Ateísmo como conquista da razão é risível, escreve Pondé



por Luiz Felipe Pondé
para Folha

Tem coisa mais monótona do que discutir sobre a existência ou não de Deus? Ninguém crê em Deus "por razões lógicas". Isso é papo furado. Ninguém "decide" ter fé.

Tentar provar que Deus existe porque ele seria "uma necessidade da razão" me parece um engodo.

Primeiro porque a razão é risível em suas necessidades, como diria o cético Michel de Montaigne (século 16). A pergunta pela origem de tudo que existe (como numa espécie de aristotelismo aguado) não prova nada. Temos inúmeras necessidades que não são autoevidentes -por exemplo, que o bem deva vencer ao final das coisas.

Muitas vezes o mal vence e pronto. Quase sempre. Por outro lado, é interessante se pensar de onde veio a matéria que explodiu um dia e o lugar onde ela explodiu.

Mas isso nada prova acerca do Deus ocidental. O princípio pode ser uma mecânica estúpida.

Aliás, o chamado argument from evil (argumento a partir do mal) do ateísmo é famoso. Autores grandes como Dostoiévski e Kafka, entre outros, já o frequentaram de forma brilhante.

O argumento basicamente é o seguinte: se Deus é bom, por que o mundo é mau? Alguns já chegaram a supor que Deus seria mesmo mau, como o próprio Kafka.

Duas questões são importantes apontar nesse debate, uma com relação aos crentes, outra aos ateus.

Primeiro os crentes. Uma falácia comum por parte dos crentes é supor que seria impossível você ser uma pessoa razoavelmente moral sem alguma forma de religião. A história prova que ateus e crentes dividem o mesmo lote de miséria moral. Pouco importa ser ou não crente.

Pessoalmente, acho que o acaso decide: o temperamento (o acaso de você ter nascido "assim ou assado") é quase sempre o juiz do comportamento humano e não "valores" religiosos ou éticos seculares (não religiosos).

Portanto, a tentativa de afirmar que, se você é ateu você necessariamente não é "bom", é pura falácia. Tampouco penso que uma religião faça falta para todas as pessoas. Muita gente vive sem crise sem acreditar em coisa nenhuma "do outro mundo". Isso não significa que ela seja sempre feliz (tampouco os religiosos o são), a (in)felicidade depende de inúmeros fatores.

E mais: "crer ou não crer" não é algo que você escolhe, "acontece". Grandes teólogos como Santo Agostinho, Lutero e Calvino diziam que a "fé é uma graça" (simplificando a coisa), alguns receberam o dom e outros não (portanto, ela "acontece", como eu dizia acima, não é você quem escolhe ter ou não). Acho essa ideia bem mais elegante do que esse papo furado acerca das necessidades racionais, sociais, morais ou psíquicas da crença.

Quanto aos ateus, acho risível a ideia de que o ateísmo seja uma "conquista" da razão ou de alguma forma de rigor moral ou "coragem cosmológica".

Nada disso, como já disse antes, e repito, até golfinhos conseguem ser ateus em sua maravilhosa vida aquática. Fiquei ateu quando tinha oito anos.

O ateísmo me parece, entre todas as hipóteses sobre o universo, a mais fácil, simples, rápida e quase fast food theory (teoria fast food).

Não precisamos nos esforçar muito para perceber que podemos talvez um dia descobrir a causa "natural" do universo, ou acabarmos como espécie antes de descobrir qualquer coisa. E who cares se sumirmos um dia?

E mais: é quase evidente que somos uma raça abandonada na face da Terra e a indiferença dos elementos naturais para conosco (sejam eles externos ou internos ao nosso corpo) salta aos olhos.

E mais: a possibilidade de estarmos sozinhos é sempre mais fácil do que acompanhados por um ser maravilhoso, dono do universo e que sabe cada fio do cabelo que você tem na cabeça.

Não há nenhuma evidencia definitiva de que Deus ou que qualquer outra entidade divina exista. O ônus da prova é de quem crê. Além do fato de que os japoneses, caras bem inteligentes, não creem em Jesus na maioria das vezes.

Acho Deus uma hipótese acerca da origem das coisas mais elegante do que a dos golfinhos. Mas, por outro lado, a ideia de que um dia o pó tomou consciência de si mesmo e constatou sua dolorosa solidão cósmica é bela como uma ópera.



Hitchens defendia o combate à nefasta influência de Deus na sociedade
por Luiz Felipe Pondé em dezembro de 2011

Comentários

  1. risivel mesmo é o homem ter vindo do peido do universo, pumm, o universo peidou e o homem surgiu como um ancestral que pensa e tem uma imaginaçao criativa e destrutiva.

    os outros animais, coitados, nao puderam desenvolver sua imaginaçao criativa, sua racionalidade, como a do pondé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza um dos coments mais risiveis que eu já li na internet nesses longos 15 anos, garanto que meu filho de 10 anos consegue discutir o assunto com mais sobriedade e respeito ao tema, lamentável a falta de cultura e educação do povo brasileiro.

      Excluir
  2. Risível Izaque, é acreditar em um deus que criou o dia e a noite, antes de criar o sol e a lua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Risível é usar interpretações literais e toscas da Bíblia como ponto para argumentação.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Ué,anônimo, agora mostre o que deve ser encarado como "interpretação literal" do que não deve ser, qual religião faz essa interpretação, e qual dela é o caminho da salvação? Ou todas são? Ou só A SUA é?! Ou segue a bíblia conforme tá ali ou não segue, não?!

      Excluir
  3. O ateísmo não é uma teoria. O ateísmo é a rejeição e a negação de uma teoria : deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O catolicismo, evangélicos, umbandistas, kardecistas budistas etc, etc, etc não é uma teoria. A religião é a negação de uma teoria: Ateu

      Excluir
  4. Deus não existe e não adianta espernegar com fabulas , filosofias, sofismas, há tanto tempo se fala e se cre num deus , e quais argumentos os religiosos tem? Nenhum eles não tem argumento nenhum a não ser falacias e pretenções que pode ser fantasiada e imaginada por qualquer um ,deus não existe , o izaque não prova que deus existe, o papa não prova que deus existe ninguém prova que deus existe, eles tem sempre que apelar para as falacias de apelo emocional etc lamento deus não existe e vão viver até morrerem nesta ilusão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus não existe...blá,blá,blá....falácias....blá,bláblá, você não têm provas....blábláblá. É sempre o mesmo blá,blá,blá. O pior é que a criatura sequer entendeu o espírito do texto.

      Excluir
    2. Você não tem provas para justificar a existência de deus, seu ignorante.

      Excluir
  5. Lutero já usava a biblia adulterada pelo imperio romano todos usam a biblia catolica romana e acreditam cegamente piamente nela sem saber que bispos e padres no passado com ajuda do imperio romano ajudaram a confabular esta grande farça, o novo testamento foi sendo composto por cristãos que matavam e queimavam pessoas ,e eram estas pessoas que foram decidindo o que iria ser biblia e o que não iria , veja que são pessoas de altissima credibilidade kakaka.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zzzzzzzzz. Fale alguma novidade e farsa se escreve com S

      Excluir
  6. Gostei do texto.É asim: quando Monsieur Pondé não tenta ser engraçado escreve coisas pertinentes.Todavia não concordo com algumas afirmações..."crer ou não crer não é algo que você escolhe..." , 'não crer' não é escolha, o ateu não vê evidencias, logo desacredita, é natural...já 'crer' pode ser escolha sim, inclusive pessoas que crêem já me disseram isso - da necessidade de crer 'até mesmo em uma pedra' por não tolerarem a idéia de que estamos sós no universo; e, como ateu não vejo nada disso de que o "ateísmo seja uma conquista da razão ou de alguma forma de rigor moral ou coragem cosmológica", considero bem mais simples, só não creio.

    ResponderExcluir
  7. Izaque se você fosse deus o que um sacrificio de uma cabra iria acrescentar em sua vida? E se não fosse acrescentar nada e nem mudar nada na sua vida de deus porque que voce pediria a tua criação lhe ofertasse sacrificios já que eles não teria nenhum efeito em você? Isto é o que macumba de deus??? Você acredita que deus precisava de sacrificios e porque ele precisava deles o que causava em deus estes sacrificios? Eu percebo que tudo isto era uma linda um mito daqueles antigos criadores de cabras e voce pensa o que sobre isto?

    ResponderExcluir
  8. *corrigindo* Eu percebo que
    tudo isto era uma LENDA um
    mito daqueles antigos
    criadores de cabras e voce
    pensa o que sobre isto?

    ResponderExcluir
  9. Que lucidez! Obrigado.

    Padre Antonio

    ResponderExcluir
  10. Beatriz a luz e as trevas não dependem do sol e da lua.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de saber o motivo que o levou a retirá-lo.
      Não li o comentário, mas me senti tolido desse direito de opinar, ou melhor, de ler a opinião.
      Será que crer é uma ofensa a quem não crê? Se for o relacionamento fica com uma única via de diálogo, ou monólogo.

      Excluir
  12. Como diz a Bíblia: "A exuberancia do universo" Aponta para a beleza DE SEU CRIADOR.

    ResponderExcluir
  13. Izaque é porque deus também passou a se servir da morte?

    ResponderExcluir
  14. Pondé está de brincadeira?

    ResponderExcluir
  15. Desde o dia em que o neoudenismo saiu do poder, o Pondé vem rezando para Papai do Céu para que ele recoloque a tucanalhada de volta no poder. Só que não tem surtido efeito: além de terem um mínimo de deputados e senadores, uma leva bundeou-se para o outro lado, resolvendo dar apoio ao governo para tentar existir politicamente, e com isso reduzindo ainda mais a boquinha da oposiç...locomotiva do atraso.

    Continue rezando, Pondé.

    ResponderExcluir
  16. O Pondé, como colunista de jornal, já teve dias melhores. E não me venham com essa historinha de que "o espaço de uma coluna de jornal é muito pequeno para ele desenvolver suas ideias". Escrever textos reduzidos é uma arte, que o Pondé, obviamente, já cansou de nos demonstrar que não domina.

    ResponderExcluir
  17. Sou ateu e vi q o Pondé transpareceu algo q acompanho a muito tempo: privatização de idéias.

    Por parte de nós, ateus, onde q privatizamos a ciência, como se ceticismo fosse sinônimo de ateísmo.
    Por parte da religião, onde a privatização de várias coisas denominadas "santas, valorosas e honrosas".
    Agora o erro geral de ambos: a privatização do q deveria ser universal: a razão. O resultado da pesagem "razão/provas X crença/fé" influencia, de maneira pessoal sobre o q o indivíduo acredita.
    E completo o título: ateísmo como forma de conquista da razão é a mesma coisa q aprender anatomia humana vendo CSI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma ateu sensato, graças a deus!

      Excluir
  18. "Acho essa ideia bem mais elegante do que esse papo furado acerca das necessidades racionais, sociais, morais ou psíquicas da crença."

    Pois então, vc pode achar elegante e o que for, mas isso não torna uma ideia realidade. Realidade é a necessidade de ter sempre um pai por perto para te vigiar moralmente, necessidade esta que a maioria esmagadora dos crentes demonstra possuir.

    ResponderExcluir
  19. Não vejo mais que uma lógica falaciosa nesse texto. Não há argumentos, no significado mais original da palavra, apenas uma sucessiva colocação de postulados que não podia resultar noutra coisa que uma conclusão cujo erro está na própria construção da lógica.
    Para começar, crer ou não crer é claramente uma opção para qualquer um que enxergue opções. Para muitos, a criação não permite outra situação que não a de crente; para outros, crer é o absurdo sem tamanho. Mas, nem na mais simplista hipótese, a fé é uma "graça" ou qualquer coisa equivalente. Não é necessário mais do que uma boa aula de história para perceber que a religião foi fruto de nossa primordial forma de razão. Questionar as coisas, de fato, não as explica, mas não deixa de ser uma necessidade de um cérebro como o nosso. Afinal, nossa mente tem funções demais para se contentar no "comer e dormir" dos outros animais. Deus, para um primata que mal sabe como construir casas, pode ser uma explicação extraordinária para absolutamente tudo. Para seres que dominaram todos os ambientes e extrapolaram até mesmo o limite do próprio planeta, deus não é nem forçando uma resposta.
    O que Pondé chama de "ateísmo" é o que qualquer ateu gostaria que fosse a religiosidade humana: a completa ausência de religião. De fato, nascemos ateus, como todos os animais nascem ateus. Mas ninguém nasce "ateísta". Esclarecendo: não haveria necessidade de dizer "eu sou ateu" se nunca houvesse existido o teísmo. O ateísmo moderno pode, sim, ser um movimento em favor da racionalidade, contra os absurdos rituais e a inconsequente confiança na ideia de que o criador do universo cuida de todas as pessoas. Para a maioria, talvez seja apenas uma opção. Contudo, o ateísmo dos animais, dos golfinhos (trecho realmente "risível" do texto) não é oriundo da conclusão de que "não há um deus por trás de tudo", mas da ausência de qualquer conclusão ou questionamento. Não é uma explicação fácil, simplesmente não entra no mérito de explicação!
    Por último, é claro que a religião é mais poética! Claro que anjos te observando e mares se abrindo no meio são mais poéticos! Pelo mesmo motivo, "Harry Potter" é mais lido do que "A origem das espécies". Mas não se aprende, não se evolui, não se questiona baseando-se nos floreios que uma estória exibe. Se for assim, O Ragnarök é mil vezes mais notável do que o Apocalipse.
    O ateísmo pode começar como apenas uma opção, mas diante da irracionalidade de uma sociedade dominada pela fé, a que somos expostos, muitos de nós assumem-no como uma verdadeira "'conquista' da razão ou de alguma forma de rigor moral ou 'coragem cosmológica'". Risível é basear sua conclusão nas experiências e nas palavras de outrem. Isso se chama religião.

    ResponderExcluir
  20. Beatriz Alencar disse...

    Este Izaque e a NILGAZZOLA, são cheios de falácias...Seus comentários são irritantes.

    E para o Cristopher Hitchens: Que descanse em paz! seus livros e pensamentos, sempre serão lembrados.
    23/12/11 16:31
    Beatriz ele não pode descansar em paz, pois, como é ateu devi ter ido pro inferno, e seu corpo esta se deconpondo.

    ResponderExcluir
  21. Izaque, deixa de ser trollzinho. Não vai conseguir coisa alguma com essa argumentação furada. Ta precisando defender sua sardinha porque?

    ResponderExcluir
  22. Quando será que o Pondé vai deixar a preguiça de lado e ler alguma coisa sobre neurociência cognitiva? Acho que seu texto ficaria enriquecido. Seu colega de Folha Hélio Schwartsman poderia lhe dar umas dicas.

    ResponderExcluir
  23. O Samul foi brilhante. Parabens.

    Discutir a existência de crendices em pleno seculo 21 é uma perda de tempo.
    Todos sabem que Deus existe, só que é na mente dos ingênuos. Só lá.

    ResponderExcluir
  24. ''Cristão'', se havia luz e trevas o suficiente, porque ele criaria o sol e a lua? ele cansou de bancar a luminária?

    ResponderExcluir
  25. Ótima argumentação, Samuel

    ResponderExcluir
  26. O Samuel foi brilhante. Parabéns ...[2]

    Acho que o meu sentimento e entendimento do texto do Pondé pode ser apreciado pelo que o Samuel escreveu.

    ResponderExcluir
  27. Beatriz , vamos nos basear no mas simples. A ciência mostra e nós sabemos que há estrelas maiores e mais antigas do que o sol. Logo a luz e o poder não depende do sol.

    ResponderExcluir
  28. A Bíblia nos fala de luz e trevas, trevas estas que serão lançados os que se fizerem inimigos de Deus. Assim como não nos é benvindo os nossos inimigos em nossa casa, assim também não haverá lugar para os inimigos de Deus no reino da luz. Agora para compreender a Deus devemos conhece-lo melhor.

    ResponderExcluir
  29. A luz não depende do sol?No sistema planetário solar depende!Só se você estiver se referindo a um outro sistema planetário.

    ResponderExcluir
  30. Sendo assim, Sr. Pondé, eu fico com minha razão finita, incompleta, mas sincera.

    ResponderExcluir
  31. Quanta preocupação com "Deus"e com os mistérios que acercam nossa passagem por este planetinha de merda.Deixem de viadagem e vão rosetar

    ResponderExcluir
  32. Rindo muito aqui com a indignação desses cabeças de maçaneta que se outorgam o direito de serem difusores da fé .Fé,esperança e outras merdas são fenomenos alienantes da raça humana.Deus então é a piada de todos os tempos.Você Pondé é ótimo.Beijos de Messalina

    ResponderExcluir
  33. "como já disse antes, e repito, até golfinhos conseguem ser ateus em sua maravilhosa vida aquática". Muito infeliz essa comparação, se um golfinho tivesse a capacidade de acreditar ou não em algo seria muito mais fácil para ele do que para os humanos. A maioria de nós, não temos liberdade pra acreditar ou não em algo, acho que 90% dos brasileiros ao nascer são obrigados pela família, pela sociedade e pela mídia a acreditar em Deus, temos inúmeros feriados religiosos, o mais comovente deles é o natal, já foi provado cientificamente que tudo que se ensina a uma criança fica registrado de forma muito profunda. Dessa forma como alguém pode afirmar que é fácil ser ateu? É muito difícil é quase que impossível, você tem que lutar contra a mídia, a família e quase que com toda a sociedade e, é notório o fato que em muitos países é uma questão de vida ou morte. Fatima.

    ResponderExcluir
  34. o anonimo 26/12 , 12;01 horas, tu bem que poderia adotar um nick cara, pq com tantos anonimos ta dificil.
    agora quanto a sua pergunta, todas a alegorias referente a sacrificio no AT, se vc tiver falando serio, é uma sombra do NT, tudo na velha aliança se refere a nova, leia Hebreus, que vc entenderá o pq de sacrificios no VT,ceto?

    todo o velho se encera no cumprimento da lei em Jesus Cristo.

    o texto do Ponde é relativista demais, mais eu sei, que é dos ateus mais ferrenhos até os mais legais, ficar em cima do muro, nao é facil acreditar no invisivel, isso é so por fé, pois ela é a certeza do que nao se pode ver.

    ResponderExcluir
  35. o anonimo 26/12 , 12;01 horas, tu bem que poderia adotar um nick cara, pq com tantos anonimos ta dificil.
    agora quanto a sua pergunta, todas a alegorias referente a sacrificio no AT, se vc tiver falando serio, é uma sombra do NT, tudo na velha aliança se refere a nova, leia Hebreus, que vc entenderá o pq de sacrificios no VT,ceto?

    todo o velho se encera no cumprimento da lei em Jesus Cristo.

    o texto do Ponde é relativista demais, mais eu sei, que é dos ateus mais ferrenhos até os mais legais, ficar em cima do muro, nao é facil acreditar no invisivel, isso é so por fé, pois ela é a certeza do que nao se pode ver.

    ResponderExcluir
  36. Quem usa de argumentum ad ignorantiam, mais precisamente o subconjunto da falácia acima citada chamada "Deus das lacunas", pra justificar um deus, está sendo tudo, menos sincero.

    E, ao que parece, ao ler o último parágrafo, Pondé faz suas escolhas de crença em mais uma falácia: argumentum ad consequentiam: ele faz as escolhas de suas crenças pelas que mais lhe agradam.

    Deuses pra mim são irrelevantes, não cheiram nem fedem.

    Qualquer pessoa consciente das suas limitações de conhecimento não tem a menor necessidade de apelar pra uma divindade.

    O não-saber não é subsídio pra se acreditar em deuses, e sim, pra se pesquisar, descobrir.

    Deuses são totalmente desnecessários pra se explicar alguma coisa.

    Deuses somente são usados quando algo acontece e a pessoa não encontra explicações, ou pior, não as aceita.

    Assim com o conto do "Um Dragão em minha Garagem" de Carl Sagan, um crédulo em lendas SEMPRE vai arranjar um desculpa pra justificar sua crença em lendas.

    ResponderExcluir
  37. Só DEUS é o SENHOR!!!! Ele criou tudo que nos céus e na terra. Nada se move ou muda sem seu consentimento. Nenhuma folha de árvore, nenhum fio de cabelo, cai sobre o solo, sem a SUA MÁXIMA permissão!!! Lembrem-se, ateus, o fim dos dias está próximo e o julgamento do SENHOR será implacável!!!!

    ResponderExcluir
  38. Leiam e creiam na palavra do SENHOR!!! A bíblia já disse tudo há milênios. Por que estudar tanto, por que tentar conhecer o que o SENHOR já nos proporcionou. Não precisamos da ciência. Precisamos de fé. Precisamos que o SENHOR habite cada coração e alma dos que habitam a terra. Essa é a palavra de DEUS!!! Sem ela, não há salvação!

    ResponderExcluir
  39. DEUS só se mostrará, em parte, aos que nele acreditaram. Os que jamais o aceitaram, não terão jamais a comprovação da divina graça do universo. Permanecerão no limbo da dúvida, no inferno da angústia e da incerteza. Os que não creem no poder sobrenatural do SENHOR jamais serão sábios e jamais compartilharão da vida eterna ao SEU lado!!!

    ResponderExcluir
  40. Como é que o Samuel com uma reles frase põe o catedrático Pondé no chinelo? Deve ser porque o Pondé é um borra-botas de merda.

    ResponderExcluir
  41. Izaque acorda pra vida eu perguntei se voce fosse deus o que um sacrificio iria mudar em sua vida ver um humano que voce criou sangrando um animal em sacrificio para voce que no caso seria o deus daquelas criaturas , eu quero uma resposta racional tua e não liturgica mesmo porque voce não respondeu e passou de longe de dar uma explicação logica e racional para isto.

    ResponderExcluir
  42. Respone izaque sendo voce sendo deus que efeito causaria em voce ver o que voce criou matando uma cabra, e se não causasse nenhum efeito em voce sendo deus porque voce insistiria querendo tais sacrificios se eles não mudariam nem acrescentaria nada na sua vida de deus. E por favor quero uma resposta racional ,nem liturgica, nem literaria ,quero ver uma resposta racional para isto

    ResponderExcluir
  43. Eu quero saber o que o sacrificio causava em deus qual era a magica o que acontecia de "sobrenatural"ela morria e dai o que acontecia era apenas uma cabra a menos, a cabra tem alma ,deus comia a cabra? Se a cabra nao tem consciencia de nada ele nem sabia porque estava morrendo ele não sabia que era deus que estava mandando matar ela ,deus então instigava no homem a ideia de matar assassinar ? e o livre arbitrio da cabra ela não tinha livre arbitrio? qual a satisfação de deus em ver um animal sangrando ate a morte em sacrificio a ele ,porque ele tinha prazer na dor e na morte da cabra , e se não tinha nenhum prazer nem na dor e nem na morte da cabra, porque então mesmo assim ele ainda queria tais sacrificios ? Tem alguma resposta tua racional para isto, vai se desdobra ai vamos ver

    ResponderExcluir
  44. Prezado Paulo,
    Por que você ainda publica os textos de idiota do Pondé?

    Tudo bem garantir a liberdade de expressão, mas você não precisa publicar os textos dele.

    Abs.

    ResponderExcluir
  45. Tem crente precisando ir para um hospício!

    ResponderExcluir
  46. Belo texto, um dos melhores dele que li até agora (apesar das falácias e erros tão bem apontados aqui). Não acho que ter fé ou não é tão natural. Parece mais um condicionamento. Se você se acostuma à explicações científicas, as explicações religiosas tornam-se naturalmente sem sentido pra você.
    Nesse ponto penso como o Dr. Drauzio Varella. Nós temos uma mente que pensa ou de forma materialista/naturalista ou de forma poética/sobrenaturalista. Assim para os primeiros tudo deve ser explicado pela matéria, pela natureza, queremos saber o que é? como é? qual mecanismo? que substância provoca? etc, etc...
    Já para os de pensamento sobrenaturalista/poéticos, as explicações religiosas são mais que suficientes. É assim porque Jesus quis! É assim porque é a vontade de deus! Você deve fazer porque o Senhor o manda!
    É um condicionamento, é maneira com que pensamos. Ao pensar sobre o ateísmo, temos uma grande chance de libertação. Para a pessoa que vivia num mundo ilusório da religião o questionamento ateísta lhe permite um abrir os olhos, um dar-se conta da completa manipulação e falta de lógica das crenças.

    Leandro

    ResponderExcluir
  47. ´´Além do fato de que os japoneses, caras bem inteligentes, não creem em Jesus na maioria das vezes.``
    huahuauhahua

    ResponderExcluir
  48. Paulo é esperto... joga assunto polêmico porque sabe que vai dar audiência...
    (Odeio imprensa marrom)

    ResponderExcluir
  49. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  50. Caure. Quem disse que os japoneses são um modelo de felicidade? Não sabe que lá há um número enorme de suicidios comparando estatisticamente? Feliz não é o crente e nem o ateu necessariamente, não é a nação a ou b. Mas individualmente quem compreende e faz a vontade de Deus na sua simplicidade. Na Bíblia está escrito: //Feliz a não cujo Deus é o Senhor\\. A nação é o seu povo que somente Ele conhece e esta espalhado por todo o globo.

    ResponderExcluir
  51. O risível mesmo é ver o Pondé tirar o sarro desses ateus babacas... rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  52. Deus existe e não adianta espernegar com fabulas , filosofias, sofismas. Há tanto tempo se fala da não existência de Deus e quais argumentos os incrédulos tem? Nenhum! Eles não tem argumento nenhum a não ser falacias e pretenções que podem ser fantasiadas e imaginadas por qualquer um. Deus existe e ninguém consegue provar que Deus não existe. O Papa não precisa provar que Deus existe porque todos aqueles que tem fé não precisa mais de prova alguma de que Deus existe. A fé é algo indescritível e irrefutável! Quanto a falacias de apelo emocional, etc, lamento; Deus existe e vamos viver (sem) morrer nesta certeza de fé!

    ResponderExcluir
  53. Já eu acho que o mais risível é ver como o Pondé anda em cima do murro durante todo o texto, só pra que no final, possa dá uma estocada nos idiotas dos ateus e, ao mesmo tempo, não perder esses leitores tolos que vivem embebecidos por alguém que comente suas crenças ateístas tolas... kakakaka hahaha kakaka

    ResponderExcluir
  54. Olha o ateu andré-babaca. Acusa o Paulo de ser polemico quando sacaneia a fé dele, mas quando o Paulo fica postando toadas essas bizarrices contra religioes, aí ele acha que está "nos conformes"... rs TAÍ O RIDÍCULO DE SER ATEU. OLHA O SITE EM QUE ELES PROCURAM SE INSTRUIR?! kakaka UM SITE DE BIZARRICES! (Que nem eles!) rsrsrsrs GENTE, DÁ PRA LEVAR ATEU A SÉRIO? rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  55. Vejo um certo desespero dos crente

    ResponderExcluir
  56. Porque japoneses não acreditam em Jesus?
    Uma questão cultural, japoneses sabem tanto sobre Jesus quanto os Brasileiros sabem sobre Buda.

    Cristão

    A verdade não tem a menor relação com a felicidade, tem muita gente feliz que acredita em duendes, mas isso não significa que duendes existam.

    A falácia do Ponde foi o apelo a autoridade, de uma forma tosca ele usou os Japoneses um grupo de pessoas de pouca ou nenhuma relação com a vida de Jesus. Teria sido melhor citar os Judeus afinal foram conterrâneos de Jesus e mesmo tendo contato com o próprio jamais foram convencidos de que Jesus era o messias.



    De um modo geral foi um bom texto, tirando esse apelo a autoridade dos japoneses, o problema do mal simplificado além do tolerável.

    O sinal do fim dos tempos

    Ponde escreveu algo que presta.

    2012 esta chegando, é o fim do mundo...

    ResponderExcluir
  57. O leitor Caruê falou coisas que não entendi o porquê... O que tem a ver japoneses ou judeus crer na autoridade jesus ou nao? Mais da metade da populaçao mundial nao tem vinculo com o cristinismo! No tempo de Jesus era pior: meia-dúzia. Hoje, sao bilhoes de cristaos! E o que dizer de Judas que viveu ao lado do Cristo? Ainda assim "parece" nao ter se convencido...rs Indiferença japonesa e Judaica... O que isso retira do Cristianismo? Nada! O cristianismo já no seu nascedouro tem uma razão de ser: missao evangelizadora como seu escopo. Só o Caruê saberia explicar essa satisfaçao com os japoneses e judeus... rs

    Mais: quanto a felicidade: de que felicidade fala o leitor? Se for dessa satisfaçao (efemera) humana e terrena, nao me parece que tenha nada a ver com o propósito do cristianismo. Aliás, mesma essa "felicidade" é a que mais parece ficar divorciada do espírito ateísta, não? rs. Olhem como fica as escancaras esse desassossego pertubador da alma ateísta que nao consegue descansar em relaçao aquilo que teima em dizer que nao crer... rsrs

    ResponderExcluir
  58. Sério vei, eu tenho medo desses crentes. Gente doente, acham que tem o direito de fazer o que querem pq acreditam numa idiotice qualquer. Eu não faço questão que todos pensem da mesma forma que eu, eu sequer faço questão de que todos pensem, mas dar liberdade pra religião é quase sempre o mesmo que assinar um atestado de que não está nem aí em ser morto por um bando de lunáticos que dependem de gente racional pra viver mas fazem questão de matar qualquer um que seja normal e não acredite nessas historinhas imbecis.

    Esses crentes fanáticos parecem um organismo parasita que quer matar todos os hospedeiros: o parasita vai ser extinto quando o fizer, mas não hesita em fazer o quanto antes possível.

    ResponderExcluir
  59. Duas falácias no artigo do Pondé: primeiro crer em algo não significa ter um dom, á priori, pois ter o tal do dom pressupõe que quem crê em qualquer coisa tem alguma forma de superioridade sobre quem não tem. Não é dom somente crença. A outra é que se é fácil perceber que um dia chegaremos a uma explicação cientifica para as questoes fundamentais da natureza, o processo para se chegar é lento e complexo. Ao contrário de apenas acreditar pela fé, que é o mais puro acomodamento moral.

    ResponderExcluir
  60. Prolifico disse...

    Duas falácias no artigo do Pondé: primeiro crer em algo não significa ter um dom, á priori, pois ter o tal do dom pressupõe que quem crê em qualquer coisa tem alguma forma de superioridade sobre quem não tem. Não é dom somente crença. A outra é que se é fácil perceber que um dia chegaremos a uma explicação cientifica para as questoes fundamentais da natureza, o processo para se chegar é lento e complexo. Ao contrário de apenas acreditar pela fé, que é o mais puro acomodamento moral.
    27/12/11 21:08

    Por isso que para nós ateus, o que acontece na realidade não se resume a uma versão de delírio coletivo e sim naquilo que para nósé mais viável, não seria o caso de acreditarmos fielmente na ciência mas sim no que não é pronto e acabado. Para nós é bem melhor depositar alguma confiança em algo que é relativo do que verdade absoluta.

    Ateísmo é uma maneira de enxergar a realidade de maneira humana e sincera e não de maneira imaginária e falsa.

    ResponderExcluir
  61. No texto temos:
    ´´Além do fato de que os japoneses, caras bem inteligentes, não creem em Jesus na maioria das vezes.``

    Ponde fala da crença dos Japoneses em seu texto e apela para o elevado grau de inteligência deles.

    Nos fomos colonizados a bala por povos cristãos, por séculos quem não acreditasse em Jesus seria morto. O Japão nunca passou por isso, no ultimo século apenas que ouve um intercâmbio cultural significativo no entanto nada comparavel ao feito aqui.

    Filhos de cristãos provavelmente serão cristãos, filhos de muçulmanos provavelmente serão muçulmanos, filhos de judeus provavelmente serão judeus.

    Supondo que Jesus fizesse milagres aos montes e sua palavra fosse espalhada aos povos daquela região do oriente médio. Os judeus que aguardavam a vinda do messias certamente virariam cristão. Tudo isso pode ser irrelevante para determinar a santidade de Jesus, mas é um atestado de incompetência não conseguir convencer nem ao menos aqueles que esperavam por um messias.

    ResponderExcluir
  62. Cristão, o deus que você acredita é realmente maluco.
    Ele cria as pessoas, sabe tudo que elas vão pensar e fazer, antes mesmo de criá-las, sabe cada detalhe da vida destas, vai condená-las por algo que ele já sabia que elas iriam ser e fazer. Ele as criou só para jogá-las no inferno? Assim como ele deixou o mal existir só para ver o apocalipse?

    ResponderExcluir
  63. o anonimo 27/12 11;02, se eu fosse Deus nao teria paciencia com um cara que nem vc.
    e qum disse que Deus tinha prazer em sacrificios de animais? vá ler a biblia seu tolo,1 SM 15;22 diz o que?
    se eu fosse Deus alem de nao ter paciencia com vc, eu nao teria nenhum problema em ver sacrificios de animais, pois ate hj animais sao sacrificados para saciar a minha e a sua vontade humana de comer carne, nao venha dizer que vc nao come carne.
    e o sacrificio de animais era comum na comunidade daquela epoca, cada com o interesse de agradar seu deus, só que o sacrificio de animais no judaismo tinha uma tipificaçao diferente, se referia ao sacrificio em que Jesus ia ser submetido, pois ele foi consederado o cordeiro que tira o pecado do mundo.

    ResponderExcluir
  64. Quanto a Deus ser maluco, Um conselho. Converse com Ele. Verás que é possível. As coisas são assim, O fato é: Temos em nossas mãos o ser coerentes e não darmos ouvidos ao mal. "Então o Senhor perguntou a Caim: Por que te iraste? e por que está descaído o teu semblante? 7 Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? e se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar." Genises 4:6,7.

    ResponderExcluir
  65. o engraçado disso tudo são os comentários, o "sarcedote ascético" ciente do que faz lança as dúvidas e as ovelhinhas se degladiam até a última gota de cultura, enquanto o falso profeta rir e brinca de Deus com seu cajado polido de ouro.

    ResponderExcluir
  66. PONDÉ é funcionario da PUC [ conhecida instituição católica] portanto ele no fundo puxa um saco da ´´padraiada´´.....

    ResponderExcluir
  67. O ateísmo não leva a razão, mas a razão quando praticada constantemente e em tudo na vida leva ao ateísmo.
    O conhecimento e a razão são diretamente proporcionais, quanto mais conhecimento mais razão. O conhecimento atual permite-nos concluir racionalmente que pela falta de provas ou incoerência não há divindade alguma, pelo menos não uma que seja conhecida.

    ResponderExcluir
  68. O inteligente ex-ateu Pondé mandando muito bem.

    ResponderExcluir
  69. Ateísmo nunca foi ou será uma conquista, é sim uma consequência! Consequência de quem deixa-se levar pelo egoísmo, pelo egocentrismo e orgulho.

    ResponderExcluir
  70. Egoístas são os crentes que só fazem coisas certas, quando fazem por medo do inferno e porque querem ser imortais. No final fazem as coisas só pensando na própria alma.

    ResponderExcluir
  71. O que é ser ateu para mim!
    Tem gente que não sabe o que é ser ateu... mas basicamente ser ateísta é não precisar de um Deus nem de deuses para justificar os próprios atos. Não é simplesmente "negar" a existência de deus/deuses. É assumir a responsabilidade de estar vivo e viver conforme a própria consciência, fruto do funcionamento cerebral.

    Ser ateísta portanto é não ter vínculos com outras realidades supra-humanas, é estar livre para decidir por si mesmo, sem medo de estar indo contra ou esperando estar a favor de algum tipo de supra-consciência à qual se deva obediência. É reduzir as crenças a um número limitado delas, focadas no aqui/agora. É não se saber ligado aos demais por algum tipo de poder sobrenatural mas simplesmente pelo fato de "apenas" ser um ser humano convivendo entre os demais seres humanos e de acordo com as leis humanas. É não esperar recompensa por seus atos senão aquelas que outros seres humanos possam oferecer como recompensa.

    Ser ateísta é ser "simples", é ter cortado todo excesso, é enxergar a vida pela perspectiva humana, sem a necessidade de deificá-la nem a necessidade de deificar a que quer que seja. E lógico que ateístas têm Fé, Fé em si mesmos mas ela não os "cega", pelo contrário, ela faz abrir os olhos para o que está acontecendo a fim de que se tomem as medidas necessárias, sem acreditar numa outra justiça maior do que aquela que possa ser levada a cabo por si mesmo ou pelos desígnios humanos.

    ResponderExcluir
  72. Essa " moral " que vem da gibíblia é, comprovadamente, questionável e muitas das vezes falta-lhe humanidade, pois o deus judaico-cristão, segundo a gibíblia, ordenava assassinatos, estupros, sacrifício humano, incesto, inclusive ele mesmo enviou um anjo que matou milhares de inocentes pelo pecado do rei Davi, etc...

    ResponderExcluir
  73. Essa " moral " que vem da gibíblia é, comprovadamente, questionável e muitas das vezes falta-lhe humanidade, pois o deus judaico-cristão, segundo a gibíblia, ordenava assassinatos, estupros, sacrifício humano, incesto, inclusive ele mesmo enviou um anjo que matou milhares de inocentes pelo pecado do rei Davi, etc...

    ResponderExcluir
  74. O ateísmo é amoral por excelência.

    Os ateus não têm moral para criticar a moral das religiões.

    ResponderExcluir
  75. como ser racional que é, os ateus nao deveriam temer a morte, se pra eles so vale a razao.
    os animais sim, iracionais que sao deveriam temer a morte, mas o ser humano nao, esse nao deveria temer a morte, pois ele sabe que se morrer acabou ali, sua existencia, nao existe alma, nao existe espirito, só existe ilusao de acordo com a doutrina ateista.
    se Deus nao existe, vale tudo, vale ate tranzar com animais, crianças e etc.
    enfim pra um ateu, a moral é relativa, a religiao nao ajuda em nada, temer a Deus nao ajuda em nada, só atrapalha.
    um ateu quer evidencias da existencia de Deus, mas nao consegue evidencias da nao existencia dele, pois as evidencias estao em toda parte, preferem acreditar em uma teoria.

    ResponderExcluir
  76. "se Deus nao existe, vale tudo, vale ate tranzar com animais, crianças e etc."

    Rapaz, de onde você tira tanta demência,ignorância, ou é má-fé mesmo?

    ResponderExcluir
  77. "como ser racional que é, os ateus nao deveriam temer a morte, se pra eles so vale a razao."

    - "Eu espero que a morte seja o nada, e por remover todos os meus medos possíveis da morte sou muito grato ao ateísmo" - Isaac Asimov. E é isso que penso também sobre a morte.

    "os animais sim, iracionais que sao deveriam temer a morte, mas o ser humano nao, esse nao deveria temer a morte, pois ele sabe que se morrer acabou ali, sua existencia, nao existe alma, nao existe espirito, só existe ilusao de acordo com a doutrina ateista."

    - De acordo com vocês, os animais irracionais não tem alma e não vão ter "vida pós morte". É, acho que eles não tem medo da morte.

    "se Deus nao existe, vale tudo, vale ate tranzar com animais, crianças e etc."

    - Sem comentários... Só para deixar bem claro, cristianismo não tem moralidade. Cristianismo tem reverência a uma autoridade. Isso substitui a moralidade. A prova é são as pessoas ditas cristãs que afirmam que matariam o próprio filho caso o deus deles mandasse, e ainda acharia isso algo bom. Então essa analogia que "se deus não existe, pode tudo" é infantil.

    "enfim pra um ateu, a moral é relativa, a religiao nao ajuda em nada, temer a Deus nao ajuda em nada, só atrapalha."

    - A moral é subjetiva, ela muda com o passar do tempo. Sou eu que decido o que é moral ou não, é a sociedade. E sou mais moral que o deus cristão, diga-se de passagem. E sim, eu me sinto muito atrapalhado pela religião, especialmente o cristianismo. Eles querem impor uma verdade individual para todos, e isso não está certo. São contra o casamento gay, o aborto e as pesquisas de células-tronco porque o livro "sagrado" deles diz isso, isso e isso... e acha que todo mundo deveria pensar o mesmo.

    "um ateu quer evidencias da existencia de Deus, mas nao consegue evidencias da nao existencia dele, pois as evidencias estao em toda parte, preferem acreditar em uma teoria."

    - O ônus da prova está para quem afirma. Não dá para provar a inexistência de qualquer coisa. Você não pode provar que o unicornio cor de rosa invisível não existe, assim como deus.

    Aliás, teoria é algo de suma importância dentro dos campos da ciência. São teorias com suposte evidencial e justificação lógica.

    E qual o suposte evidencial e justificação lógica para seus contos de fadas para adultos?

    ResponderExcluir
  78. Bem, não é possível provar que Ele existe, nem que Ele não existe. Por isso Pondé disse que é monótono discutir isso. Por isso os comentários deste tópico estão tão monótonos e infrutíferos, inclusive o meu!!!

    Francisco Soares

    ResponderExcluir
  79. Infelizmente a ignorância, inerente à mentalidade humana, é extremamente difundida, encorajada e apreciada em nossa "sociedade". Aqui, em nossa republiqueta ilustre, Brasil, discute-se a crença (ou não) em deus; em países árabes, seria, a crença (ou não) em allah - mas nem deve existir isso por lá, pois quem pensasse assim já deve ter ido queimar no mármore do inferno, que por sinal deve ser muito requintado - aliás, como acontecia na noite do cristianismo; na Índia, a crença (ou não) na vaca (!?!) e assim sucessivamente...
    A pretensão e arrogância - sem contar novamente a boa ignorância - são o mote que impulsiona seres humanos, culturalmente autodefinidos cristãos, a pensar que um sistema solar gira em torno de seus próprios umbigos, uma vez que eles detêm a Verdade, em detrimento do vasto pensamento e desenvolvimento filosófico apresentado em outras partes do mundo, que graças ao bom deus, não sentiram a compaixão nefasta da religião de Jesus.
    Obs.: o autor do texto, Sr. Pondé, tem todo o direito a suas falacias (preciosismo que percebi que os leitores adoram utilizar), mas comete uma "gafe" ao enfiar palavras estrageiras em meio a texto produzido para leitores lusófonos; como o próprio escreveu em outro artigo que adorar a Europa é brega e cafono, os mesmo conceitos aplicam-se a meter "who cares" e etc. em texto em português corrente.

    ResponderExcluir
  80. Hoje em dia é cool ser ateu, tá na moda, dá um ar "descolado" né?
    ah...mas não vale ser ateu e nao ser esquerdista...faz parte do pacote...
    Vc é ateu? Entoa amigo, azar o seu...

    ResponderExcluir
  81. "Izaque se você fosse deus o que um sacrificio de uma cabra iria acrescentar em sua vida?"

    E quem disse que Deus pede isso?
    Quem inventou as religiões foram os homens, não Deus!

    DUVIDÉ Ó DÓ QUE SE ALGUM ATEU ESTIVER NUM AVIÃO E ESSE AMEAÇAR CAIR, ELE NÃO VAI TEMER OU ATÉ MSM GRITAR POR DEUS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus supostamente pediu isso aos filhos de Israel. Leia Êxodo, não foi Moisês que mandou fazer.

      E se eu estiver num avião e ele começar a cair, gritar por deus não vai fazer uma mão gigante aparecer e fazer o avião pousar tranquilamente. E só reforçaria a tese de que as pessoas só acreditam em deus na hora de dificuldades, quando não raciocinam muito bem.

      Excluir
  82. Sô, essa falácia do avião caindo? Claro que um ateu vai temer a morte. ele só tem uma vida. E se rezar ou pedir ajuda a Deus ou o que quer que seja, isso prova que existe? Se um ateu pedir ajuda a Iris, Krishna, Thor, quando o avião estiver caindo, isso vai fazer com que eles existam? Se ele gritar merda, a merda vai ajudar ele? Cada uma...
    Quanto a clamar por Deus, bem, dê uma procurada por gravações de caixas-pretas e veja o que os pilotos dizem por último. Nem todos rezam.

    ResponderExcluir
  83. Kika, pode ter certeza que ninguém aqui escolheu ser ateu. Acha que os ateus iriam querer ser "cool" e irem contra amigos, familiares, a maior parte da sociedade só por status? Tornar-se ateu é um processo, para a grande maioria. Óbvio que existem aqueles que revoltam-se com Deus e se declaram ateus. Mas na maior parte, dos que observo, a pessoa passa a questionar, ver contradições e deixa de acreditar.

    ResponderExcluir
  84. De fato deve ser muito "cool" ser ateísta. Você não imagina como me sinto "cool" quando alguém me pergunta se acredito em deus e digo que sou ateísta, especialmente os neopentecostais ignorantes, que me dão um olhar de "dó" e "pena", como se eles soubessem o que é compaixão, são o tipo mais egoísta que conheço, que só pensam em "salvar" a si mesmos, mas infelizmente nada pode salvá-los de suas mentes podres e doentias. Se fosse "fraco" de mente, como eles, me sentiria um lixo, um extraterrestre, um excremento dessa sociedade (cristã) vil e torpe. Geralmente, quem veio a ser ateísta passou por um processo muito árduo, um processo empírico, intrínseco a cada um. No fundo trata-se de querer iludir-se com estorinhas ou enfrentar a realidade da vida. Mas a quem prefere acreditar, dentre outras coisas, que morre porque uma mulher comeu uma maça oferecida por uma víbora, paciência...

    ResponderExcluir
  85. O problema não é, como afirma Pondé, que ateus não possam ser bons, mas sim que, uma vez coerentes, não agem de acordo com um padrão moral objetivo, Deus. É possível? É. Ateus são bons de acordo com os ventos. Podem mudar de atitude e continuarem bons, populares, bem votados, idolatrados de acordo com modismos datados.

    ResponderExcluir
  86. Belief in a cruel God creates a cruel Man. - T. Payne

    ResponderExcluir

Postar um comentário