Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Votos dos não religiosos foram decisivos na reeleição de Obama

Nones, os sem religião
A 'nação none' é composta por não
religiosos e crentes sem afiliação
O Gallup chegou a uma revelação inesperada aos examinar os dados das eleições presidenciais norte-americanas deste ano: 70% dos nones votaram em Barack Obama, dando assim uma valiosa contribuição para a reeleição do candidato.

Nones é o nome que a Pew Research Center deu ao grupo de pessoas não religiosas (entre as quais ateus e agnósticos) e as que se declaram crentes ou espirituais, mas não estão afiliadas a nenhuma denominação.

O instituto de pesquisa apurou que 67% dos nones votaram no democrata Obama, e 26% no republicano Mitt Romney.

Os votos dos evangélicos favoreceram Romney na proporção de 56% contra 41%. Em relação ao eleitorado católico, a relação foi de 7 pontos percentuais a favor de Obama, 52% a 45%. Para o candidato à reeleição, portanto, os nones fizeram a diferença.

Os nones se situam na faixa do eleitorado mais jovens. São mais liberais do que seus pais e tendem a votar no Partido Democrata. Eles representam 20% da população americana, com perspectiva de se tornarem mais abrangentes. Estima-se que, dos eleitores deste ano, 12% eram de nones ou de “não filiados a nenhuma religião”.

Na avaliação de Gregory Smith, do Fórum Pew sobre Religião e Vida Pública, a influência dos nones na política americana é “uma evolução notável”, porque se trata de um grupo de eleitores com senso crítico mais apurado.

Daqui para frente, segundo Smith, os políticos estarão mais atentos a essa nova força política, o que servirá de contrapartida à tradicional influência dos líderes religiosos, que representam o segmento mais conservador da sociedade americana.

Como informação do NPR, entre outras fontes.

Ex-protestantes americanos não optam por outra religião
outubro de 2012

Estatística das religiões no mundo

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...