Bom país se constrói com democracia, e não com religião



por Cognite Tute em resposta a um leitor do post
Ateus homenageiam garota que agiu contra oração na escola

Jefferson: "Vocês falam de Suécia e Finlândia como exemplos a ser seguidos por serem países com ótimos IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) e terem abandonados a fé, mas me falem sobre EUA, Coréia do Sul, Alemanha, Japão, França, que são países altamente religiosos, com ótimos IDHs, educação e potências mundiais, e falem também sobre a Coreia do Norte, que não tem religião e é um país pobre e altamente atrasado."

Já que insiste, posso falar, sim. De todos os países religiosos que menciona, apenas os EUA são "muito religiosos". Os outros têm abandonado a religião, ou se tornado religiosos de "fachada", como os ritos taoistas (milhares de deuses, talvez por isso sejam mais eficientes que o deus único cristão) do Japão.

Já a Coreia do Norte tem uma "religião de Estado", que deve, sob pena de morte ou perseguição, "adorar" o ditador de plantão (se ler os nomes que ele mesmo, o falecido, deu a si mesmo, nada ficam a dever aos nomes dos outros deuses).

Além disso, a religião, embora cause dano, não é a única coisa que causa dano. Ditaduras, ideologias de extremismo, religiões de Estado (quase sempre andam juntas), etc, também são daninhas.

Assim, o ideal, o que torna um país ou sociedade melhor para se viver é uma mistura de democracia, Estado laico, e diminuição da interferência religiosa na vida das sociedades, entre outros fatores menores.

Por outro lado, o pior são os Estados teocráticos, ditaduras extremas, religião de Estado, falta de democracia, etc.

Dentro desta visão, tente, novamente, analisar os países que mencionou.

Veja, por exemplo, o USA, o qual você afirma ser "religioso". Embora a população tenha essa característica, a sociedade, o Estado, suas estruturas, são praticamente "blindadas" pela democracia e pelo Estado de direito, laico, contra a maior parte das interferências da religião.

Por isso religião nas escolas é proibido, o aborto é permitido por lei, o criacionismo foi definido por sentença como "não científico" e tudo o mais.

Além disso, você precisa entender que são questões complexas, e, como tal, vale a estatística, não a exceção.

Desenhando, para que entenda melhor. A maior parte dos fumantes tem câncer devido a isso. A maior parte dos não fumantes, não tem. ENTRETANTO alguns fumantes não terão câncer, e alguns não fumantes terão. Isso NÃO invalida a relação fumo/câncer, que é claramente determinada.

Quando listamos países que, com menor religiosidade, estão em melhor situação, isso NÃO significa uma relação causal direta, apenas estatística (e possivelmente relacionada, mas é outra história). Depende, claro, de outros fatores, como liberdade política, democracia, etc.

Encontrar um país com menor religiosidade e pior IDH, NÃO invalida a estatística.

E, principalmente, o que meu argumento demonstra é que NÃO é preciso religião para construir um bom país, uma boa sociedade, justa, equilibrada, tolerante e feliz.

Tente, pensar não dói, muito.



Países menos religiosos têm mais justiça social, diz estudioso

65 comentários