Igreja dos EUA suspende padre que negou comunhão à lésbica

Marcel Guarnizo disse que a
homossexual vivia em pecado 
A Arquidiocese de Washington, no Distrito de Columbia (EUA), suspendeu o padre Marcel Guarnizo (foto) por ter negado a comunhão a uma lésbica durante o funeral de sua mãe, ao final de fevereiro.

Barbara Johnson, 51, disse ao Washington Post: "Ele [o padre] falou que não poderia me dar a comunhão porque eu vivia com uma mulher, o que, aos olhos da igreja, é pecado”.

Comunicado da arquidiocese afirma que o padre foi afastado de suas atividades por apresentar “comportamento de bullying incompatível com o seu ministério sacerdotal”.

A atitude do padre dividiu os católicos. Uns acharam que ele apenas estava colocando em prática o que a igreja prega, e outros afirmaram que se tratou de um exagero.

Após o constrangimento, Johnson disse que Guarnizo teria de prestar contas de seu comportamento no Juízo Final. Afirmou, também, que ia fazer de tudo para impedir que ele voltasse a ter contato com fiéis.

Pelo comunicado, contudo, o afastamento do padre é temporário, pelo tempo suficiente “para resolver a questão adequadamente”.

Com informação das agências

Nos EUA, padre nega comunhão à lésbica no funeral da mãe dela
março de 2012

Homofobia.

Comentários

  1. Fanáticos dizendo que isso é ditadura gay e perseguição religiosa em 3... 2... 1...

    ResponderExcluir
  2. A igreja está cedendo às pressões da sociedade de uma forma bem bizarra, porque além de a atitude do padre ser condizente com a doutrina católica, eles demonstraram que se preocupam mais em punir um padre que nega comunhão a alguém do que um que estupra crianças.
    Ter negado a comunhão a alguém é pior do que abusar de crianças? Porque é isso que eu entendo ao ler sobre essa decisão da arquidiocese, já que os padres pedófilos não são punidos, afastados de suas atividades e nem o caso é comentado publicamente pelos superiores (como foi esse caso da negação da óstia), apenas são transferidos para longe e o assunto morre.
    Estranho, não?

    ResponderExcluir
  3. Tem duas coisas nesse acontecimento que me chama a atenção.

    Por um lado castigar o padre por cumprir com a lei da bíblia. Ele nao fez anda errado do ponto de vista de sua doutrina. Isso é mandar sinais errados para os padres e para os seguidores. No fim das contas a igreja aprova ou nao a homosexualidade?


    Por outro lado é incrível que gays continuem a insistir em ser aceitos numa religião que os condena de raiz...
    Eu nao digo que gays nao tenham direito a acreditar em deus, porem procurem uma outra religião que os aceite pra comungar, deixem os cristãos quietos, pra que insistir em querer fazer parte dessa religião? Vejam bem que isso nao tem a ver com direitos. Isso nao é lei, é crendice de um setor, e nao tem jeito de obrigar a que o padre dê a comunhão a um gay se sua religião nao permite oras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos vivemos num país onde somos livres . Então eu acho que os gays cristãos deveriam entrar de mãos dada na igreja com seus parceiros na igreja do silas maracutaia e de todos os outros e se fossem hostilizados acionar a justiça , um casal homo cristão não deve se sentir impedido de entrar em qualquer igreja que seja e não pode sofrer nenhum tipo de atentado ou discriminação pois estão exercendo seu direito de cidadão de ir e vir.

      Excluir
    2. Mas isso nao é questão de liberdade. Os gays podem tranquilamente entrar na igreja que eu saiba, porem nao podem seguir a religião pois a bíblia os condena. É simples, vc nao pode chegar e ir entrando numa reunião de maçons e ainda por cima ficar ali reclamando que vc nao tem nem voz nem voto. Oras eles tem suas regras e vc nao pode exigir eles a ir contra suas regras só porque vc quer.

      Entendam, o cristão por mandato divino, abomina a homosexualidade, é mais ou menos um negro querer ser aceito na KKK...

      Como eu falei, pega outra religião e pronto.

      Excluir
    3. De, fato notei agora mas falar de gays cristãos é uma coisa meio bizarra, eu me digo seguidor de uma doutrina que me odeia... pelo menos estranho...

      Excluir
    4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    5. Acho que não concordo com a parte de não serem importunados, porque ficar ouvindo o tempo todo que a condição deles é pecado e ser importunado. Se deus não quisesse gays, não os teria permitido nascer. Nascer homossexual não é nascer com uma doença, assim como nascer com olhos azuis também não o é.

      Excluir
    6. O que importa é o coração deles ou será que quem fica de pau duro também é pecador ? O que importa é o coração deles . Então eles não vão estar perdendo tempo nenhum. E talvez o que o pastor falar entra num ouvido e sai no outro , se eles querem e estão bem em estar numa igreja mesmo sendo homofobica e não se sente condenados é problemas deles . Elas vivem dizendo que deus ama eles ,e sempre dizem graças a deus . Ah mais só uma coisa deus não existe eu por exemplo entraria numa igreja qualquer igreja e arrebentaria com o altar de qualquer uma e queria ver alguém expulsar demônios ou qualquer coisa que seja de mim . Só iriam perder tempo e passar vergonha deus e demônios não existe. Quem acredita nestas coisas é doente lunatico. Valeu f d *

      Excluir
    7. Podem vir para a igreja. Queridos, não vivemos de pregar só contra o homossexualidade. Pregamos a palavra.

      Hoje, estava no metro do RJ. E vi um casal gay (masculino) Que conversavam afetuosamente. Eu estava só e pensei, "se estivesse com a minha filha de 11 anos teria de explica-la que aquilo não agrada a Deus e é pecado." Da mesma forma que faço com relação ao fumo e as drogas.

      Não podemos deixar que nossos filhos sejam influenciados por coisas que Deus abomina.

      Por falar em fumantes, voces não acham que eles são discriminados porque o seu vício é prejudicial a sociedade? Então porque os gays não toleram opiniões contrarias as deles e querem nos calar?

      Excluir
    8. "Eu estava só e pensei, "se estivesse com a minha filha de 11 anos teria de explica-la que aquilo não agrada a Deus e é pecado.""
      -Ou seja, faz lavagem cerebral em sua própria filha.
      Lamentável.

      Excluir
    9. "Por falar em fumantes, voces não acham que eles são discriminados porque o seu vício é prejudicial a sociedade? Então porque os gays não toleram opiniões contrarias as deles e querem nos calar?"
      -Nossa! Quanta burrice. Que comparação vil. Os usuários do cigarro são influenciados por uma droga, a nicotina. Gays não são influenciados por drogas.

      Excluir
    10. Irmão-Cristão-Fernando, nem tente fazer papel de tolerante, porque isso não combina com seu fanatismo religioso. É lógico que se um casal gay for na tua igreja eles serão discriminados ou tratados com diferença, nem que seja subjetivamente. Eu diria que vocês forçariam até um culto contra a homossexualidade apenas para deixá-los desconfortáveis. Mas também acho que eles estão perdendo tempo num lugar onde são odiados por gente como você, onde cultuam um deus que os odeiam. Pessoas como você são hipócritas e cruéis para com pessoas como eu. Na verdade, quanto mais longe de você e da sua família melhor, né?! Para não deixarem seus filhos serem influenciados por coisas "malignas", não é mesmo, seu hipócrita nojento?!

      Pois eu quero, eu desejo, que seu filho ou filha, neto ou neta, algum membro da sua família, seja gay para você aprender a ser menos mediocre. Será uma grande lição de humanidade para você, assim como foi para meu pai, que hoje é meu melhor amigo.

      Você acabou de dizer que seu deus supostamente abomina um relacionamento afeituoso entre duas pessoas do mesmo sexo. Ele abomina o amor entre duas pessoas porque não faz parte dos "padrões" dele. Eu não tenho palavras para dizer o quanto isso é horrível e mesquinho! E isso faz de você igualmente horrível e mesquinho. E mesmo que ele existisse, como você declara, eu NÃO iria querer nada com ele e preferiria ir pro INFERNO a vender minha humanidade para esse monstro imoral!

      Excluir
    11. Realmente Luan, digo e repito, se o deus de Abraão, realmente, existir e pessoas como o Irmão-Cristão-Fernando forem para o céu, gostaria muito de ir para o meio do inferno.
      Mas, de qualquer forma, se deus existir vou para o inferno mesmo.
      Hehehehehehehehehehe... que o Diabo me aguarde, vamos ouvir muito Metal no inferno.

      Excluir
    12. Bem, se vamos comparar fumantes com "gays"...

      Você acha certo alguém não poder se casar por que fuma?
      E quanto a alguém ser demitido de um emprego meramente por ser fumante (supondo que ele não fume durante o trabalho)?
      É melhor que uma criança fique no orfanato do que ser adotada por um casal fumante?
      E quanto a um padre que nega a comunhão a um fumante? Não é um exagero? Não é raiva demais?
      E se num restaurante um fumante da marca X é expulso, enquanto que fumantes da marca Y não são expulsos? É ou não é injustiça?

      Isso, é claro, sem entrar nas questões mais graves, como espancar pessoas que fumam publicamente ou mesmo têm mera aparência de serem fumantes quando não o são.

      Homofobia causa depressão, mal-estar, estresse e até suicídio nos homossexuais. Homossexualidade, por outro lado, não faz mal a ninguém, não machuca ninguém e nem sequer faz mal à saúde. Ninguém é forçado a ser homossexual, mas os homofóbicos vivem querendo forçar a sociedade a ser homofóbica, a engolir suas tautologias de que os homossexuais são maus sem poderem reclamar ou criar leis que previnam os abusos por parte deles. Se a lógica é que devemos discriminar as pessoas cujas atitudes são prejudiciais à sociedade, então devemos discriminar os homofóbicos. Se esta é a lógica, os homossexuais estão certos em querer calá-los. Se é que isso pode ser chamado de calar, porque, afinal, os homofóbicos continuam a falar abobrinha. Se é que podemos dizer que a luta dos homossexuais é repressão e não apenas uma forma de legítima defesa.

      Excluir
    13. Só de curiosidade, o que vc diria pra um casal gay no gabinete pastoral?

      Excluir
    14. Ser gay e cristão ao mesmo tempo, faz tanto sentido quanto um judeu apoiar um grupo nazi!

      Gente o cristianismo quer mais é que os gays se fodam, então deixemos que os cristãos é que se fodam pra lá, nós gays somos melhores que isso.

      Excluir
    15. O cristianismo quer que os gays se fodam? Achei que o cristianismo queria é que os gays não se fodessem :P

      Excluir
  4. Tá certa em reclamar por ter sido discriminada nesse momento triste mas não entendo porque alguns homossexuais ainda querem estar nessa instituição que obviamente os odeia.

    ResponderExcluir
  5. Tenho que concordar com os comentários acima, ainda não sei como tem homos que fazem parte de uma religião. Mas o padre não poderia ter feito uma exceção já que era pela mãe da moça? Ou Deus é tão rancoroso que não iria perdoá-lo jamais se tivesse feito isso?

    ResponderExcluir
  6. Qual será a opção sexual deste padre hein?

    ResponderExcluir
  7. Dogmas da igreja medieval pedofila católica romana quem se importa com isto? , eu quero é que os loucos se dane. Enquanto isto eu vivo a minha vida na maior alegria. Kakakaka

    ResponderExcluir
  8. Realmente, a igreja deve estar desesperada, pois esta airando pra todo o lado.
    A igreja católica não aceita o homosexualismo. O padre agiu certo (segundo a doutrina de sua igreja) ao recusar a comunhão a uma pecadora. A arquidiocese, devido ao clamor e repercussão do caso, foi contra sua doutrina e puniu o padre. A sra. Barbara, mesmo sabendo não ser bem vista pela igreja, insistiu em algo que a propria igreja recusa e ainda se diz indignada.

    Pra mim, isso foi só um circo. Um espetáculo pra chamar a atenção.

    ResponderExcluir
  9. Gente, pensem um pouco. Por que a Igreja tomou uma atitude tão radical contra esse padre e não contra os padres pedófilos?

    É simples: política.

    Se você suspende ou expulsa um padre pedófilo, as pessoas vão ficar sabendo sobre o padre ser pedófilo e, consequentemente, isso vai influenciar algumas delas a abandonar a Igreja.

    Agora, qual a consequência do padre ter negado a comunhão a uma lésbica? Essa lésbica - e possivelmente outras - vão abandonar a Igreja por isso!

    Se você pensar em termos políticos, essas atitudes fazem todo o sentido.

    ResponderExcluir
  10. I Corintios 11
    27 Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpável do corpo e do sangue do Senhor. 28 Que cada um se examine a si mesmo, e assim coma desse pão e beba desse cálice. 29 Aquele que o come e o bebe sem distinguir o corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação. 30 Esta é a razão por que entre vós há muitos adoentados e fracos, e muitos mortos. 31 Se nos examinássemos a nós mesmos, não seríamos julgados.



    A Arquidiocese de Washington, no Distrito de Columbia (EUA), suspendeu o padre Marcel Guarnizo (foto) por ter negado a comunhão a uma lésbica durante o funeral de sua mãe, ao final de fevereiro. Barbara Johnson, 51, disse ao Washington Post: "Ele [o padre] falou que não poderia me dar a comunhão porque eu vivia com uma mulher, o que, aos olhos da igreja, é pecado”. Comunicado da arquidiocese afirma que o padre foi afastado de suas atividades por apresentar “comportamento de bullying incompatível com o seu ministério sacerdotal”. Após o constrangimento, Johnson disse que Guarnizo teria de prestar contas de seu comportamento no Juízo Final. Afirmou, também, que ia fazer de tudo para impedir que ele voltasse a ter contato com fiéis.

    Com relação a essa mulher, Barbara Johnson, a chorar por ela. Mas pelo Padre, ele tem total apoio meu. O Padre fez certo, a Arquidiocese fez ERRADO em aplicar sanções a um Padre, como o Padre Paulo Ricardo, que deseja viver a radicalidade do Evangelho. O demônio, entrou por uma abertura dentro da Igreja. Essa ala progressista da Igreja, tem atrapalhado muito os fieis viverem a Santidade. O Padre Marcel Guarnizo Estar certo em não permitir que essa mulher possa comungar. Acontece, é que as pessoas querem uma Igreja, Um Deus, que lhes atendam da sua maneira. Um Deus e uma Igreja escrava. Se a arquidiocese fez isso, afastando o Padre de suas funções, ela serviu ao demônio e não a Deus. Quem vive em pecado, NÃO pode comungar o corpo e sangue do Senhor. Se a Igreja, nos seus lados progressistas, caminhar dessa forma, ela estará colocando muita gente no caminho errado. Eu Julio Cesar, sei o que estar acontecendo. NÃO vou desistir de minha Igreja. Não vou desistir de Deus. Vou ensinar o que é certo. Estou com o Papa Bento XVI até o final

    ResponderExcluir
  11. Fui professora de grego muitos anos em seminário, antes de romper definitivamente com a Igreja Romana, por conta da aberta perseguição homofóbica; incoerência criminosa, aliás, por conta do jogo-duplo: o Vaticano e a seita no poder encastelada em Roma desde o Concílio Vaticano II; representam em toda a história da Igreja Católica, o maior e mais avassalador império de clérigos homossexuais. Faculdades há, nos Estados Unidos, e morei lá por oito anos, chamadas abertamente de Institutos Barbies, ou Roses House, Seminários Cor-de-Rosa. Chega a ser engraçado, porque não se tratam de homossexuais másculos, como estes homofóbicos de plantão que pululam na caserna e academias, ou escolas de artes marciais...São o que minhas avós chamavam no início do século XIX de "maraquinhas", o que o vulgo chama originalmente (e consta inclusive o verbete no Aurélio, é só pesquisar e comprovar) de PINTOSAS... Nos meus tempos de moça, antes do Concílio, talvez a Igreja tivesse "moral" pra condenar de modo tão veemente a homoafetividade, e o fazia; pobre de quem recebia o anátema de "pecador público" da pederastia. Da década de 60 pra cá, entretanto, com tantos gays padres, - alguns inclusive com vocação, vivendo o celibato como pede a Igreja-; e tantos fundadores de comunidades carismáticas notórios auto-castrados homossexuais...como um certo primo meu, que por ética e caridade vou omitir o nome; enfim, com tantos gays bem comportados e até casados, com filhos etc.; a Igreja não tem moral pra reprimir de forma tão acintosa, cruel e escandalosa, os "irmãos" homoafetivos. Afinal, o Catecismo da Igreja Católica reconhece que a natureza em si da pessoa homossexual não é pecado, apenas a prática, a qual é interditada, obviamente...O velho dilema, SER NÃO É PECADO MAS FAZER SIM. Quanto ao confuso irmão católico obviamente um herege não praticante (vê-se que é seguidor do blog de seitas carismáticas ultra-xiitas, como de "teosofista", ué, católico agora pode seguir Blavatsky?); o texto escriturístico não compele o sacerdote a NEGAR A COMUNHÃO AO FIEL, este é que deve por consciência abster-se tomá-la, quando "em pecado". Pra quem não sabe o grego, a tradução literal é...EXAMINE-SE O HOMEM A SI MESMO...e não deixar-se examinar pelo padre! Lede mais irmão! E confessai vosso pecado de ocultismo e teosofia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não minha irmã, você nunca foi Católica. Seu rompimento, foi uma covardia como muito fizeram durante seculos, como se fosse as pessoas perfeitas e as que são "escolhidas" por Deus, para reformar tudo.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. "Lede mais irmão! E confessai vosso pecado de ocultismo e teosofia!"
      -Algum problema com as pessoas que seguem o ocultismo? Ou você só tem problemas por causa da lavagem cerebral feita em você, durante anos dentro da ICAR?
      A velha mania da ICAR, não é da nossa seita então é pecado e coisa do Diabo, e os tolos acreditam em tais palavras pífias.

      "Seu rompimento, foi uma covardia como muito fizeram durante seculos"
      -Hahahahahahahahahaha... gostei da definição, agora somos covardes por ter abandonado uma instituição podre como a ICAR, ao meu ver fomos espertos, a nossa moral, pensamento e atitude não são escravizadas por sua torpe instituição.

      Excluir
    4. >> "[...]Como se fosse as pessoas perfeitas e as que são "escolhidas" por Deus, para reformar tudo."

      Engraçado. Achei que eram os papas e cardeais que se achavam escolhidos por Deus. Achei que era a Igreja que se dizia perfeita e infalível na sua doutrina. Por algum motivo eu pensei que, durante os últimos dois milênios, foi a Igreja que perseguiu e condenou à morte todos os que pensavam diferente dela na tentativa de salvar as almas deles. Como se fosse tão óbvio que a alma dos hereges eram as que estavam em perigo de condenação, e não a alma deles mesmos.

      Por algum motivo, eu tinha a impressão que era a Igreja que se dizia infalível e, ao mesmo tempo, cometeu a sandice de canonizar monstros como São Roberto Belarmino (um inquisidor que ordenou que Galileu abandonasse o heliocentrismo e condenou Giordano Bruno à morte pela fogueira) e São Luís de França (rei que liderou uma cruzada e que punia os blasfemos tão severamente que até o papa Clemente IV, que não era nenhum santo, pediu-lhe para atenuar as punições).

      Não vi a Concí Sales em nenhum momento dizer que tem a chave dos céus nem que foi escolhida por Deus para "reformar tudo" (sic).

      Excluir
    5. Mas a Igreja Católica não é contra os homossexuais, mas contra a sua prática. Isso é bem claro nos documentos da Igreja: aos homossexuais cabe praticar o celibato. viver maritalmente com uma pessoa do mesmo sexo, para essa igreja - e para muitas outras igrejas cristãs -, é pecado. Nesse sentido, concordo que o padre agiu certo, pois a comunhão só pode ser administrada para quem não estiver "em pecado". Se para a igreja, praticar relações homossexuais é pecado, a essa pessoa não pode ser dada a hóstia, a não ser que se confesse e arrependa.
      Mas há interpretações. E há grupos de gays que estão formando igrejas tolerantes, em que gays são aceitos e, inclusive, ordenados sacerdotes.

      Agora, do meu pouco conhecimento do Novo Testamento, não me lembro de Jesus ter pregado contra os homossexuais. Essa pregação há no Velho Testamento e nas Epístolas de Paulo Apóstolo - que sequer conviveu com Jesus.

      Excluir
  12. Porque cristão tem tando pavor de homossexuais? Será que eles tem medo de que toda a humanidade se torne homossexual e pare de procriar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que eles têm curiosidade e/ou fascínio pelo tema, e portanto precisam ficar longe para evitar se viciar, tipo o fumante que parou mas tem recaídas quando sente cheiro da fumaça de cigarro.
      Esse pavor todo é muito suspeito.

      Excluir
    2. Bem, eu tenho um amigo que é antropólogo (que estuda religião) e ele me explicou da seguinte forma: às vezes um indivíduo (por exemplo um homofóbico) tem certos sentimentos que ele tenta reprimir em si mesmo, mas não consegue, e sente culpa por isso. Quando este indivíduo se depara com outro (um homossexual) que não se reprime e, portanto, não sente nenhuma culpa relacionada a isso, o primeiro fica com raiva e tenta reprimir no outro indivíduo aqueles sentimentos que ele não consegue reprimir em si mesmo. Daí a homofobia.

      Note que não é necessariamente que o homofóbico é homossexual. A homofobia também pode vir de algum outro tipo de culpa sexual (por exemplo, alguém que "vive na castidade", ou até mesmo de pedofilia). Outra possibilidade é que alguém ser homofóbico por razões sociais (isto é, ele vive num meio homofóbico).

      Excluir
    3. Eu acho que se fazer um teste com estes cristãos homofobicos a gente pega eles no pulo ,ou serão homossexuais enrustidos, ou serão pedofilos enrustidos.

      Excluir
    4. Tipo assim?

      http://www.pragmatismopolitico.com.br/2011/11/reprimidos-pesquisa-indica-que.html

      Excluir
  13. Bem, isso é que é o supremo da hipocrisia: perto do que a a santa amada igreja já aprontou e apronta ser lésbica é nada.

    ResponderExcluir
  14. E a corja de pedófilos da ICAR ???

    vivem aonde ?

    ResponderExcluir
  15. É estranho pessoas defenderem uma lésbica maior de idade e serem a favor que se abortem um bebê na barriga de uma mulher.
    2012 é o fim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lógica do A.Porto: "vocês estão errados sobre o aborto, portanto vocês estão errado sobre qualquer outro assunto, ainda que uma coisa não tenha nada a ver com a outra."

      ...

      Parabéns, A.Porto, você conseguiu. Disse as palavras mais sem nexo que eu já vi nos comentários deste blog.

      Excluir

Postar um comentário

Busca neste site