Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 12 de março de 2012

Igreja dos EUA suspende padre que negou comunhão à lésbica

Marcel Guarnizo disse que a
homossexual vivia em pecado 
A Arquidiocese de Washington, no Distrito de Columbia (EUA), suspendeu o padre Marcel Guarnizo (foto) por ter negado a comunhão a uma lésbica durante o funeral de sua mãe, ao final de fevereiro.

Barbara Johnson, 51, disse ao Washington Post: "Ele [o padre] falou que não poderia me dar a comunhão porque eu vivia com uma mulher, o que, aos olhos da igreja, é pecado”.

Comunicado da arquidiocese afirma que o padre foi afastado de suas atividades por apresentar “comportamento de bullying incompatível com o seu ministério sacerdotal”.

A atitude do padre dividiu os católicos. Uns acharam que ele apenas estava colocando em prática o que a igreja prega, e outros afirmaram que se tratou de um exagero.

Após o constrangimento, Johnson disse que Guarnizo teria de prestar contas de seu comportamento no Juízo Final. Afirmou, também, que ia fazer de tudo para impedir que ele voltasse a ter contato com fiéis.

Pelo comunicado, contudo, o afastamento do padre é temporário, pelo tempo suficiente “para resolver a questão adequadamente”.

Com informação das agências

Nos EUA, padre nega comunhão à lésbica no funeral da mãe dela
março de 2012

Homofobia.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...