Liga Árabe quer acordo mundial para punir insultos às religiões

A Liga Árabe está propondo aos países a realização de um convênio internacional para punir os insultos às religiões, de modo a impedir, por exemplo, as ofensas que ocorrem neste momento a Maomé. A proposta foi apresentada hoje (19) no Cairo (Egito) por Nabil al Araby, secretário-geral da liga.

Araby disse já ter entrado em contato com representantes da União Europeia, União Africana e Organização de Cooperação Islâmica. Na próxima semana, a Liga Árabe apresentará a proposta na Assembleia Geral das Nações Unidas.

O dirigente explicou que de início a adesão à proposta não seria obrigatória, mas argumentou que, mesmo assim, representaria o “primeiro passo para preparar convênio” que exija obediência jurídica por parte dos cidadãos dos países. Esse convênio prevê punições, mas Araby não disse quais seriam.

Uma proposta nesse sentido já tinha sido feita em agosto pelo arcebispo Ludwig Sckick, da Baviera (Alemanha). Na época, uma revista satírica usou a foto do papa Bento 16 para satirizar os vazamentos de informações do Vaticano.

Nos últimos dias, tem havido protestos violentos em países de cultura islâmica ao filme anti-islã Innocence of Muslims ("A Inocência dos Muçulmanos"). Em um deles, um líder muçulmano rasgou uma Bíblia.

Hoje, a revista de humor francesa Charlie Hedbo colocou nas bancas uma edição em cuja capa aparece Maomé em uma cadeira de rodas sendo empurrado por um judeu ortodoxo. O cartunista Charb, dono da revista, disse ter feito uma homenagem à liberdade de expressão.

Com informação das agências.

Comentários

  1. E ao contrário também teria punição? Se me ofenderem por eu não creer em lendas, em fadas e em virgens no paraiso!

    Acredito que o Ocidente não vai dar a mínima para isso, só tenho pena dos pensadores que vivem nesses paises, talvez no planetinha arabe isso possa ocorrer.

    Abraços,


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque esta LIGA não vai ver as barbaridades que este islã faz com quem não concorda com esta peste.

      Excluir
    2. Esquartejador de Ateus20 de setembro de 2012 00:21

      Deveria sim ter pena de morte para os ateus. Se tem pena de morte para os cristão que salvam a vida de bilhões de crianças nos países dominados pelo islamismo ateu, então porque não deveria ter para os ateus macaquentos que querem forçar a teoria que o homem véio do macaco nas escolas?

      Excluir
    3. islamismo+ateísmo= TERRORISMO.

      Excluir
    4. "islamismo ateu"?! Não imaginava ver nos dias de hoje alguém com uma inteligência tão excepcional para dizer isso!

      Excluir
    5. esse crentelho Esquartejador de Ateus prefere acreditar que todo mundo veio de um judia loira e e um judeu de cabelo castanho, e por causa deles nos tamo amaldiçoados

      Excluir
    6. @Esquartejador de Ateus

      Não tenho certeza se é troll ou apenas estúpido.

      Excluir
    7. É um Troll estupido oras.

      Excluir
    8. ele seria um troll estupido se parasse em "cristãos que salvam bilhoes de criancinhas" Seu grau de estupidez passou dos 9000...

      Excluir
    9. ISLAMISMO ATEU????????KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      por favor morra?
      A ignorancia do ser humano realmente nao tem limites hahahaha

      Excluir
    10. Pena de morte para ateu por que deus é amor, justiça, bondade, perfeiçao e compaixao não é?
      É, acho que não!

      Excluir
  2. Mas é uma mentalidade autoritária, ditatorial e imbecil essa, hein? Francamente! Querendo IMPOR foro privilegiado para suas crenças religiosas. Todas as manifestações humanas são passíveis de críticas, ironias, sarcasmo. Mas os religiosos (claro, não todos. Graças a Jah!) acham que não. É como se legitimassem a ideia de que religião é coisa de loucos. Assim, como se diz popularmente, "não se devem contrariar os loucos!" ou estragar a brincadeira de crianças. Se a religião pertence a instâncias respeitáveis do pensamento humano, não querer discuti-la, criticá-la é o mesmo que, paradoxalmente, posicioná-la em um lugar inferior diante da filosofia, ciências naturais, humanas etc. Isso sim é um grande desrespeito às religiões!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jah forma poética (infantil) e abreviada de Jeová.

      Excluir
  3. Mas era só o que faltava mesmo, tenho pena de pessoas assim, hipócritas e ignorantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ateus Tem Pintos Pequenos20 de setembro de 2012 00:22

      Também tenho penas dos macacos que não tem Jesus no coração.

      Excluir
    2. tenho pena de tijolos vivos. crentes não pegam mulher pq é coisa do diabo.

      Excluir
  4. Piada né. Eles podem fazer o que querem e os outros não.
    Não devemos cruzar o rabinho entre as pernas para esses retardados. Acho que temos que aumentar as críticas e sátiras.
    Se eles responderem com violência, devolvemos com violência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. crítica dói cara se não eles não estariam tão nervosos...

      Excluir
  5. Sinal que o deus deles não é tão poderoso como imaginam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso é verdade, se ele (deus) importasse tanto com as críticas ele mesmo estaria aqui se defendendo!!!

      Excluir
  6. Não pode dizer às crianças que Papai Noel não existe!

    ResponderExcluir
  7. Coitado dos ditadores da liga árabe, acham mesmo que o ocidente vai se curvar a seu cagaço da idade do bronze? Aprendam somente 1 coisa, aqui no ocidente, a liberdade de expressão, é mais sagrada que qualquer 1 dos deuses ou religiões jamais serão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não estaria tão certo disso, especialmente em relação ao Brasil, onde religiosos são um grupo protegido pela lei do racismo!

      Além disso, fazemos parte do bloco econômico BRICS: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (só países que "prezam muito" pela liberdade de pensamento e de expressão...)

      Excluir
  8. Respostas
    1. É o que tudo indica!

      Gozado é que criticar e perseguir a religião alheia é fundamento de cada uma das grandes religiões abraâmicas (judaísmo, cristianismo e islamismo).

      Enfim, no melhor dos exemplos, disse Jesus:
      "Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;"
      Mateus 10:34

      Que comecem os jogos...

      Excluir
    2. ... Jogos Mortais.

      Excluir
  9. Lamentável! Eles querem punir quem pensa diferente, inclusive ateus e agnósticos, e ficam usando aquele filme ridículo que a maior parte dos muçulmanos nem deve ter assistido como desculpa para isso.

    Aliás, noto que Maomé é mais importante que Deus ( o criador do Universo para as religiões monoteístas) na teologia islâmica. Então, para os árabes, um profeta é maior que o criador do Universo e de tudo que está nele. Teologia mesquinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igualzinha ao Cristianismo, afinal, chegue até um cristão e fale mal de Deus... observe a reação. Depois fale mal de Jesus... e veja como ele se comportará.

      Neste caso, alegam crerem que "Jesus é Deus", só que na prática, um acaba tendo um peso muito maior que que o outro.

      Religião, fé, teologia... não são assuntos para serem tratados pela razão. Por isso mesmo, estados laicos deveriam ser... laicos.

      Excluir
  10. fanatismo religioso é igual a fanatismo politico, igual a fanatismo por time de futebol....não acrescenta nada. Fanáticos são idiotas que tem o intestino no lugar do cérebro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fanatismo até no futebol é pura falta de razão...

      Excluir
  11. "Esse convênio prevê punições, mas Araby não disse quais seriam."

    Queima de livros, torturas, apedrejamentos, bruxas ao fogo, verdade sabida, enforcamentos, espalhar sal nas propriedades dos transgressores, excomunhão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estrupador de ateus20 de setembro de 2012 00:18

      E os ateus comunistas que matarão bilhões de pessoas nos países comunistas?

      Ateus deveriam é ter as tripas arrancadas e atiradas aos cachorros após elas terem apodrecido.

      Excluir
    2. Bilhões? Naum foram trilhoes naum? omg que atels sataniztaz mauvadoz, ceimein em nomi de CHEZZZZZUZZZZZZZ!

      Excluir
    3. crentalha crentalha, pruzz

      Excluir
  12. Assuntos de deus devem ser resolvidos por este. Não é necessária a intervenção da lei dos homens.

    ResponderExcluir
  13. É necessário saber separar a crítica da ofensa. Criticar as figuras religiosas é uma coisa; ofendê-las, é outra coisa.

    Ninguém pode ser impedido de manifestar as suas opiniões. Isso, sim, é crime.

    Entretanto, mesmo havendo ofensas, o correto é procurar as autoridades judiciárias e, não, promover ataques terroristas.

    Os muçulmanos já perderam a razão há muito tempo.

    Respeito é algo que se conquista. Respeito não pode ser imposto. O que se pode impor é o medo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "É necessário saber separar a crítica da ofensa. Criticar as figuras religiosas é uma coisa; ofendê-las, é outra coisa."

      Se você já foi religioso ou se conhece a religiosidade, sabe que tal pensamento é procede pela ótica religiosa! Criticar, não crer e até mesmo duvidar é considerado blasfêmia (manifestação ofensiva à divindade ou à religião).

      ______________________________________________

      Arcebispo lamenta que hoje se diga 'abertamente' que Deus não existe

      http://www.paulopes.com.br/2011/08/arcebispo-lamenta-que-hoje-se-diga.html#ixzz26wYBEz4o

      Excluir
    2. *tal pensamento não procede pela ótica religiosa!

      Excluir
    3. Pois é. Mas o desejo religioso não se confunde com as leis do mundo laico.

      Excluir
  14. O nome disso é cerceamento a liberdade de expressão e crítica. Deram um nome bonitinho para não ficar tão na cara. Bando de safados!

    ResponderExcluir
  15. Gente,

    Zombar a religiões é um direito democrático básico.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Criticar ou zombar de religiões significa, para os religiosos, blasfêmia!

      Qual das religiões majoritárias acha "justo" ter que ser tolerante com a blasfêmia???

      Pela lógica do Judaísmo, Cristianismo e Islamismo, tal medida seria perfeitamente "justa", pois condiz perfeitamente com os preceitos de suas crenças!

      Excluir
  16. Por que eles não propõem fazer acordo para nenhum homem-bomba explodir mais nada em qualquer parte do mundo? Por que não fazer um acordo para melhorar a vida das pessoas sofridas da África? Por que não fazer um acordo para democratizar o acesso à educação, à cultura, ao esporte e à saúde? Tem tanta coisa mais importante que religião ... !!!

    ResponderExcluir
  17. Eu tenho uma proposta melhor pegar todo o arsenal bélico ocidental com todas as bombas nucleares e fazer o oriente virar pô e fumaça . Vamos despachar vocês pra allah rapidinho para se deleitarem com as 72 virgens. E então gostaram da idéia??

    ResponderExcluir
  18. Daqui a pouco quem não tiver a marca dos besta não vai poder viver em paz ou você tem um turbante na cabeça e uma barba ridícula ou um bíblia debaixo do braço porque quem não tiver a marca dos bestas não vai nem mais poder viver.. E depois religiosos que são os coitadinho tisc...tisc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tive pensando nisso, o que tem de igreja que parece mais um buteco do que uma própria igreja...

      Excluir
  19. Olha a lei da mordaça aí.

    ResponderExcluir
  20. http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/cp208.htm

    A crentalhada vai usar isto para nos prender.

    ResponderExcluir
  21. Respostas
    1. Ahvai Silaskhar!

      Excluir
    2. Ahvai Silaskhar na Putaktiparyuk!

      Excluir
  22. Me desculpem o palavrão: NEM FUDENDO!

    ResponderExcluir
  23. Por que eles não pedem Alá para punir quem insultar Maomé?!
    Inconscientemente, percebem que esse ser imaginário nunca fará nada.
    Só não conseguem entender que estão fazendo algo inútil.

    ResponderExcluir
  24. Religiosos alegam falta de respeito. Na verdade eles devem conquistar o respeito através de boas atitudes. Ao contrario impoem o respeito aravés da intimidação. Dai toda a desmoralização vinda de quem não se sujeita a lendas e fabulas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. intimadação e terrorismo psicológico são os maiores "argumentos" dos evanjegues.

      Excluir
    2. Morrigam, sim correto. " Te dou o capeta de graça e te vendo a proteção". Resumindo.

      Excluir
    3. é parecido com a máfia se não estou enganada?

      Excluir
  25. Seria muito interessante essa atitude dos muçulmanos para deixarem os cristãos agirem com a religião especialmente a Igreja Católica especialmente perseguida agir da mesma maneira que podem praticar o islamismo aqui no Ocidente; é o mínimo que poderiam fazer; quem sabe seriam essa provocações a Maomé retaliação ao fanatismo secular desses muçulmanos ao cristianismo e fazê-los acordar e só funcionariam à base do tranco, quando o chumbo começa a doer neles também?

    ResponderExcluir
  26. Absuro! Querem respeito, mas não respeitam os outros.

    ResponderExcluir
  27. Islã é religião de ódio. Ou se converte ou morre pela espada. Vide o Jihad (guerra santa). Tal religião escravizante irá dominar o mundo, pois os muçulmanos já estão presentes em quase todos os países e serão, em breve, a maioria da população mundial. Tal religião será a religião do anticristo, por ser uma religião de falsa paz, mas que é puro ódio e dominação. Não respeitam as mulheres, escravizam-nas, cobrem-nas de burcas, tratam-nas como animais...
    Ódio, ódio e ódio. Isto é o Islã. E pensar que já há brasileiras aderindo a tal aberração e se cobrindo de lenços e burcas. Fim dos tempos...

    ResponderExcluir
  28. O Islã é religião de morte. Ou se converte a essa seita ou morre pela espada. Isto se chama Jihad (guerra santa). Tal "religião" será a que o anticristo proferirá, pois os muçulmanos estão se mudando para vários países e já estão quase sendo a maioria da população mundial. Esta religião é religião de ódio, só não vê quem não quer, ou quem acredita no que a mídia tenta mostrar ao público.
    O Islã é do mal, religião de escravidão, satânica.
    Mulheres são tratadas como bichos, cobertas de burcas. E pensar que já há até brasileiras adeptas dessa escravidão... Misericórdia!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário