótimo feriado a todos! ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Complemento:

      "nao discrimine quem nao tem um(a)"

      "nao se ache no direito de me dizer o que fazer ou deixar de fazer porque voce tem um(a)".

      Saudacoes agnostico-feministas ;-)

      Excluir
    2. o mesmo se poderia dizer do ateismo !!

      Excluir
    3. Ateismo não existe. Ateu se refere a pessoas sem crença em deuses.E isso é a unica coisa que os assemelham. A partir dai, cada um tem suas próprias convicções e atitudes.
      Não existe uma congregação de ateistas. Isso é para religiosos que se acham dono de uma verdade absoluta.

      Excluir
    4. E eu sou o incrível Hulk, ah,ah,ah,ah,..

      Excluir
  5. extinguir catolicismo europeu? esse homem só pode ta delirando né...

    olha o povo tá se afastando da Igreja na Europa pq eles tão em crise, aí eles perdem a fé, ficam vazios

    tem muita gente passando fome em Portugal por causa da crise, acho que se a Igreja doasse comida pra esse povo, eles voltariam a ter fé que Jesus pode muda tudo

    não é a secularização q afastando esse povo, é a crise, o desemprego...

    o povo quando fica sem dinheiro perde a fé ai dá nisso

    mais eu sei que a Igreja vai vencer no fim e o catolicismo reinará como sempre e como deve ser

    ass, Miriam católica de valores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A miséria sempre arrebanhou mais fieis do que a abastança. É que agora o povo não acredita mais em milagres.

      Excluir
    2. Miriam...católica de valores...mas muito mal informada...
      Olha aqui o padre contando que a religião está acabando na Europa.
      E se é por causa de crise e dinheiro, que fé é esta?
      Só amo a Deus quando meu bolso tá cheio?
      Eu acho que a pedofilia, a lavagem de dinheiro para terroristas e mafiosos e as lavanderias de freiras destrói bem mais a fé do que uma crise econômica.
      Fosse assim, pobre seria tudo ateu... kkkk.

      http://www.youtube.com/watch?v=LvHt_icd9-o

      Excluir
    3. Ué, não era essa Mírian cheia-de-valores que tava ali no outro post defendendo a humilhação e trabalho escravo de moças irlandesas?

      Valores, claro, muitos valores... xDDD

      Excluir
    4. Mas que merda foi essa que essa mulher disse? Vazia é a sua cabeça, minha senhora. Presta atenção, mulher: Portugal é o menos secularizado e mais atrasado. Traduzindo: o país está na merda por causa da crise e tem muita gente religiosa. Entendeu?

      Excluir
    5. warner, se vc nao acredita em milagres nem se intrometa ok? eu creio q Cristo pode mudar as coisas com seu poder
      pelo q entendi vc nao entende nada de como funciona o catoliscismo, la o povo ta abandonado por causa da crise

      anônimo 1

      olha o povo da europa é assim mesmo nao tenho nada a ver com isso
      sobre pedofilia, meu querido eu ja falei que so acredito com provas e sei q os q tem provas é pq o padre foi manipulado e tentado pelo diabo
      lavagem de dinheiro?? lavagem de dinheiro porcaria nenhuma isso é a imprensa querendo sujar a imagem da igreja veja isso e para de falar do q nao sabe http://portalimprensa.uol.com.br/noticias/internacional/56439/vaticano+nega+relacoes+com+fascismo+e+diz+que+reportagem+de+the+guardian+e+mentirosa
      eu nao sou burra, conheço minha igreja e sei que a um complo pra sujar a imagem dela
      a das lavadeiras eu ja falei q pra mim a culpa é do estado e das freiras só, a igreja ta fora disso

      cindy, nao defendi nada so coloquei minha opinião sobre o caso, vai procurar louça pra lavar e me deixa

      anônimo 2

      quem é vc pra falar desse jeito comigo??

      se vc nao entendeu aprenda a interpretar direito as coisas, parece q nao leu nada do q eu disse e so pegou coisa fora do contexto aja paciência
      vou repetir a crise ta gerando falta de fé e esperança o q vc precisa pra entender?

      ass, Miriam católica de valores

      Excluir
    6. Essa Mirian é uma limitada, históricamente falando.
      Não consegue perceber além do umbigo dela.
      O mundo da icar tá caindo fofucha.
      Não acredito que vá terminar, pois há muito valor (material) envolvido, mas nos moldes que existe hoje, com certeza não vai longe.


      Estuprador do espírito santo.

      Excluir
    7. Católica sem noção, entra num site de cunho ateu/secularista e quer pagar de coitadinha, de correta, e não vai além da pregação rasteira. Pois bem, a religião só está resistindo nos países mais atrasados da Europa, como Portugal. Se és incapaz de entender o que isso significa, a melhor opção é ficar quieta. Por que é que países secularistas como Reino Unido, Alemanha, Suécia, França, Bélgica, etc, estão em situação muito melhor que os lusitanos, por exemplo? Porque eles são mais práticos, mais pé no chão, mantêm o nao prático (aí incluída sua querida igreja) longe das tomadas de decisão, longe do governo. A ICAR já teve sua parcela de intromissão nos governos europeus e o que ela trouxe? Cruzadas, Inquisição, colonialismo assassino de outros países, conluio com ditadores sanguinários (Hitler, Mussolini, Tito, Franco, Salazar...). Então, senhora 'de valores', limite-se a chorar em seu canto, se não quer enxergar a verdade, os fatos.

      Ruggero

      Excluir
    8. Ai Mirian sem valores o que diz da saida do Papa criancinhas!!!!!

      Excluir
    9. Ruggero

      «Pois bem, a religião só está resistindo nos países mais atrasados da Europa, como Portugal.»

      Errado.
      O local aonde o fenómeno religioso está a conseguir grandes conquistas, aonde já elege deputados e corre o perigo de a breve trecho ver instaurada uma semi-teocracia evangélica é o Brasil.
      A Europa, apesar da grande religiosidade existente, está praticamente toda imunizada contra esse tipo de seitas embora, a Maçonaria (religiosa também) tenha bastante poder.

      «… estão em situação muito melhor que os lusitanos, por exemplo? Porque eles são mais práticos, mais pé no chão, mantêm o não prático (aí incluída sua querida igreja) longe das tomadas de decisão, longe do governo.»

      Uma vez mais você está errado.
      Com excepção do Reino Unido, aonde prevalecem os protestantes que ainda possuem uma enorme influência nas decisões políticas, em todos os outros países a religião assume-se, embora discreta, como um grande poder.
      Na Alemanha, os crentes “pagam”, de livre vontade, uma taxa ou imposto (como quiser) á igreja por devoção. Na França, o risco do radicalismo islamita é travado pela influência religiosa do Vaticano.

      Excluir
  6. o tempo da igreja está chegando ao fim.


    viva a secularização.

    ResponderExcluir
  7. eu escuto esse papo desde o tempo do imperio romano seu bosta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém dizia isso na época do império romano, seu imbecil. O catolicismo como se conhece hoje ainda não existia, idiota.

      Excluir
  8. Sem lavagem cerebral a coisa acaba.
    Lembro do famoso padre Paulo num video pedindo aos fiéis que pedissem ao papa que em 2012 fosse feito o ano mariano no Brasil.
    Disse que o secularismo defastou a fé na Europa.
    Verdade.
    É precisam urgentemente criar grupos de fanáticos, de fundamentalistas, ou irão a falência.
    O video tá aqui... http://www.youtube.com/watch?v=LvHt_icd9-o
    Vale a pena ver.

    ResponderExcluir
  9. A casa ta caindo pra crentalhada. Hora de encara o mundo sem contos de fadas e papai do céu, cresçam crentalhoes!

    ResponderExcluir
  10. Chegará o dia em que todas essas religiões caducas, fixas, rígidas, dogmáticas, intolerantes, classistas, serão apenas um registro na história e uma lembrança ao ser humano do poder nefasto das mesmas. Muitas pessoas estão deixando essas religiões, mas mantendo sua religiosidade. Muitas pessoas não aceitam mais as mentiras descaradas que não conseguem se sustentar a uma leitura e investigação mais atenta. Suas distorções, contradições, e outros absurdos são evidentes. Ninguém em sã consciência deve aceitar um 'deus' que diz ser do amor e que ao mesmo tempo prega a intolerância, o extermínio dos que lhe são contrário, etc. O cristianismo, por exemplo, diz que Jesus é o 'princípe da paz', mas o próprio Jesus, nos evangelhos, diz que não veio trazer a paz, mas a espada. E a espada nesse contexto está em contradição com paz, de modo que não cabe a interpretação que lhe é dada simbolicamente de 'justiça', 'palavra', ...se assim fosse, tal frase seria uma redundância, pois no conceito de 'justiça' ou 'palavra' já está implícito o conceito de paz. Não, na frase está claro as oposições entre 'paz' e 'espada', isto é, a palavra 'espada' nesse contexto é claramente no sentido de luta corporal, violência. Se o sentido fosse 'luta espiritual' a frase também seria construída de outra forma, sem falar que, sendo Jesus a encarnação do Logos, tudo deveria ser deixado o mais claro possível, sem margens para multíplas interpretações, a bel-prazer de qualquer um.

    As mentiras das religiões estão caindo por terra...

    Em suas lápides deverá ser colocado:

    'Em memória de todos os que foram mortos através das perseguições, das guerras, e de todas as barbáries religiosas'.

    No caso do cristianismo ainda deverá ser acrescentado:

    'Em honra e dignidade de Giordano Bruno, Gallileu Gallilei, etc.'

    ResponderExcluir
  11. Acredito que a Igreja só sobreviverá com maior flexibilidade de seus dogmas (acompanhando as mudanças sociais do mundo contemporâneo: homossexualidade, casamento gay, aborto, camisinha, casamento de padres, mulheres em cargos eclesiásticos...) e saindo do "pedestal" do Vaticano de intocável e inquestionável. Caso contrário, será um golpe tão duro quanto o protestantismo ou revoluções comunistas.

    ResponderExcluir
  12. Uma nova religiosidade.

    Parte 1

    Embora o cristianismo esteja decadente e agonizante, o islamismo está em expansão (tanto pelo trabalho missionário que fazem, como pela alta taxa de natalidade). Na Europa, já existe uma grande preocupação com os islâmicos, uma vez que se reproduzem muito rapidamente; enquanto as taxas de natalidade dos nativos são muito baixas e, em alguns casos, até negativas (países como Noruega, Suécia, Dinamarca, e outros, os índices de natalidade são tão baixos que a população vem decaindo). O problema é que os islâmicos tendem a criar uma sociedade a parte e, quando começam a ter um grande número ou maioria, tendem a exigir que o Estado siga suas leis. Bem, isso também serve para os radicais cristãos, e vemos isso atualmente no Brasil: é clara as evidências de que fundamentalistas cristãos estão tentando transformar o Brasil em teocracia (líderes evangélicos pedem para os 'fiéis' boicotarem novelas com temas católicos ou de outras religiões; em algumas cidades evangélicos estão, através dos políticos religiosos de suas denominações, obrigando a todos orarem na entrada e saída de escolas, etc.; líderes religiosos aparecem chutando imagens católicas nas mídias; evangélicos se infiltram em todos os partidos para depois legislarem em causa própria através da Bancada Evangélica (até no PC do Brasil e outros de esquerda que proíbem o culto a deus existem evangélicos);...


    Para quem não sabe, nem todos os judeus seguem a Torá ao pé da letra. Só uma minoria é fundamentalista entre os judeus. Muitos são secularistas ou ateus, e outra grande parte segue as interpretações da cabala, que são dinâmicas e não se fundam em radicalismos, ou seja, o judaísmo atual, em sua grande maioria, é dinâmico e não interpreta as Escrituras de maneira fundamentalista como o islamismo o faz com mais vigor, nem o cristianismo ainda o faz também. Tanto é assim que existem palestinos e outros islâmicos exercendo cargos no governo israelense, bem como outros cargos importantes no país.

    O hinduísmo, infelizmente, ainda mantem o sistema de castas, e muitos hindus com baixa instrução veem os vários aspectos de Bhraman com deuses diversos. Na verdade, o hinduísmo é uma religião monoteísta, e não politeísta como muitos pensam. Os sacerdotes hindus sabem dessa verdade, bem como os hindus instruídos. Bhraman é o equivalente ao Ayin Soph Aur dos cabalistas judeus, ao Tao dos taoístas. Não confundir Bhraman com Bhrama. Vale lembrar que ainda existe o conceito de Parabhraman, completamente inefável e além de Bhraman.

    Embora todas as religiões tenham sempre algum ponto que deixe a desejar, vale lembrar que muitas são pacíficas ou não causaram tantos problemas como as religiões abraâmicas quando interpretadas radicalmente, ou seja, de maneira fundamentalista. Religiões como o budismo, taoísmo, os judeus cabalistas, o hinduísmo, confucionismo, não vivem em missão como o cristianismo e o islamismo principalmente. Não vemos essas religiões em pé de guerra com outras ou tentando se impor. Contudo, o cristianismo e o islamismo têm como fundamento levar suas mensagens ao mundo inteiro, nem que seja a espada. O cristianismo está mais quieto, mas o islamismo não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta da espada é por sua conta. O CRISTIANISMO NÃO DEFENDE OU PREGA A EVANGELIZAÇÃO PELA ESPADA (OU VIOLÊNCIA), MAS, PELA PALAVRA DE DEUS E O LIVRE ARBÍTRIO. Nem o Senhor Jesus, nem os seus apóstolos ou discípulos saíram pregando o EVANGELHO DA ESPADA, da violência e do desrespeito. Mas, o ser humano, em qualquer crença, mesmo o ateísmo, sempre se encarrega de distorcer tudo, de acordo com os seus interesses, sejam pessoais, financeiros ou o que for. Já deixei de seguir a homens e suas interpretações há muito tempo, hoje me concentro em seguir a Deus, apenas, e o Ele, DE FATO, diz em Sua Palavra, as
      Escrituras Sagradas.


      Luciano

      Excluir
    2. Olá, Luciano,

      Parte 1:

      Como vão as coisas aí no seu 'reino'? Tá tudo desmoronando, né!? Pois é, esses evangelhos não passam no raio X histórico, nem a uma crítica baseada na razão. Sinto muito se abalei você ao ponto de você tentar dizer que a 'interpretação da espada' é por minha conta e que não acredita em interpretações humanas.

      Sinto muito, mas essa interpretação não é por minha conta! Muitos estudiosos do assunto dizem isso, pois é evidente que os evangelhos não falam de amor, de paz, de tolerância. Apenas fanáticos como você acreditam nisso porque são cegos, pois sofrem uma lavagem cerebral constante, bem como uma pressão da igreja que pertence. Aconselho a você procurar informações sobre os versículos dos evangelhos que incitam os 'fiéis' a tratarem mal os que não compartilham da mesma 'fé', que incitam a perseguir os judeus, que ameaçam os 'infiéis' com a danação eterna do inferno (quanto amor, heim!? No Antigo Testamento os não crentes teriam morte eterna, e só isso; mas no Novo Testamento os 'infiéis' serão atormentados no inferno eternamente. Qual dos testamentos é o mais cruel?).


      Jesus amaldiçoa uma figueira tão-somente porque a encontra sem frutos, e olha que estava fora da estação da mesma frutificar. Ah, coitadinho, estava com fome e não foi capaz de fazer alguma multiplicação como fez com os peixes, e preferiu amaldiçoar uma planta indefesa. Ora, isso não condiz com um 'príncipe da paz' de modo algum. Isso é indecente, cruel, demoníaco;

      Jesus envia um bando de espíritos malignos para dentro de porcos, e esses se precipitam num abismo. Novamente seres indefesos são 'crucificados' pelo tal 'príncipe da paz'. Ora, sendo Jesus 'deus', poderoso, por que então não enviou os espíritos malignos diretamente para o inferno? Não, teve que usar uns pobres animais para isso, e ainda deu um prejuízo imenso ao dono dos porcos. Isso é indecente, cruel, imoral;

      Excluir
    3. Olá, Luciano,

      Parte 2:

      Jesus grita com Pedro e o chama de satanás. Ora, chamar um dos apóstolos de 'satanás' é algo muito forte, não? Os apóstolos foram escolhidos por terem qualidades especiais, e, de repente, Jesus taxa Pedro de 'satanás'? Ah, tá, entendi, é que como no caso da figueira, o 'príncipe da paz' é o filhinho mimado de 'deus' (na verdade, segundo João, é o próprio 'deus') não pode ser contrariado, e, quando acontece isso, não mede suas palavras. Vale lembrar que essa prática de taxar de 'satanás' os que lhes são contrários é corrente entre os cristãos. Mas espere! Uma religião que adora dois deuses (um do Bem e outro do Mal), além de ter uma Trindade (que através de dogmas dizem ser apenas 'Um') é, numa análise profunda, politeísta. Ah, isso é influência do mazdeísmo e do maniqueísmo. Veja bem: segundo o cristianismo, Jesus é o próprio 'deus'. Sendo assim, Jesus estava, como Filho, desde sempre na Trindade, pois essa é indivisível. Dizer que a Trindade é indivisível é a maneira que o cristianismo encontrou para justificar três deuses em um. Mas também é aí que o cristianismo comete um grave erro e se enforca com a própria corda! Vejamos: o cristianismo diz que a serpente entrou no Jardim do Éden e tentou Adão e Eva, que eram inocentes, ingênuos. A serpente, contudo, era astuta e perversa. O Jardim do Éden seria a extensão da Casa de Deus, um paraíso construído para colocar Adão e Eva. Portanto, como sendo uma extensão da Casa de Deus, a Trindade, por ser onipresente, onisciente, onipotente, teria que ser dominante em tal ambiente. Deveria também saber de antemão que a serpente estaria tramando ali penetrar e tentar dois inocentes. Mas o que aconteceu? A serpente penetra no Jardim do Éden e consegue seduzir dois inocentes. Por que a Trindade não impediu a serpente? Por acaso essa Trindade é menos poderosa que a serpente, o 'deus' do Mal? Muito estranho, não? A Trindade nada fez! E perceba que Jesus faz parte da Trindade, pois é o Verbo, e o Verbo era com 'deus', e o Verbo é 'deus' (não é isso que diz no Evangelho Segundo João?). Como podemos ver, Jesus, que é 'deus', nada fez, e permitiu que a serpente tentasse e seduzisse dois inocentes, e ainda aborreceu-se e os condenou a sofrerem no mundo com seus trabalhos, adoecendo, etc. Não é estranho que um 'deus' do amor proceda assim!? Praticamente vendeu dois inocentes a serpente, senão por dinheiro, por negligência, descaso, má-fé mesmo. Nada fez! E pôs a culpa toda nos dois inocentes! Ah, mas que lindo, tempos depois, a Trindade se arrepende, vê a merda que fez, e resolve então mandar seu 'Filho' para resgatar os dois inocentes (que agora é toda a humanidade, pois se multiplicaram). E o resgate é pago com sangue, numa crucificação. E aqueles que não acreditarem nisso ainda serão largados com satanás e queimarão eternamente. Oh, que maravilha! Será que eu é que sou cego mesmo!


      E aí, Luciano, que você tem a dizer sobre tudo isso, heim, heim, heim!?

      Excluir
    4. Olá, Luciano,

      Parte 3:


      Para que tudo fique mais claro, vale ainda lembrar o seguinte: que pais permitiriam que um traficante adentrasse sua casa para tentar seus filhos? Estamos falando de pais decentes, bondosos, amorosos, sãos em todos os sentidos. Não, pais desse quilate jamais permitiram que algum traficante fizesse isso. Mas, como vimos, a Trindade permitiu que isso acontecesse, né!? A serpente adentrou o Jardim do Éden e tentou dois inocentes, vendendo-lhes ideias (semelhantes a drogas) que os fizeram perder o controle, a inocência, a pureza; daí que ficaram 'contra' a Trindade (o 'Pai', o 'Filho', e o 'Espírito Santo') e foram expulsos. Ainda levando em conta a pior das hipóteses, ou seja, que a Trindade deu algum vacilo (se bem que isso seria impossível por ser a mesma onipotente, onisciente e onipresente), os dois inocentes teriam que ter sido perdoados porque a Trindade é constituída por um 'Filho' que é puro 'amor'. Mas isso não ocorreu! Onde estava Jesus, o 'Filho', quando tudo aconteceu? Onde estava o 'amor' de Jesus quando tudo isso aconteceu? Onde estava Jesus, ou simplesmente 'deus'?


      E aí, Luciano, como ficamos? Vai responder ou não?

      Pode pedir ajuda a Valdomiro Santiago, Silas Malafaia, RR Soares, Edir Macedo, o Papa, padres, bispos, teólogos em geral, Salamandra Gouvea, Olavette...tô esperando uma resposta que me convença!

      Excluir
    5. Olá, Luciano,

      Volta aqui, rapá!? Cadê a resposta ou respostas sobre o que escrevi?

      Para deixar ainda mais completo o pensamento, eis o complemento:

      Após a Trindade perceber a merda que havia feito ao deixar a serpente adentrar o Jardim do Éden e tentar dois inocentes, resolveu encarnar e se esvaziar para resgatá-los (Adão e Eva agora é toda a humanidade, pois se multiplicaram). Mas veja novamente o furo: Jesus, que é também o próprio 'deus' de acordo com o Evangelho de João, faz o resgate pagando com a própria vida e com sangue. Ora, isso é inadmissível em se tratando de um 'deus' onipresente, onipotente, onisciente. Onde estava o poder para enfrentar o Mal e mandá-lo direto para o inferno? Um 'deus' poderoso não se sacrificaria diante do Mal para pagar um resgate. Não, um 'deus' poderoso simplesmente detonaria o Mal (satanás) e tomaria o que é seu de volta. Até mesmo porque a merda quem fez foi a Trindade, né!? Ou não foi assim!? Estou esperando uma resposta!

      Volta aqui para responder...

      Excluir
  13. Uma nova religiosidade.

    Parte 2


    Vale lembrar que os judeus cabalistas também são tão dinâmicos que a interpretação que dão as Escrituras ou Torá através da Cabalá, cujos principais livros são o Zohar e o Yetzirá, incorporam todo o conhecimento atual da física quântica, ou seja, a física quântica mostra que tudo é composto pr luz (em seus vários graus) e isso corrobora que tudo é um, tudo é uma unidade. Dessa forma, os judeus cabalistas veem o mundo como um todo, como todos sendo irmãos, e não obrigam nem discriminam que pensa diferente (desde que sejam da paz e não coloquem em risco suas vidas). Para não ser injusto, vale lembrar também que os sufis islâmicos também são tolerantes como so cabalistas judeus e, por isso, também são perseguidos pelos fundamentalistas islâmicos. O sufismo é semelhante a cabalá judaica. Também existe a cabalá cristã, e esses são muito tolerantes também porque são dinâmicos e não interpretam as Escrituras de modo radical, mas dinamicamente. Vale registrar ainda os cristãos gnósticos, que veem as coisas completamente diferentes dos católicos e protestantes fundamentalistas.


    Conclusão: ter uma religiosidade e não impor nada a ninguém, nem ser belicoso, nem discriminar ninguém é o que muita gente tá seguindo atualmente. O grande problema é quando tudo é interpretado de modo radical e as pessoas querem implantar teocracias.

    Afinal, um princípio cósmico não pode raivoso, ciumento, belicoso, etc., pois algo assim é muito grande para ter os sentimentos mesquinhos dos seres humanos. Dessa forma, se alguém acredita ou não é indiferente, desde que siga eticamente. O resto é consequencia. Ou dito de outra forma: um princípio cósmico assim dá mais atenção a quem age eticamente a quem diz que tem fé, amor, ler livros religiosos, mas é tudo hipocrisia.

    Isto é o que muitas pessoas estão buscando: religiosidade sem belicosidade, sem enchimento de saco (missionarismo), sem misturar religião com Estado, com tolerância...Principalmente baseado na física quântica. Sou um desses!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai ai. Deu até preguiça de responder.
      Porque o que poderia ser uma simples opinião a respeito de um tópico, precisa se tranformar numa "tese de doutorado"?

      Excluir
    2. Anônimo11 de fevereiro de 2013 08:53

      Ai ai. Deu até preguiça de responder.
      Porque o que poderia ser uma simples opinião a respeito de um tópico, precisa se tranformar numa "tese de doutorado"?


      #Trollagem detected.

      Vejamos:

      Primeiro: você não é o dono do blog para impor limites no conteúdo das opiniões e nem extensão das mesmas;

      Segundo: dizer que deu preguiça de ler e que é uma 'tese de doutorado' é um Ad hominem;

      Terceiro: dizer que é uma 'tese de doutorado' também é um Ad Verecudiam, uma vez que dá a entender que quero ser autoridade no assunto. Contudo, você está sendo apenas um troll ao afirmar isso porque, como já disse, não é o dono do blog e também não pôde argumentar ogicamente sobre o que eu coloquei, e tão-somente veio com falácias;

      Quarto: Ao usar tantas falácias, está me parecendo que você se projeta, psicologicamente falando, pois não contra-argumentou logicamente e suas palavras apenas transbordam despeita, inveja, e sei mais lá o quê! Ódio? Raiva?

      Quinto: Você não é obrigado por ninguém aqui a ler opiniões longas. Se não gosta disso, então simplesmente não leia. Contudo, não também não tente impor suas vontades, pois liberdade de expressão é o que defendemos aqui (desde que não prejudique outros, como opiniões nazistas, etc.). Prezo por liberdade, por um país laico, por democracia...e suas palavras não se enquadram em nada disso. Censor aqui agora! Cai fora, Troll!

      Excluir
    3. Anônimo11 de fevereiro de 2013 08:53

      Ai ai. Deu até preguiça de responder.
      Porque o que poderia ser uma simples opinião a respeito de um tópico, precisa se tranformar numa "tese de doutorado"?


      Continuando, e em tempo:

      Sexto: perceba que Paulopes não censura tamanho de opiniões, mas apenas comentários só com letras maiúsculas e trollagem. Mas nem vou pedir para deletar seu comentário, pois deve ficar aí para que outros vejam esse absurdo que você cometeu;

      Sétimo: quando se trata de pergunta, deve-se escrever 'por que' e não 'porque'; logo sua pergunta deve ser escrita 'Por que o que poderia ser uma simples opinião a respeito de um tópico precisa se transformar numa 'tese de doutorado'? Ah, e perceba que também não tem vírgula devido a não ser correto se separar o verbo do sujeito. Passar bem!

      Excluir
    4. Belo texto, de fato. Não há necessidade de gastar seu vernáculo com o Troll acima, pois, como este mesmo disse, ele mal consegue ler um texto, digamos, de tamanho "médio", quem dirá refutar qualquer argumento seu.

      Acho interessante um ponto do seu texto, a tal física quantia com a religião. Em minha opinião, tal fenômeno ocorre, obviamente, devido ao avanço da ciência, inclusive no campo filosófico, pois com tal avanço a religião perde seu espaço, espaço no sentido controlador, e com isso ela, a religião, deve adaptar-se aos novos pensamentos contemporâneos e, portanto, tornando-se mais tolerante. Creio que a religião vai se esgueirando à sombra da ciência, adaptando-se a medida que novas teorias vão surgindo.

      Excluir
    5. Olá, Faithless Crow,

      Obrigado pelo elogio, mas que o mesmo seja redirecionado aos estudiosos e/ou pensadores que me permitiram ver o mundo dessa maneira, afinal são eles que revelam essa coisas. Na verdade, os cientistas bebem nas fontes religiosas, como cabalá, taoísmo, hinduísmo, e outras; mas o faz de maneira livre, sem interpretar as coisas ao pé da letra, literalmente. Não sei se você já ouviu falar sobre isso que vou dizer agora: a serpente não é um animal simplesmente como muitos pensam. A serpente é um símbolo para a dualidade porque é um animal que troca de pele (simboliza a transformação), tem a língua bifurcada (representa o quente e o frio, o preto e o branco, o Bem e o Mal, em cima e abaixo, norte e sul, positivo e negativo), vive geralmente em buracos no solo (representa a matéria dessa forma); 'No princípio Deus criou o Céu e a Terra', diz as Escrituras. Mas o que existe por trás dessas palavras, quais são as relações entre as duas e como se deve trabalhar com elas? O céu e a Terra estão dentro de nós mesmos e enquanto não vincularmos o Céu, nosso pensamento, com a Terra, nossas atividades cotidianas (lembrando que a serpente representa justamente a Terra, a Matéria, o mundo físico, cotidiano), não saberemos o que é o Verbo, o Verbo vivo; o Verbo é nossa capacidade de mensurar as coisas, de medir, de refletir, de separar o joio do trigo. Ou seja, o Verbo é nossa capacidade de agirmos eticamente. E a ética progride de acordo com o desenvolvimento da ciência. Ao menos deveria, mas a maior parte dos seres humanos acabam ficando cegos devido a ganância, ao modo de viver competitivo, ao egoísmo, etc.

      Como podemos ver, existem duas maneiras de se 'ler' uma religião: o lado exotérico, que é a maneira que as religiões geralmente oferecem aos seguidores, tornando-os cegos, fanáticos, dementes, submissos; e o lado esotérico, que é a maneira dinâmica de ler os mitos e as religiões, ou seja, interpretando a nível simbólico, que acompanha o desenvolvimento científico. A maneira esotérica é considerada perigosa pelos exotéricos, evidentemente! E a maneira esotérica é a que os cientistas usam para auxiliar em suas descobertas.

      Pela maneira esotérica, o que importa é que o ser humano se desenvolva psicologicamente, eticamente. O princípio máximo que subjaz ao mundo material não é ciumento, raivoso, exclusivista pela maneira esotérica de interpretar. Logo, a religiosidade é compatível com a maneira de um ateu ou agnóstico pensar, desde que os mesmos também sejam éticos.

      Excluir
    6. Primeiramente, você é Cabalo?

      Segundo, se sim, por favor, poderia me indicar livros? Pois me interesso bastante por esses assuntos.

      Apesar da sua bela explicação, continuo a pensar que as religiões vão se adaptando de acordo como avanço cientifico e os religiosos, mais cultos e mais bem versados, são os que se adaptam melhor a esse novo pensamento contemporâneo.

      Quanto aos cientistas, bem, isso dependerá, e muito, do cientista, pois atualmente muitos ou a maioria dos cientistas estão imersos em um forte cientificismo e materialismo ateísta, e, portanto, descartam quaisquer explicações que não sejam testadas empiricamente. Incluindo suas explicações esotéricas acerca das religiões.

      Mas enfim, gosto da maneria que você pensa, me interesso inclusive, e se houvesse mais religiosos esotéricos, ou seja, mais cultos e mais bem versados, creio que não haveria essa forte guerra ideológica, que escarra tantos preconceitos de ambos os lados.

      Abraços.

      Excluir
    7. Olá, Faithless Crow,

      Sim, eu estudo cabalá também, dentre outros assuntos sobre religião. Não sei muita coisa, mas o que sei é suficiente para ver o quanto as religiões exotéricas são danosas.

      Vou fazer uma lista de livros sobre cabalá e coloco aqui depois. Mas seria interessante que você adquirisse um livro chamado 'A Serpente Cósmica', de John Anthony West, Editora Pensamento.Nesse livro, o autor, que é um antropólogo com especialidade em egiptologia, mostra os significados dos símbolos da civilização egípcia baseado nos estudos de Schwaller de Lubicz, bem como noção sobre os números e de como toda a natureza é constituída por números, informações, dados, ou seja, tudo é vibração. Ele mostra como a vibração produz o som e como o som produz o espaço e as coisas. John Anthony West demonstra que os símbolos do Antigo Egito tinha uma finalidade, por exemplo: a serpente representa a matéria porque troca de pele (transformação), tem a língua bifurcada (dualidade: positivo e negativo, quente e frio, preto e branco, acima e abaixo), e geralmente vive em tocas ou buracos (a luz oculta na matéria, e isso a ciência confirma hoje); o chacal (que na verdade é um cachorro e não um chacal) representa o digerir a matéria e o processo de reagrupar a matéria. É algo semelhante as comparações que fazemos hoje em dia, como: 'Ele é sábio ou vê que nem uma coruja'; 'Ela é esperta que nem uma raposa'; 'Ele é feroz que nem um leão'. Ou seja, os símbolos do Antigo Egito representavam princípios. O autor também mostra a diferença que Schwaller de Lubicz fez entre feitiçaria e magia, e como a feitiçaria é chamada eufemisticamente hoje em dia: publicidade entre os empresários, propaganda entre os políticos, sugestão entre os psicólogos, rituais e pregações entre os religiosos. É um excelente livro, e garanto que você ou qualquer pessoa que o adquirir não se arrependerá do investimento.

      Quanto aos cientistas, também existem aqueles que tem uma forte espiritualidade. Mas isso não importa muito, pois todos que veem a espiritualidade pelo lado esotérico sabem da máxima do cabailion que diz 'Assim como acima, também abaixo'. Essa máxima significa que o ser humano é feito a imagem e semelhança do Universo, ou seja, no aparente 'caos' em que vivemos, procuramos um centro, um foco, uma organização mental e social. Veja a evolução humana: saímos das cavernas e temos sociedades complexas hoje. Isso também vale para a psique: Carl G. Jung demonstrou que a mente humana é constituída por arquétipos, que existe também um inconsciente coletivo, e que a finalidade de todo ser humano é buscar um centro, ou Self, que organize os pensamentos e consiga viver em paz. Jung demonstrou que esses arquétipos desempenham papel fundamental na vida humana. Dessa forma, os ateus que agem eticamente também procuram, mesmo que não saibam disso, um centro organizador mental, um arquétipo, seja através da filosofia, seja inconscientemente. Esse centro organizador ou Self é nosso 'deus' interior. Além do mais, por mais que alguns cientistas teimem em dizer que existe a materialidade, sabemos que a matéria é apenas uma ilusão e que é formada de luz condensada, ou seja, tudo é luz, vibração, som.

      Se prestarmos atenção, o maior problema das religiões exotéricas é que existem as 'autoridades' religiosas, que são consideradas mestres, professores, pais, e mesmo 'deuses' por alguns. Sendo assim, tais 'autoridades' procuram influenciar mais pessoas com intenções de buscar o poder em todos os sentidos, inclusive, e principalmente, financeiro. Ainda mais quando se juntam com o poder do Estado.


      Até a próxima.

      Excluir
  14. Taí a força do secularismo atual.
    O Papa renunciou ao cargo e a partir do dia 28 vão ter de eleger outro Papa.
    A alegaçãofoi a idade avançada. Só vai conseguir enganar a Mirian sem valores.

    Estuprador do espirito santo.

    ResponderExcluir
  15. Pouco a ver com o conteúdo do texto, mas colocando aqui para o conhecimento geral, foi cancelado o show da banda Ira! na celebração do "Dia Mundial da Juventude". Motivo: O Nazi anunciou que vai deixar o cargo de "Sumo Pontífice" da igreja católica.
    Sim, Rattatou...digo Ratzinger anunciou que está renunciando ao cargo da 28.

    ResponderExcluir
  16. A não ser que o sistema educacional da europa ocidental retroceda, o cristianismo está com os dias contados por lá. Dê uma boa educação para as pessoas, que as faça PENSAREM, e será o fim das religiões.

    Apenas em países com uma educação tão deficitária quando na América Lantina e na Africa (além dos eua onde o ensino publico também está indo pro esgoto) é que o cristianismo tem chance pra prosperar, entre os ignorantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você é tão esperto que descobriu tudo, kkkkkkkkk...

      Excluir
  17. Questão de tempo: as religiões estão fadadas ao obscurantismo. Em alguns séculos (infelizmente, tanto tempo ainda) TODOS serão apenas MEMÓRIAS. Péssimas memórias de trevas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário