Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Muçulmanos pedem decapitação do indonésio que disse ser ateu

Aan estaria disposto a
se reconverter ao Islã
Muçulmanos da Indonésia estão pedindo às autoridades a decapitação de Alexandre Aan (foto), 31, por ele ter escrito “Deus não Existe” em uma página de ateus no Facebook.

Um homem que se identificou como Putra Tama, por exemplo, escreveu na internet que os “ateus deveriam ser decapitados porque é isso o que eles merecem”.

Muhammad al-Khaththath, secretário-geral do Fórum da Sociedade Islâmica, entidade que agrupa muçulmanos fanáticos, disse que Aan “merece a pena de morte”, mesmo em caso de arrependimento. “O que ele fez não pode ser tolerado.”

Para o líder muçulmano, a condenação de Aan à morte seria importante para impedir que “o ateísmo se espalhe pelo país”.

No dia 18 de janeiro, o funcionário público Ann quase foi linchado por ter escrito sobre a inexistência de Deus. Ele escapou da fúria popular com a ajuda da polícia, mas foi preso sob a acusação de blasfêmia.

Na ocasião, as autoridades afirmaram que ele poderia ser condenado a cinco anos de prisão. Aan mora em Pulau Punjung, na província de West Sumatra.

Com 236 milhões de pessoas, a Indonésia é o maior país muçulmano do mundo. Além do islamismo, as religiões permitidas no país são o budismo, hinduísmo, catolicismo, protestantismo e confucionismo. O ateísmo é crime.

Chairuz Aziz, o chefe da polícia da cidade, disse que Aan chegou a manifestar a intenção de se reconverter ao Islã – ele cresceu em uma família muçulmana. “Mas ele ainda não fez uma declaração de fé”, afirmou Aziz. “E mesmo que isso ocorra, ele não escapará da Justiça.”

Ateus de vários países têm prestado solidariedade a Aan. A Aliança Ateísta Internacional pediu a sua libertação ao governo e se prontificou a pagar seus gastos com advogados.

Com informação da France-Presse reproduzida pelo Jakarta Globe





Aliança Ateísta pede a libertação de acusado de blasfêmia
janeiro de 2012


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...