Preso que não paga dízimo à Universal sofre discriminação

A ala evangélica estaria excluindo
quem não paga R$ 30 por mês
O Ministério Público do Estado do Mato Grosso  investiga as denúncias de que os presos que não pagam dízimo à Igreja Universal estão sofrendo discriminação na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, por parte da ala dos evangélicos.

“Os caras cobram e quem não paga não tem direito nem à água gelada e quem paga tem até filme pornô”, disse um detento, de acordo com o Portal de Notícias 24 Horas News. O valor médio do dízimo é R$ 30 por mês.

O promotor Célio Wilson de Oliveira, da Vara de Execuções Penais, confirmou as denúncias de extorsão. “As investigações estão se prologando mais do que se imaginava”, disse. “Por isso temos de aguardar as conclusões.”

As investigações incluíram a apreensão de computadores, documentos de registros contábeis e objetos que pastores da Universal estavam usando dentro da penitenciária.


Mãe de detento é obrigada a pagar dízimo à ala evangélica de presídio.
abril de 2012


A primeira denúncia surgiu em um interrogatório a um juiz de Várzea Grande (na Grande Cuiabá) por um detento que disse ter sido excluído do grupo dos evangélicos por não pagar o dízimo. A exclusão, segundo o detento, foi “um castigo”.

A Igreja Universal não se manifestou sobre as denúncias.

A cobrança de dízimo por parte de igrejas evangélicas estaria ocorrendo já há algum tempo em vários presídios do país. Tanto que em 2011 o CNPC (Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária), órgão do Ministério da Justiça, emitiu uma resolução proibindo essa modalidade de cobrança e a venda de material religioso dentro das detenções.

Com informação do 24h News.
 
Conselho proíbe cobrança de dízimo dentro das penitenciárias.
novembro de 2011

Exploração em nome de Jesus.

Comentários

  1. E eu já disse isso dezenas de vezes, mas sempre tenho que dizer de novo... Eu sempre acho que não me espanto com mais nada, e aí vem os crentes e conseguem me surpreender.
    Mas que merda foi essa? Taí algo que eu realmente não esperava. O mundo é muito mais bizarro do que posso imaginar...
    Cúmulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Israel, penso que isso somado aos demais relatos de corrupção desta pífia instituição sejam apenas a ponta do Iceberg, imagine se conseguíssemos obter informações das entranhas dessa "igreja"? Iria, com certeza, sair muita merda.

      Excluir
    2. Ia sair tanta merda ... mas tanta... que ia entupir tudo.... Aleluia! kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. Basta uma acusação, seguida de uma investigação sem conclusão, e pronto.
      Já se torna um fato consumado e motivo de alegre indignação ateísta.

      Excluir
    4. Anônimo que ainda acredita na Universal me decepciona, por mais que eu saiba que bom senso não é pra todos, mas eu ainda tenho esperança nas pessoas.

      Excluir
    5. Uma?! São várias?! Tem caroço nesse angu, bebê, é você que ainda tá preso na coleira pela Universal que não quer enxergar.

      Excluir
  2. Essas igrejas "não sei o que do poder de Deus" são que nem bosta, quanto mais mexe mais fede.

    ResponderExcluir
  3. Mas vejam só; os caras estão na exata posição que os religiosos sempre quiseram: Sem educação, sem moral, sem compromisso nenhum com a sociedade...

    É lá na cadeia que encontramos tipificado o verdadeiro "perfeito candidato a crente".

    Uma vez convertido; o ex-assassino, o ex-assaltante de banco, o ex-estuprador, o ex-filhadaputa qualquer se transformará no outdoor vivo da instituição que o "converteu".

    Só não podemos esquecer que o cabra só chegou naquela posição de "candidato a conversão", porque cresceu numa sociedade onde os valores intrínsecos da moral e dos bons costumes, estão atrelados a um ser invisível, comandado por pessoas "especiais"...

    Tão especiais e tão inteligentes que descobriram como comer e beber muito bem neste planeta:

    ”Feliz é a nação, cujo Deus é o Senhor...” (Salmos 33:12)

    E os crentes dizem “Aleluia” e os sacerdotes respondem: “Isso aí... É desse jeito... Continuem assim”.

    Lotem as cadeias... Paguem mais dízimos...

    Ass: Pensador Livre

    ResponderExcluir
  4. anônimo, parabéns pelo comentário
    realmente é isso aí

    ResponderExcluir
  5. Os evangelicos conseguem ser mais bandidos, marginais, imorais, anti-eticos ate dentro das cadeias onde estao presos !!

    Cada dia me convenco que essa gente nao presta mesmo !

    ResponderExcluir
  6. Porque será que essa noticia não me surpreendeu ?

    Éra de se esperar algo assim.

    Acho que os crentes, principalmente essas assembléias de-não-sei-o-que, que usam o lixo da sociedade como garotos propagandas.
    E, não se esqueçam que um preso que se converte e participa de cutos na prisão, tem sua pena reduzida.

    ResponderExcluir
  7. Os presos dão sua contribuição para a obra de Deus, financiam as igrejas, que tanto bem fazem à população, e meio que se redimem com Deus.

    A importância social da IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS é tão grande, que até o inacreditável acontece.

    Deus é fiel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você é troxa, continue dando seu dinheiro, sustentando aquele bando de pastor vagabundo, estelionatários, bandidos, etc.

      Eles cada vez com mais e você, que o sustenta, cada vez com menos devido a uma "promessa" que Deus irá "abrir as janelas do céu"

      A fé não move montanhas, remove neurônios!

      Excluir
  8. Verdadeiros parasitas da sociedade. Cobrando por salvar almas. Na verdade estão salvos aqueles que não os pagam.
    Pagar por serviços não prestados e muito melhor economizar o dinheiro.
    Deveriam divulgar essa ideia entre os presos, por R$ 30,00, reais mensais, podem ter alguns confortos, os quais os canalhas nao fornecem.
    Deveriam pobres dizimistas destinar o valor do dizimo a suas aposentadorias atraves do INSS. O qual alias e o unico sr superior que vai cuidar deles nos infortunios, da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. dizimo = "Pagar por serviços não prestados"

      (joinha!)

      Excluir
  9. Todos devem devolver o dízimo ao Senhor!
    Os Presidiários não devem ser excluídos de exercitar sua fé.
    Os Presidiários não perderam a liberdade de manifestar suas crenças religiosas. O dia em que isto acontecer, teremos guerra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Praticas religiosas que dão ganhos indevidos a seus lideres, apenas isso, caro anonimo.
      Ou faz parte da quadrilha ou e mais um ingenuo.

      Excluir
    2. Que tipo de falácia é essa? Falácia do alarmismo? Falácia da ameaça?

      Outra coisa: pagar para ter privilégios é "exercitar a fé"?

      Excluir
    3. Tinha que ter um lunático pra defender essa abominação...

      Excluir
    4. Eu é que não vou dá meu dinheiro ganho honestamente para esses urubus!

      Excluir
  10. Sejamos justos.

    Dar o dízimo faz parte da religião evangélica. O presidiário, assim como qualquer um, tem o seu direito de crença e prática dessa crença garantido por lei.

    O que se discute é a a coação, é obrigar o presidiário a pagar o dízimo. Pagar o dízimo é algo que deveria ser voluntário. Dá quem pode e quem quer. Pior que isso é ser castigado por não dá-lo.

    Isso é simplesmente uma extorsão. O que não me espanta, afinal, estamos falando de bandidos.

    ResponderExcluir
  11. Exatamente ! Dar o dízimo faz parte da religião evangélica.Religião inventadas por homens.

    ResponderExcluir
  12. Tem um anônimo infestando os comentários de novo, daqui a pouco ele para de postar como foi com o Fernando-Cristão, o "Me divirto muito com os ateus" e outros trolls menores.

    ResponderExcluir
  13. Realmente não dá para dar crédito à profissão de fé destas instituições... mas também não se pode desacreditar o cristianismo por conta do péssimo exemplo de parte dos evangélicos...; Edir Macedo e sua corja com certeza terão de dar conta do que pregam e fazem a Deus e, posteriormente, ao capeta; não podemos nos esquecer, entretanto, que as práticas destes religiosos (do tipo a quem o próprio Jesus desprezou) somente medram no solo fértil criado em nosso país de maneira proposital por muitos outros que não se limitam à Igreja Universal, Mundial, Internacional e o escambau; gente que é fruto da falta de educação, saúde, segurança, etc. todos os elementos cuja ausência cria o terreno propício para a pregação do engodo e que, apenas se fazem ausentes, em função de políticas públicas programadas para reproduzir o status quo e não para emancipar o cidadão; gente instruída, bem alimentada, saudável e segura não é massa de manobra para falsos profetas e, me desculpem, quem criou essa massa de manobra está bem longe de frequentar igrejas, quaisquer que sejam; se é para atacar o mal pela raiz (e não ficar apenas extravasando uma revolta irrefletida, passional, do tipo "é igreja, sou contra") cabe-nos apontar os males de onde surgem as "ovelhas perdidas" que se alimentam do lixo pregado; neste sentido aponto para os profetas hebreus que se levantavam contra injustiças sociais (como o fizeram Amós e Oséias, dentre outros), denunciavam os políticos e religiosos corruptos que se enriqueciam da pobreza do povo, mas isso tudo chamando a atenção para a religião pura, depurada de todas as interpretações legitimadoras de abusos que, como agora, corriam em seu tempo; em síntese, Deus não tem nada a ver com o que se faz em nome dele, mas cabe àqueles que têm consciência dos abusos a tarefa de procurar lutar (e não apenas falar) contra sua pática e contra as condições que possibilitam sua prática; sou "evangélico" e comungo com quase tudo o que se disse nos comentários acima, mas não deixo de crer em Deus e em Sua Palavra porque Deus não depende do que fazem em nome Dele e nem está atrelado àquilo que se crê ou se deixa de crê sobre Sua existência e Sua pessoa; assumo minha parcela de responsabilidade de denunciar e isso tenho feito no meio cristão em que vivo e posso garantir àqueles que pecam pela generalização (dizem que toda generalização é burra) que há muita gente séria e engajada entre vos cristãos ("evangélicos") e que não pode ser coloca no mesmo saco que estes "lobos em forma de cordeiro"; grato, Luís Cintra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "não podemos nos esquecer, entretanto, que as práticas destes religiosos (...) somente medram no solo fértil criado em nosso país de maneira proposital por muitos outros que não se limitam à (às igrejas); gente que é fruto da falta de educação, saúde, segurança, etc. todos os elementos cuja ausência cria o terreno propício para a pregação do engodo e que, apenas se fazem ausentes, em função de políticas públicas programadas para reproduzir o status quo e não para emancipar o cidadão"

      (joinha/curti)

      Excluir
  14. Pelo jeito, esses crentes sentem prazer pelo sofrimento alheio.

    Eu sei que isso não tem muito a ver com o assunto, mas achei esse video bem interessante, me deu até medo. Queria compartilhar.

    A Verdade sobre Madre Tereza de Calcutá:

    http://www.youtube.com/watch?v=pvBJXw4OYjw

    ResponderExcluir
  15. É só as igrejas abrir seus caixa para os fiéis acompanhar a movimentação monetária que eles fazem. Afinal são homens de "Deus" ,acredito que eles podem fazer isto ou não pode ? Tudo tem que estar a luz dos fiéis ou não ?

    ResponderExcluir
  16. Sem Palavras para descrever uma barbaridade dessas. Se aproveitando dos outros desse jeito... Abominador.

    ResponderExcluir
  17. Que vídeo é esse, Luan! Já tinho lido sobre o lado B dessa Madre, mas uma imagem vale mais que mil palavras. E quase "crucificaram" Hitchens quando ele mostrou os podres da "Santa" Madre quando ela ainda vivia... dá até raiva, cara! Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  18. Sobre o vídeo da Madre Tereza, não sei se ela fazia o que fazia com má intenção. Acho que os conceitos que ela tinha a respeito da religião que seguia é que a levaram a isso. Penso que ela fez o que fez pensando ser, sob a ótica do cristianismo, o melhor que se poderia fazer. A Madre Tereza apenas seguiu o que ela acreditava ser a verdade. O problema não foi ela; o problema é o cristianismo.

    ResponderExcluir
  19. O problema que nos presídios tudo vira moeda de troca. Se estão obrigando a pagar pode ter certeza que algum grupo de preso esta se beneficiando deste dinheiro que na verdade esta indo para a conta de algum detento, e se não pagar os cara sofre as sanções e represálias dos outros presos. Governantes faz o seguinte desce da nave e a gente vai tomar conta dela e vocês ficam assistindo como se faz pra governar uma nação. Um pouco de fascismo não faz mal pra ninguém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AnônimoApr 14, 2012 08:02 PM

      Não diria fascismo. Diria firmeza nas decisões, pulso firme, mas, sempre respeitando os direitos e as liberdades individuais.

      Excluir
  20. mais um absurdo!!! onde estão as autoridades para coibir e punir essa excrescência? pensando bem esses picaretas da fé estão no lugar mais adequado para eles. só que estão do lado errado das grades...

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Máfia do caralho.
    Bando de filhos da puta.

    ResponderExcluir
  23. Napoleão Bonaparte já dizia:
    "Religião é uma coisa excelente para manter as pessoas comuns quietas."

    "A religião é o que mantém os pobres sem matar os ricos".

    ResponderExcluir

Postar um comentário