Comissão indeniza vítima da ditadura delatada por pastores

Anivaldo Padilha foi vítima da ditadura militar
Padilha foi denunciado por
dois pastores metodistas
A Comissão de Anistia concedeu hoje (22) indenização a Anivaldo Padilha (foto), 72, por ter sido vítima da ditadura militar (1964-1985). Na época, ele foi denunciado às forças da repressão pelo pastor José Sucasas Jr. e bispo Isaías Fernando Sucasas, da igreja metodista que ele frequentava. Os dois religiosos já morreram.

Padilha foi torturado por 20 dias no DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna) de São Paulo entre fevereiro e março de 1970. Ele fazia oposição ao regime como estudante de ciências sociais na USP. Após a tortura, Padilha saiu do país.

Ele vai receber mensalmente R$ 2.484, valor que corresponde ao salário que recebia na época como redator de um jornal, e cerca de R$ 230 mil referente ao que deixou de ganhar no período. Padilha é pai do ministro da Saúde, Alexandre.

Diferentemente da Igreja Católica, que de início apoiou os militares, mas depois se tornou uma opositora, alguns pastores evangélicos deram apoio à ditadura. Há o caso do pastor batista e capelão Roberto Pontuschka. De acordo com relatos de vítimas, ele de dia lia a Bíblia aos presos políticos e à noite os colocava no pau-de-arara.





Fonte: Terra.

Pastor torturava à noite presos da ditadura e de dia falava da Bíblia
junho de 2011


Comentários

  1. Tinha que ser parente de politico para ganhar mesadinha ditadura...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você não gostaria de passar o que ele deve ter passado...

      Charles

      Excluir
  2. É importante essa informação, se existir no futuro outra ditadura esses pastores e padrecos dançantes de hoje vão ser todos agntes dela. Canalhas a serviço do fascismo.

    ResponderExcluir
  3. A ditadura militar fez algo, durante certo tempo, que muitos evangélicos gostariam de fazer: instituir uma visão monocromática de mundo e restringir direitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, essa é exatamente a agenda dos políticos evangélicos de hoje. Tem horas que eu penso que eles vão acabar conseguindo.

      Excluir
  4. Pastores X9 amigos da ditadura, acho que agora não falta mais nada. Triste!

    ResponderExcluir
  5. Que bom que dessa vez a remissão não veio tarde demais. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  6. Pessoal quer mudar a situação do Brasil no voto? KKK Que piada. Eu quero é que o EB tome o poder de novo. =]

    ResponderExcluir
  7. Sera que vamos saber um dia quem financiou a Operaçao Bandeirante? Quem eram os membros da sociedade civil que integravam a CCC Comando de Caça aos Comunistas?
    qual a participação da TFP e de outras igrejas com a ditadura?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, o Bóris Casoy foi do CCC. Esse é o único nome famoso que conheço. Quanto à TFP, eles participaram dos movimentos pela queda de João Goulart em 1964. Além disso, fizeram parte da "Marcha Com Deus Pela Liberdade", dentre outras coisas...

      Excluir
  8. Petistas corruptos nadando de braçada com o dinheiro do povo...........? pergunta se alguma mulher que foi estuprada ,torturada por bandidos no brasil recebe 3 conto do governo por mes de indenização ????

    PT BANDO DE SAFADOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixe de ser ignorante criatura sem nome

      uma coisa são bandidos que denunciados são presos

      outra é bandido no poder = Estado
      torturando e estuprando

      pena que mentes tacanhas não conseguem perceber a diferença

      Excluir
  9. Qual a participação das igrejas no Golpe de 64?
    Isso temos que saber....

    ResponderExcluir

Postar um comentário