Igor Moraes da Silva, vítima do atirador do Realengo

Igor Moraes da Silva (foto), 13, foi a última vítima (a 12ª) do atirador Wellington Menezes de Oliveira, que mirou suas armas preferencialmente nas meninas -- dez delas foram assassinadas. Igor foi uma das duas exceções.

A família pretendia doar os órgãos do estudante, mas não conseguiu porque o pai não tinha sido localizada para assinar os documentos. Pai e mãe do garoto são divorciados.

O sepultamento do corpo do Igor ocorreu às 17h de sexta-feira (8) no Cemitério Jardim da Saudade.

Dalva de Oliveira, amiga da família e ex-funcionária da creche por onde Igor passou, comentou: "Ele saiu vivo, voltou morto. Acordou às 6h para ir à escola, e não voltou mais. Isso não pode acontecer. Não pode!.” bradou ela.

Seu irmão Eduardo Morais da Silva, 11, estava desconsolado. Disse que vai sentir falta dele "Ele jogava bola comigo."

O IRMÃO - atualização em 10 de abril de 2010

Inês Moraes da Silva esteve neste domingo defronte à Escola Municipal Tasso de Silvera para ver a foto de Igor, seu filho, e precisou do amparo de amigas para se aguentar de pé. Ela está sofrendo as dores da perda de Igor e as da preocupação com o seu filho Eduardo, 11. "Ele também estuda lá, em outra sala", disse. "Chegou em casa desesperado, deitou embaixo da mesa e diz que não quer voltar para a escola."

> Perfil no Orkut de Igor.

Vítimas do atirador da escola do Realengo.

Caso do atirador do Realengo.