Cristãos fazem ameaças de morte a ateu no Facebook

Mensagem diz: 'Ateus estúpidos,
que Deus mate todos vocês'
Cristãos ameaçaram de morte e de estupro, entre outras violências, Blair Scott, diretor de comunicação da associação American Atheists, no Facebook da Fox News. As ameaças começaram em 28 de julho, após o ateu ter participado do programa America Live onde defendeu a retirada de uma cruz do memorial do 11 de Setembro, da queda das torres gêmeas de Nova Iorque.

Quando a rede deletou as mensagens, eram mais de 200, mas portais e blogs já tinham publicado algumas reproduções delas, como as acima. Na maioria dos casos, as ameaças foram feitas por pessoas que aparentemente usaram suas fotos e nomes verdadeiros na rede social.

No Brasil, em um caso semelhante, a estudante de direito Mayara Petruso está respondendo à Justiça por ter escrito no Twitter “mate um nordestino afogado” em outubro de 2010, após a apuração das eleições presidenciais. Na época, ela atribuiu aos nordestinos a vitória nas urnas de Dilma Rousseff.

Blair Scott, líder ateu
Blair Scott
A Fox News atraiu tantos comentários virulentos em sua página do Facebook provavelmente porque a rede é a porta-voz da direita americana, o que inclui os cristãos mais conservadores. Algo parecido já tinha ocorrido em relação ao presidente Obama.

Lideranças religiosas afirmaram que os cristãos radicais são uma minoria. Mas Staks Rosch, jornalista que escreve sobre ateísmo no Examiner.com, disse que essa minoria não é tão “minúscula” como tem sido divulgado na imprensa.

“Nos Estados Unidos há muitos cristãos fazendo ameaças horríveis contra ateus”, escreveu.

Com informação do hiper vocal, entre outros sites.





Nos EUA, pastor sugere cadastrar ateus para que sejam rastreados
agosto de 2011