Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Religiosos têm de aprender a respeitar os céticos, diz cientista

"Crente não pode se
 ofender diante da sugestão
 de que Deus não existe"
Desde que questionou judicialmente a presença de um banner de oração em sua escola, em uma pequena cidade americana, Jessica Ahlquist, 16, sofre na internet uma campanha de linchamento moral, que em alguns momentos ameaçou ter consequências de agressão física.

O cientista Lawrence Krauss usou esse caso, entre outros, para afirmar em um artigo no jornal inglês The Guardian que, em prol de uma convivência pacífica, os religiosos têm de aprender a respeitar os questionamentos dos céticos.

Krauss observou que, entre as mudanças da sociedade das últimas décadas, estão o fortalecimento do secularismo e as novas descobertas da ciência sobre o universo, e a consequência disso é que cada vez mais haverá divergências filosóficas e religiosas no espaço público.

Por isso, escreveu, os religiosos têm de compreender que não podem se ofender diante de “uma mera sugestão de que Deus pode não existir”.

Ele é diretor do Projeto Origens, da Universidade do Estado do Arizona (EUA), e autor de livros sobre física e origens da vida.

Como cientista, afirmou, está treinado para ser cético em relação a tudo, como a existência de uma divindade. “É lamentável que esse ceticismo seja considerado por muitos como um ataque não só as suas crenças, mas também aos seus valores.”

Também lamentou que a ciência seja tida por religiosos como um instrumento a serviço do ateísmo.  Ele teme que, por causa desse preconceito, a ciência possa ser carimbada como não confiável, criando-se maior distanciamento entre ela e a sociedade.

Krauss disse que a ciência, por ser neutra, não tem inimigos. Se os fiéis não reconhecerem isso, afirmou, tenderá a se aprofundar a tensão entre eles e os céticos, que são questionadores por natureza.

Com informação do The Guardian.





Nos EUA, cristãos xingam aluna que obteve decisão contra oração
janeiro de 2012



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...