Escola cristã contrata professor e o demite horas depois por ser gay

Jonathan Zeng, professor de música
Zeng disse aos diretores da
escola que Cristo pregou o amor
O professor de música Jonathan Zeng (foto), 30, foi contratado na semana passada pela CHCA (Cincinnati Christian Academy), no Estado americano de Ohio, mas o seu novo emprego durou horas: ele foi demitido quando a direção da escola soube que é homossexual.

Zeng contou que já tinha sido admitido quando, em uma entrevista, um representante da escola lhe perguntou se era homossexual. Ele respondeu que sim, e perdeu o emprego.

A CHCA comunicou que a sua diretriz de ensino impede a contratação de homossexuais porque, no contato com as crianças, eles podem conspurcar a “santidade” do casamento entre homem e mulher.

Zeng disse que nunca fala sobre a sua homossexualidade aos seus alunos, não fazendo sentido, portanto, a alegação da escola. Acrescentou que, se soubesse da política discriminatória da CHCA, não teria se candidatado ao emprego.

“Eu disse para eles [diretores da escolha] que nós, seguidores de Cristo, temos de mostrar amor a todos, sem fazer juízo de valor”, afirmou Zeng a uma emissora.

Scott E. Knox, advogado especializado em defender vítimas de discriminação, disse que não há leis federais que deem amparo a Zeng, mas o professor pode, se quiser, recorrer à legislação de direitos humanos de Cincinnati.

Zeng, contudo, informou que já se dá por satisfeito com a repercussão do caso. Disse estar mais preocupado em criar uma consciência sobre a discriminação contra os homossexuais.

Com informação do Christian Post.

Comentários no Facebook.   Homofobia.

Estudante expulsa acusa escola adventista de homofobia.
junho de 2012

Escola substitui ensino religioso por ética; professora é transexual.
maio de 2011

Comentários

  1. É o famoso bordão - "Amai o próximo como a ti mesmo" - elevado ao máximo! Esse amor cristão sempre me surpreendendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como os heterosexuais se amam?

      Excluir
    2. Cristo prega o AMOR ao próximo mas não a tolerância ao pecado.. o problema de tudo é a democracia.. se a maioria votar que o errado é certo, então será certo... a democracia é um estilo de governo criado pelo Lúcifer.. que exige justiça mas ele próprio o acusador quando na verdade Deus está disposto a receber a todos e perdoar e purificar de todo pecado e impureza que o SISTEMA de lúcifer causou em cada pessoa.

      Excluir
    3. Lucífer é o braço direito de Jeová.

      Excluir
    4. @Anônimo 11 de junho de 2012 12:39

      Você prefere uma ditadura, seu imbecil?

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. A qual distância é próximo?

      Excluir
    7. Lembrei da conversa mole deles:Não temos nada contra o homossexual,mas contra o pecado do "homossexualismo".E neste caso?Quem foi prejudicado?Foi o pecado ou a pessoal?

      Excluir
    8. Anônimo 11 de junho de 2012 12:39

      Se houvesse alguma verdade nessa babaquice que vc escreveu, eu diria "Heil, Lúcifer". Fanático, vá ler sua (gi)Bíblia empapada de sangue que vc ganha mais. Ou menos.

      Excluir
  2. O entendimento de amor na crença cristã é incrivelmente relativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo na doutrina cristã é relativizado, uma vez que a própria bíblia sempre é interpretada do modo convém a cada um (ou cada grupo).

      Excluir
  3. Lamentável, como sempre. O caso ganhou repercussão então ruim pra eles.

    ResponderExcluir
  4. Se não querem homossexual no quadro de funcionário deles, que erro cometeram? Basta o homossexual, procurar emprego em outro local, o qual não é segredo ou melhor dizendo é GRITADO loucamente pelos religiosos que não querem entre eles homossexuais e ateus.

    Temos que respeitar tbm o que eles tem como moral e buscar nosso lugar onde somos bem vindos.

    Nunca iria aceitar um emprego em uma Instituição ligada a religião, seria um ''INFERNO', já é difícil suportar os evanjegues no buzão.

    É gays querem se infiltrar em religião, FALA sério!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falar sério mentindo ou falando a verdade?

      Excluir
    2. Falar sério, tipo verdade!

      Jamais iria me apegar ou seguir algo que deseja tudo de maléfico, sobre mim.

      Mas existe pessoas que curtem o sadomasoquismo.

      Quando vejo pessoas religiosas usando a biblia e seus versículos condenando os gays religiosos, fico calado, pois estão participando de um amor sadomasoquista.

      Excluir
    3. Seguindo esse critério discriminatório, seria normal ouvir por aí: Você é cristão, por isso está demitido.

      Excluir
    4. Anônimo11 de junho de 2012 11:26, seguindo esse critério discriminatório, seria normal ouvir por aí:Você é mulher, por isso não pode ingressar na Escola Preparatória de Cadetes do Exército.

      Excluir
    5. Anônimo11 de junho de 2012 11:26

      Em algumas entrevistas de emprego, o entrevistador me perguntava qual a minha religião. Eu afirmava, nenhuma, pois sou ateu. Em reposta ele afirmava, sinto muito mais este emprego na da para vc a menos que exerça uma religião. Eu afirmava, então esta bem, pois quem esta perdendo um candidato não sou eu.


      O empregador tem o direito de escolher o perfil do empregado que lhe agrade e o Trabalhador tem o direito em escolher o emprego que lhe é justo.

      Excluir
    6. Gabriel

      Não. Aqui no Brasil é diferente.

      O entrevistador seleciona os candidatos ao emprego segundo o perfil pertinente a função.

      Por exemplo: se for uma função para segurança armado o candidato deverá ter uma altura e um físico adequado a essa função (não poderá ser baixinho e fraquinho), deverá ter um perfil psicológico que lhe permita usar arma de fogo (não poderá ser um louco) etc.

      A religião ou a sexualidade de uma pessoa em que impede, de maneira objetiva, de uma pessoa desenvolver uma função qualquer?

      No caso da matéria, qual era a característica necessária para ocupar a vaga de professor de música? Ter formação em música, ter experiência, ou seja, já ter dado aulas como professor de música, saber lidar com crianças (ter noção de pedagogia). A sexualidade do candidato não contribui e, tampouco, atrapalha na função que ele iria desenvolver que era ensinar música.

      Foi preconceito e discriminação.

      Se fosse com um negro o caso seria o mesmo. A exceção é que os negros estão melhor protegidos do que os homossexuais. E os grupos dos negros iriam arrebentar com essa escola.

      Excluir
    7. Gabriel,

      >> "Se não querem homossexual no quadro de funcionário deles, que erro cometeram? Basta o homossexual, procurar emprego em outro local, o qual não é segredo ou melhor dizendo é GRITADO loucamente pelos religiosos que não querem entre eles homossexuais e ateus."

      Eles cometeram o erro de discriminação, afinal o que importa em um candidato para qualquer emprego é a experiência e a capacidade dele para tal cargo e não sua orientação sexual ou crença ou falta dela.

      Eu trabalho numa videolocadora, que diferença faz o fato de eu ser atéia e bi? Eu não discuto minha falta de crença em divindades e minha orientação sexual no trabalho pq lá não é lugar pra isso e isso em nada influencia o meu desempenho ou o funcionamento da locadora. Eu me considero uma funcionária competente e digna de confiança e as minhas colegas de trabalho e a minha patroa tb me consideram assim. Isso é o que conta, não?

      E tb - como diz na matéria que Paulo Lopes usou como fonte - o professor realmente não sabia dessa política da escola e que se soubesse ele não teria se candidatado à vaga: "Zeng told The Christian Post on Thursday that he didn't know about the school's policy preventing homosexuals from teaching there, otherwise he would never have applied. Still, he doesn't believe sexual orientation should be a factor when it comes to education, and says he wouldn't take it upon himself to tell children what to believe about it anyway.

      Tradução: "Zeng disse ao The Christian Post na quinta-feira que ele não sabia sobre a política da escola impedir os homossexuais de ensinar lá, caso contrário ele nunca teria se candidatado."

      (http://www.christianpost.com/news/christian-school-rescinds-decision-to-hire-music-teacher-after-learning-hes-gay-76330/)

      Excluir
    8. WillPapp e Michelle

      Para empresas mantidas por igrejas e fiéis destas, ter uma formação religiosa continua e não ser homossexual, tbm são requisitos do perfil profissional que estes buscam.


      Odin,me livre deste pesadelo que é trabalhar em instituição abertamente ligada religião.

      Excluir
    9. Michelle
      Tradução: "Zeng disse ao The Christian Post na quinta-feira que ele não sabia sobre a política da escola impedir os homossexuais de ensinar lá, caso contrário ele nunca teria se candidatado."

      /\
      ][
      ][
      ][

      Brincadeira esta desculpa! Meus anos de experiencia de vida, seriam ofendidos se eu acreditasse nisto.

      Religiosos cristão, perseguem homossexuais em qualquer país que eles estejam.

      Excluir
    10. Gabriel,

      Nem todos religiosos cristãos perseguem homossexuais. Não generalize. Eu conheço cristãos que sabem da minha orientação sexual e eles não se importam com o fato de eu ser bi e nunca me trataram com preconceito.

      Excluir
    11. Gabriel,

      E tb - de acordo com a matéria - esse professor já trabalhava meio período em uma escola católica e nunca foi perguntado à respeito de sua orientação sexual numa entrevista de emprego. Então, não são todas as escolas cristãs que escolhem seus empregados baseados em orientação sexual.

      O que essa escola fez foi discriminação. Se demite funcionários por jsuta causa e demitir alguém por ser gay está longe disso.

      Eu já tive empregadas domésticas que eram evangélicas. Imagina se eu baseasse a contratação delas na religião que elas seguem? Imagina se eu colocasse no perfil: "Não pode ser evangélica"? Isso não seria preconceito? Imagina se eu as demitisse por serem evangélicas? Não seria discriminação? Obviamente que seria.

      Excluir
  5. E um professor mulçumano eles aceitariam?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, pois a escola é cristã.

      Excluir
  6. Não sei não, mas se eu fosse gay não tentaria me candidatar a uma escola que tem a palavra Christian no nome. A probabilidade de ser de alguma forma hostilizado seria considerável.

    A matéria original, no site do Christian Post, diz que ele já trabalha meio expediente como professor em um escola católica local. Lá ele não parece ser discriminado, talvez porque católicos são mais "frouxos" em relação à opção sexual.

    Pelo nome, essa última escola deve se tratar de um estabelecimento dirigido por evangélicos. Pra esse tipo de gente, mais que para os católicos, o "próximo" só é próximo mesmo se também for evangélico e não for gay. Digo isso porque a maioria das pessoas que eu conheço é católica e boa parte delas não se importa com a orientação sexual; já os evangélicos que eu conheço ligam muito pra isso (digamos, uns 99% dos que conheço).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CORREÇÃO: orientação sexual e não opção sexual.

      Excluir
    2. Wickedman

      Antes eu afirmava que era orientação sexual/condição sexual, mas depois de alguns meses pra cá estou em dúvida que isto seja homogenio.

      Excluir
  7. Isso é uma discriminação das mais descaradas. Já tive professores homossexuais quando estudava no 2° grau a uns 15 anos atrás e tenho certeza que, assim como eu, meus colegas não os vias como pessoas ... até mesmo porque a postura que demonstravam era muito respeitosa e ainda hoje tenho professores assim na faculdade. O que diferencia um homossexual de outro e a postura perante a sociedade. Esses cujo comportamento denigre a imagem dos demais é inaceitável, é o que podemos observar nas mídias sociais. Acredito que não vai ser dessa forma que conquistaram o respeito das pessoas, principalmente as mais conservadoras.A sociedade ainda não ta preparada pra aceitar esse tipo de comportamento.Mas é como eu costumo dizer, não somos obrigados a de ninguém porém temos que respeitar a todos, indiferente de sua opção sexual, credo e raça.

    ResponderExcluir
  8. complementando a terceira linha do meu comentário:
    meus colegas não os via como pessoas que transmitiam mal exemplo, como vemos hoje por todo lado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando digo que não somo obrigados a gostar de ninguém mas temos que respeitar a todos, alguma pessoas me questionam; mas está na bíblia que devemos amar o próximo como a nós mesmo. Está escrito mesmo, contudo se a bíblia ensinasse o respeito pelo próximo além do amor talvez não teria acontecido tantas atrocidades, perseguição, sangue de inocentes derramados como acontece hoje.

      Excluir
  9. Quando eu fizer uma entrevista pra contratar alguém pra minha empresa vou perguntar: "Você é evangélico?" se sim eu despido ele, evangélicos costumam causar problemas por onde andam, tentam pregar em todo canto acabando com o ambiente profissional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles vão alegar perseguição religiosa. Engraçado é que eles acham que podem discriminar a quem quiserem e usar a religião como escudo, mas não admitem ser discriminados. Eles se acham melhores que todo mundo. É uma assimetria nojenta.

      Excluir
    2. "se sim eu despido ele"

      MY EYES!!! It burns!!

      Excluir
    3. Se fizesse isso, você incorreria em crime:

      Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
      (...)
      Art. 4º Negar ou obstar emprego em empresa privada.
      (...)
      Pena: reclusão de dois a cinco anos.


      Por coincidência, é nessa mesma Lei Lei 7.716/89 que cristãos não querem deixar incluir a orientação sexual (o que engloba os homossexuais) do PL 122/06.

      Excluir
    4. Se fizesse isso, você incorreria em crime:

      Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
      (...)
      Art. 4º Negar ou obstar emprego em empresa privada.
      (...)
      Pena: reclusão de dois a cinco anos.


      Por coincidência, é nessa mesma Lei Lei 7.716/89 que cristãos não querem deixar incluir a orientação sexual (o que engloba os homossexuais) do PL 122/06.

      Excluir
    5. Se fizesse isso, você incorreria em crime:

      Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
      (...)
      Art. 4º Negar ou obstar emprego em empresa privada.
      (...)
      Pena: reclusão de dois a cinco anos.


      Por coincidência, é nessa mesma Lei Lei 7.716/89 que cristãos não querem deixar incluir a orientação sexual (o que engloba os homossexuais) do PL 122/06.

      Excluir
    6. Desculpe por ter saído a resposta três vezes, mas havia travado na hora do envio. Se puder apagar as duas primeiras...

      Excluir
    7. Eu inventaria outra desculpa, minha intenção não seria discriminar, mas evitar que gente desqualificada entre na minha empresa.
      Diria alguma coisa sobre o currículo, sei lá :/

      Excluir
    8. Desculpa, Yuri, mas você estaria sendo preconceituoso e discriminador de qualquer forma.

      Na sua primeira postagem, você deixa claro isso: “"Você é evangélico?" se sim eu despido ele, evangélicos costumam causar problemas por onde andam, tentam pregar em todo canto acabando com o ambiente profissional”.

      Estaria o despedindo por ser evangélico, sob o argumento falacioso de que “evangélicos costumam causar problemas por onde andam, tentam pregar em todo canto acabando com o ambiente profissional”. Além de desprovido de qualquer comprovação, é uma generalização pejorativa – de que os evangélicos costumam causar problemas. É puro e simples preconceito!

      Então não há como dizer que sua intenção não seria discriminar. De todas as formas, você estaria incidindo em crime. E sendo preconceituoso, além de discriminar sim senhor. Para quem defende o fim da discriminação e o preconceito aos ateus, praticar aquilo que os preconceituosos fazem é, no mínimo, uma enorme contradição! Nada está lhe diferenciando dessa escola que demitiu o homossexual por sua condição sexual...

      Excluir
  10. As religiões gostam de rotular as pessoas, dai advem suas formas de controle. É uma tremenda injustiça com o trabalhador, que afinal não vai praticar sexo em sala de aula. Por outro lado muitos aliados são pedofilos da mais descarada estampa e vão sendo acobertados para não macular a imagem da instituição.

    ResponderExcluir
  11. confundir amor com libertinagem é comum na conversa entre aqueles que querem a qualquer custo a legalizaçao da pouca vergonha.aliás nao sei se ateu ama? ate porque o seu papa Nietsche diz em seu livro o anticristo que o amor é um lixo.é interessante certas coisas, se eu amo meu filho nao devo corrigi-lo porque o amo? ele poderá fazer o que quiser porq o amo?sinceramente vcs ateus nao entendem a doutrina do amor, tambem como entenderiam né mesmo?nao acreditam que existe espirito?cxomo acreditariam em sentimentos tao nobres como o amor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser evangélico é uma pouca vergonha? Há países que dizem que sim...

      Excluir
    2. Evangélico não entende de amor. Entende de espírito e só.

      Excluir
    3. Não sou a favor da libertinagem,pelo contrário, repudio aqueles que agem dessa forma tão deprimente. Contudo devemos respeitar a todos sem execessão

      Excluir
    4. O Izaque é um dos crentes mais boçais que eu já vi.

      Amor não precisa ter uma origem externa ou sobrenatural, pois é algo que é sentido por alguém; portanto, emana desse alguém, sua anta.

      Achar que a causa do amor (ou da bondade) é um deus (especialmente um deus nojento como o seu) é um pensamento anti-humano, e portanto, uma atitude de desprezo pela humanidade (e por si próprio).

      Mas, como diz Roberto Carlos, a sua estupidez não te deixa ver.

      Excluir
    5. Izaque defina o amor.

      Excluir
    6. /Facepalm

      Se interna Izaque.

      Excluir
    7. Ateus, são aqueles que amam, incondicionalmente, pois não amam para ter uma recompensa divina.
      Portando são mais sinceros do que os que amam por medo ou por obrigação.
      Tenho pena daqueles que precisam do auxilio das religioes para poder ter um padrão moral, que lhes faltou na formação do carater. É melhor ouvir os homens que iluminaram a humanidade, do que seguir os guias das trevas e do atrazo, cujos devotos so sabem destilar odio, aos que neles não concordam e lhes ameaçam os privilegios insanos.

      Excluir
    8. Até quando o Izaque vai continuar adubando este blog com sua boca? Vai ler um livro, babaca.

      Excluir
  12. Digo só uma frase para homossexuais que insistem em entrar e serem aceitos em igrejas protestantes e católicas e trabalhar em empresar mantidas por esta gente.


    Vão procurar lugares que lhe aceitem, lhes desejam o bem e não os mutilem emocionalmente por causa de um deus sanguinário revelado na gibiblia, que vcs ganham mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, é melhor procurar emprego em empresas que não levem este quesito em consideração, e que se preocupem com a competencia profissional e a condição moral do empregado. Porque as religiões partem do principio que todo homossexual é imoral o que nao e verdade.

      Excluir
  13. Cristo prega o AMOR ao próximo mas não a tolerância ao pecado.. o problema de tudo é a democracia.. se a maioria votar que o errado é certo, então será certo... a democracia é um estilo de governo criado pelo Lúcifer.. que exige justiça mas ele próprio o acusador quando na verdade Deus está disposto a receber a todos e perdoar e purificar de todo pecado e impureza que o SISTEMA de lúcifer causou em cada pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosta de democracia? Vai pro Afeganistão. Garanto que vocÊ vai ser muito bem recebido e não vão te deixar sair (vivo) de lá. Agora larga essa merda dessa bíblia, pega uma enciclopédia e vai entender o que é democracia seu chucro.

      Excluir
    2. Se quiser, te dou até as passagens...

      Excluir
    3. Dmocracia é o sistema de lucifer??
      E eu achava que ja tinha ouvido de tudo desses debiloides de xessus..

      Excluir
  14. este cARA ESCONDEU A VERDADE nao disse q era gay sabendo q estava etrando e uma escola cristã, agora nós somos obrigados a aceitar sendo q numa igreja cristã nao se prega o Homossexualismo, e me aparece um ser desse só pra causar discordias e injurias e depois sai de santinho e coitado da historia...ISSO Q EH HIPOCREsIA MESMO! APARECEU SÓ PRA FAZER SENSACIONALISMO...PORRA! E O MEU DIREITO DE SER HETERO ONDE FICA, PQ SE EU SOU CONTRA EU TENHO PRECONCEITO E EU TENHO Q VIRAR GAY OU LESBICA ENTAO PRA SER ACEITO???ELES É Q SAO PRECONCEITUOSOS!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o contrário, seu protozoário. Crentes é que querem que gays e lésbicas se tornem héteros pra poderem ser aceitos. Nunca vi gays tentando "homossexualizar" as pessoas.

      Tem certeza que você leu mesmo o post lá em cima?

      Excluir
    2. "e me aparece um ser desse só pra causar discordias e injurias"
      Ele só falou a verdade. Fatima

      Excluir
  15. oi YURI sua anta, Primeiro q eh DESPEÇO OU DISPENÇO SUE ANTA BURRO ENERGOMINO! BOÇAL!!
    e depois nao sao os evangelicos q vc esta falando...sao os testemunhas de geova kkkkk ESSE SIM FICAM PREGANDO E ENCHENDO O SACO..rs
    aa despido eh a mesma coisa de DESPIR...TIRAR A ROUPA kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "testemunhas de geova"

      Geova? Se quer corrigir os outros, não escreva bizarramente errado também, seu boçal! kkk

      Excluir
    2. Hipocrisia: a marca do cristianismo. Corrige um erro meu mas comete centenas, inclusive dizendo que só os TG(rsrs) é que pregam em local público.

      Excluir
    3. Boa Anônimo11 de junho de 2012 12:56:

      -SUE > Sua...
      -ENERGOMINO > Energúmeno...
      -nao > Não..
      -sao > São...
      -evangelicos > Evangélicos...
      -os testemunhas de geova > As Testemunhas de Jeová...
      -ESSE SIM FICAM > Esse sim, fica...

      De fato, o Yuri é muito "ENERGOMINO".

      Excluir
  16. Só um detalhe: escola não é igreja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E igreja é escola?

      Excluir
    2. Will, as instituições de ensino mantidas por igrejas, misturam religião e ensino.

      Excluir
    3. Gabriel

      Sim. Mas observe. Num Estado laico as igrejas não sofrem intervenção estatal. Já as escolas, religiosas ou não, sofrem. Se a escola não cumprir direito as diretrizes educacionais padrões instituídas pelo Estado, o Estado intervirá.

      Por isso eu disse que escola não é igreja.

      Excluir
    4. WillPapp

      Sim, mas não estava falando do ensino direto religioso que tais praticam.

      Acredito que seria uma ofensa enorme para eles, caso vaza-se que entre o seu quadro de funcionários tem um homossexual, tal sexualidade que é cansativamente perseguida por religiosos cristão. (Digo país em que são maioria)

      Excluir
    5. Numa escola controlada por gays e ateístas, um professor cristão provavelmente não seria admitido (ou seria logo demitido), e muitos ateus e gays que aqui reclamam iam achar isso muito justo e lindo, iam logo invocar o sagrado "Estado laico", a necessidade da "educação laica" e elaborar outras boas "explicações" para a rejeição ao cristão maldito...

      Excluir
  17. Respostas
    1. Boçal você quis tirar onda e escreveu tudo errado. Jeova com geova ?? Kakakaka Escreveu ENERGOMINO huakakakaka

      Excluir
  18. Beber álcool é pecado.
    Sexo antes do casamento também.

    Será que eles perguntam se a pessoa bebe ou se já fez sexo?

    ResponderExcluir
  19. E aí alguém dúvida que se cristãos tivessem mais poder político eles iriam prender homossexuais , ateus e qualquer outro povo que não seja cristãos iriamos ser perseguidos que chegaria num ponto que quem não fosse cristão não iria poder nem comprar nem usar serviços públicos e etc. E quando você fosse fazer qualquer coisa eles com uma arma na cabeça iriam forçar você dizer que é cristão pra poder ter os direitos básicos humanistas?

    Imagina você entra num supermercado e sem a identificação cristã(marca da besta[ironic/on]) eles não te vende nada por ser ateu por ser homossexual por ser umbandista, tem até uma tál de " Supremacia Cristã" podia mudar para "Supremacia Ariana". Quem é o líder da tál supremacia cristã ? Hitler? Iahuashuashiuashua

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não quiser amar o próximo é só sair de perto dele.

      Excluir
    2. O blog deleta comentário escrito só com letras maiúsculas.

      Excluir
    3. Ao anônimo das 14:45

      Não é o caso de sair de perto, até mesmo porque se fôssemos fazer isso com cada um a quem não gostamos, cada um teria que viver numa ilha deserta, entende? A questão é que devemos aprender a conviver com as adversidades mesmo aquelas que não aprovamos. Como eu disse acima, não somos obrigados a gostar de ninguém mas, pelo menos, devemos respeitar a todos,certo?

      Excluir
    4. Certo, só que de existem pessoas que são próximas e existem pessoas que são distantes.

      Excluir
  21. Ah, aposto se o cara fosse dispensado por ser “cristão”, alegariam perseguição religiosa.
    Mas como é um gay (todos nós sabemos que TODOS os gays gostam de assediar crianças) tudo bem, não tem nada ele ser despedido, é direito da impressa despedir quem ela quiser.
    Tsc,Tsc.

    ResponderExcluir
  22. Ainda o sentimento hipócrita reina no reino de cristo,o que parece e que alguns querem ter uma "falsa moral verdadeira" qual o interesse da opção sexual, na contratação do professor como ele mesmo disse: "Zeng disse aos diretores da escola que Cristo pregou o amor".
    Bem mas não se vive este amor talvez, nunca poderá sentir.

    ResponderExcluir
  23. O gay é cristão?
    Meio hipócrita isso não é?

    ResponderExcluir
  24. _Não vejo problema em admitir um profissional nessas condições! Creio que usaram de intolerância, o que não é bom!
    _Não é bom, falar do que não sabem, pelo simples prazer de tentar diminuir o reino de Cristo: como mencionado acima, francamente...!
    _Pessoas inteligentes, não generalizam! Se algumas pessoas, mesmo cristãs, são incapazes de ouvir a Voz de Deus e seguem seus próprios preconceitos, isso não é problema de Deus e sim, das pessoas que não entendem nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr deus criou pessoas que nao entendem nada,ele é nao só parte,é raiz do problema.

      Excluir
  25. A salamandra não é crente ela é simpatizante com suas teorias próprias que foge do escopo "divino". No tempo da inquisição pessoas foram mortas por estar escrito no "livro" sagrado *não deixarás viver a feiticeira* e agora querem fazer o mesmo com os homossexuais. Eles dizem amar um deus que mandou não matar, mais que tem naquilo que é chamado de seu livro sagrado mais de 2 milhões de mortes ligados diretamente à sua pessoa.

    Um deus que fez as coisas e que deixou escapar de seu controle e pra acalmar sua furiosa ira ,mata seu próprio filho ,mais só de mentirinha porque depois ele ressuscita ele(sic).

    Eu acho que qualquer criança que não tenha sofrido uma lavagem cerebral consegue perceber o quanto é infantil esta estória de deuses e demônios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. _Só de mentirinha???? Do que está falando???? Ele morreu em nosso lugar, louco!!! A humanidade estava corrompida, desde o princípio e até os dias atuais; provavelmente, irá continuar nessa inércia para as coisas de Deus, sem humildade e sem forças para segui-Lo e falando besteiras!!!

      Excluir
  26. Creio que foi prconceito exarcerbado a medida que o colégio tomou em relaçãp ao professor de música. O que tem a ver a capacidade intelectual do professor com a sua condição sexual? Nunhuma. A escola tomou uma açao descabida.

    ResponderExcluir
  27. Muito triste isso...Tem gente muito idiota mesmo nesse mundo e preconceituosos é o que mais tem.

    ResponderExcluir
  28. Ainda bem que tomo meu chá de Caymmi - Uma preguiça de me aborrecer com esse povo que anda por aí aos berros, com a bíblia no sovaco, gritando frases que aprenderam com os pastores.

    E quando eu acordo de manhã aos domingos com a minha campanhia tocando insistentemente, adivinha que são? Os testemunhas de Jeová. Só não entendo pq eles saem correndo quando abro a porta. Será que é pq. os recebo ainda com o tesão de mijo. Com a caceta lá em cima? Eu hein, puro preconceito dessa gente, nunca viu um pau duro?

    ResponderExcluir

Postar um comentário