Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 27 de março de 2012

Prefeito põe portal ‘Senhor Jesus’ onde falta passarela

Portal de Carapicuíba com mensagem evangélica
Mensagem evangélica em local de atropelamento
O prefeito evangélico Sérgio Ribeiro (PT) deu um presente à população no dia do aniversário da cidade, ontem (26): um portal com a mensagem “Carapicuíba é do Senhor Jesus” instalado em um local que precisa de uma passarela de pedestres porque ali costuma ocorrer atropelamento. 

Carapicuíba tem 370 mil habitantes e fica a 29 km de São Paulo. É uma cidade-dormitório. Parte de sua população trabalha em São Paulo e outra na região, onde há os condomínios de Alphaville e Tamboré.

O portal fica em uma rua que dá acesso a um viaduto onde os pedestres têm de fazer fila indiana por falta de espaço. No início das obras, moradores acreditavam que finalmente o prefeito tinha providenciado a passarela. Por isso houve decepção no dia da inauguração do portal.

Jorge Luís, 48, por exemplo, afirmou que “eles [os políticos] preferem fazer propaganda religiosa a salvar vidas”. “O que precisamos aqui é de uma passarela.”

O estudante Marcelo Isidoro, 32, disse que o local nem sequer tem um farol. “Já existe uma placa com a mesma frase no final da ponte e em todas as entradas da cidade”, disse, conforme relato de Mônica Oliveira, da Folha.com.

“Esse portal é um desrespeito ao que Carapicuíba tem de melhor, que é a diversidade, gente de todo lugar e de todas as religiões”, afirmou Isidoro.

Sérgio Ribeiro, prefeito de Carapicuíba (SP)
Ribeiro mistura
política com religião
Evangélicos que moram próximo ao portal apoiam o prefeito. Meire Miranda, 32, por exemplo, afirmou ter gostado da frase sobre Jesus “porque ela abre as portas”.

Ribeiro (foto) não quis se explicar à Folha, mas escreveu no Facebook que o portal não custou nada para a prefeitura porque foi pago pela rede de lojas Marabras. Disse também que não dá para construir no local uma passarela por causa da linha de trem de carga do IBC (Instituto Brasileiro do Café). Sobre a instalação de um farol, nada disse.

Não falta dinheiro para a construção da passarela porque a prefeitura tem destinado verbas para a realização da Marcha para Jesus.

 Em 2011, além de fornecer infraestrutura e funcionários, pagou apresentação de grupos de músicas. O slogan da marcha foi “Carapicuíba nas mãos de Deus”.

Trata-se de uma ilegalidade. A prefeitura não pode usar dinheiro que vem dos impostos pagos por todos os cidadãos para promover evento de uma determinada crença religiosa.

"Nas mãos de Deus"

Marcha de Jesus de 2011 de Carapicuíba
Prefeitura paga as contas da Marcha para Jesus




Com informação da Folha.com.

MP quer que prefeito explique uso de estádio para atividade religiosa
novembro de 2011

Religião na política.    Religião no Estado laico.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...