Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

MPF quer que Silas Malafaia se retrate de afirmações homofóbicas

"Baixar o porrete em cima"

video

O MPF (Ministério Público Federal), por intermédio de sua Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, encaminhou à Justiça um pedido para que o pastor Silas Malafaia (vídeo), em seu programa Vitória em Cristo, na Band, se retrate de afirmações homofóbicas. A ação vale também para a emissora.

No dia 2 de julho de 2011, o pastor, aos berros, sugeriu à Igreja Católica para “baixar o porrete” e “entrar de pau” contra integrantes da Parada Gay por eles terem ridicularizados símbolos religiosos.

A ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) pediu ao MPF a abertura de um inquérito civil público por entender que Silas fez um incitamento à violência contra os homossexuais.

Juiz extingue processo que acusa Silas Malafaia de homofobia.
maio de 2012

No inquérito, o pastor argumentou em sua defesa que tinha feito uma "crítica severa a determinadas atitudes de determinadas pessoas desse segmento social, acrescida também de reflexão e crítica sobre a ausência de posicionamento adequado por parte das pessoas atingidas".

Para ele, as expressões "baixar o porrete" e "entrar de pau" significam "formular críticas, tomar providências legais".

Para o promotor 
houve homofobia
Na avaliação do promotor Jefferson Aparecido Dias (foto), contudo, as expressões apresentam um "claro conteúdo homofóbico" que incitavam a violência contra os homossexuais”.  “Essas palavras configuram um discurso de ódio, não condizente com as funções constitucionais da comunicação social", disse.

Durante o inquérito, Malafaia pediu aos fiéis que mandassem e-mails à Procuradoria em sua defesa.  Dias afirmou que as centenas de e-mails que recebeu demonstram o poder de mobilização que o pastor tem em relação aos seus fiéis.

Disse: "Da mesma forma que seus seguidores atenderam prontamente o seu apelo para o envio de tais e-mails, o que poderá acontecer se eles decidirem, literalmente, 'entrar de pau' ou 'baixar o porrete' em homossexuais?"

"É UM ABSURDO" - atualização em 17 de fevereiro de 2012

Silas Malafaia emitiu nota considerando ser descabível a ação movida pelo Ministério Público. "Em hipótese alguma vou pedir retratação, pois isso é um absurdo. Os gays manipularam a minha fala para me incriminar, e sou eu que tenho de pedir retratação? Isto deve ser uma brincadeira", disse.


Íntegra do vídeo.    Silas Malafaia.


Receita já investigou Malafaia por suspeita de desvio de dízimo.
setembro de 2011


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...