Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Capela em centro espacial é absurdo, afirma estudante

do leitor Sérgio

Capela do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)
"Este prédio da capela poderia
abrigar um bom laboratório"
Sou físico e aluno de doutorado do INPE [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais] em São José dos Campos (SP) e gostaria de fazer um breve comentário.

Há 5 anos, quando ingressei no mestrado no instituto, fique fascinado com a estrutura física/financeira oferecida ao desenvolvimento da pesquisa. Sinceramente não tenho do que me queixar, mas uma coisa  chama muito atenção (não só a minha, claro). É que dentro do INPE (um centro de pesquisa principalmente física), acreditem, tem uma capela para oração.

No local que é considerado o maior centro de pesquisa tecnológica da America Latina (a Nasa brasileira, como muitos dizem) existe tal absurdo. Esse prédio poderia, por exemplo, abrigar um bom laboratório ou coisa mais útil.

O INPE (englobando todas as áreas – astrofísica, meteorologia, sensoriamento, engenharia de materiais, etc.) é formado por pesquisadores/cientistas de várias partes do mundo (índia, USA, Israel..etc). Às vezes me pergunto como em um ambiente cosmopolita desse é possível ter uma capela.

Sou ateu e não escondo isso de ninguém e sempre entro em discussões com alguns defensores do design inteligente, e isso é aqui mesmo. O pior é que eles são doutores que, durante uma defesa de tese, por exemplo, exigem que, caso não explique com o maior rigor a sua “descoberta ou feito”, o aluno de doutorado não terá direito ao título. E, no entanto, esses doutores acreditam em cobra falante, jumento falante, homenzinho invisível e outras baboseiras.

Outro dia, discutindo um trabalho numa roda de pesquisadores, cheguei a um resultado lá inédito. Aí um colega virou pra mim e perguntou: "Como você conseguiu enxergar isso?" Sarcasticamente respondi: “Foi Deus que me mostrou”. Se eu, em vez de virar noites no laboratório,  fosse à capela pedir ao Papai do Céu, nada conseguiria.

Quero reforçar acho o maior absurdo um local de pesquisa como é o INPE (não é nem universidade, aqui é um centro puramente de pesquisa) ter um local de adoração de homenzinho invisível, sem contar que existem, por exemplo, pessoas de outras religiões (muitos hindus, por exemplo).

Absurdo...





Bióloga evolutiva põe poema religioso em dissertação
julho de 2012

Ciência versus religião   Religião no Estado laico   Posts de leitor


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...