Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

sábado, 31 de março de 2012

Traição de Judas é mais uma história contraditória da Bíblia

por Austin Cline, do About.com

Jesus recebe de Judas o beijo da traição
Judas traiu Jesus
 por moedas que não
 existiam na época
Pelos relatos bíblicos, Jesus veio ao mundo para ser crucificado de modo a salvar a humanidade. Outro que já nasceu condenado — só que para toda a eternidade — foi Judas, que delatou Jesus às autoridades judaicas.

A Bíblia é confusa sobre o que levou Judas a dar o beijo da traição em Jesus. Em Marcos, o motivo seria a cobiça. Mateus concorda com Marcos, mas Lucas afirma que Judas foi influenciado por Satanás. Para João, a causa da traição foi a propensão de Judas para o roubo.

Talvez — sempre de acordo com a Bíblia — Jesus tenha recompensado Judas pelo seu bom desempenho no papel de traidor. Se Judas tivesse recusado o seu destino, outra pessoa possivelmente não teria se saído tão bem, e Jesus poderia não ter êxito no papel de mártir da salvação da humanidade.

Quando Paulo escreveu que Jesus apareceu "para os 12" depois de sua ressurreição, a quem ele poderia ter tido em mente não se o Judas? O que Paulo disse não soa como se Judas tivesse sido punido nesta ou na próxima vida.

Já em Mateus 19:28, Jesus afirma que todos os 12 discípulos se sentariam em tronos para julgar as 12 tribos de Israel. Judas era, obviamente, um deles.

O pagamento de “trinta moedas de prata” pela traição é outra inconsistência da história mal contada sobre Judas porque naquela época esse tipo de dinheiro já tinha deixado de ser usado havia dois séculos.

Mateus 27:5 afirma que Judas jogou fora as “moedas de prata” e se afastou dos sacerdotes para se enforcar. Mas como se Atos 1:18 informa que ele comprou “um campo”, virou fazendeiro? Para aumentar ainda mais a inconsistência, em Marcos, Lucas e João não há menção das 30 moedas.

Os relatos sobre a morte de Judas também contribuem para reforçar as incongruências bíblicas.

Em Mateus 27:5, Judas se enforca. Mas em Atos 1:18, após comprar umas terras, as suas entranhas se arrebentam, sem que haja uma explicação para isso. Estaria Judas doente ou foi um castigo de Deus por ele ter feito algo que já era seu destino traçado pelo próprio divino?

Em Marco, Lucas e João não há menção ao suicídio do traidor, apesar da importância desse evento. A história de Judas não faz sentido, não tem lógica, nunca se fecha.

De qualquer forma, vale a indagação: já que Judas não poderia ter outro destino senão o da traição de Jesus, ele não deveria ser elogiado em vez de ir para o inferno? Se sim, a conclusão é de que os cristãos são ingratos.





Com tradução e adaptação deste blog e consultas à Bíblia Online.

Deus puniu a serpente por ela ter dito a verdade a Eva. Isso é justo?
março de 2012

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...