Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Escola cristã contrata professor e o demite horas depois por ser gay

Jonathan Zeng, professor de música
Zeng disse aos diretores da
escola que Cristo pregou o amor
O professor de música Jonathan Zeng (foto), 30, foi contratado na semana passada pela CHCA (Cincinnati Christian Academy), no Estado americano de Ohio, mas o seu novo emprego durou horas: ele foi demitido quando a direção da escola soube que é homossexual.

Zeng contou que já tinha sido admitido quando, em uma entrevista, um representante da escola lhe perguntou se era homossexual. Ele respondeu que sim, e perdeu o emprego.

A CHCA comunicou que a sua diretriz de ensino impede a contratação de homossexuais porque, no contato com as crianças, eles podem conspurcar a “santidade” do casamento entre homem e mulher.

Zeng disse que nunca fala sobre a sua homossexualidade aos seus alunos, não fazendo sentido, portanto, a alegação da escola. Acrescentou que, se soubesse da política discriminatória da CHCA, não teria se candidatado ao emprego.

“Eu disse para eles [diretores da escolha] que nós, seguidores de Cristo, temos de mostrar amor a todos, sem fazer juízo de valor”, afirmou Zeng a uma emissora.

Scott E. Knox, advogado especializado em defender vítimas de discriminação, disse que não há leis federais que deem amparo a Zeng, mas o professor pode, se quiser, recorrer à legislação de direitos humanos de Cincinnati.

Zeng, contudo, informou que já se dá por satisfeito com a repercussão do caso. Disse estar mais preocupado em criar uma consciência sobre a discriminação contra os homossexuais.

Com informação do Christian Post.

Comentários no Facebook.   Homofobia.

Estudante expulsa acusa escola adventista de homofobia.
junho de 2012

Escola substitui ensino religioso por ética; professora é transexual.
maio de 2011
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...