Hospital opera pé direito de mulher que tinha fraturado o esquerdo

A costureira Silvany Batista da Silva Santos, 48, procurou na terça-feira (1) o Hospital Maria Auxiliadora, de Goiânia (GO), porque, atropelada na sexta-feira em Senador Canedo por um motoqueiro, estava com o pé esquerdo fraturado.

Quando Silvany saiu da sala de cirurgia, ela e sua família ficaram abaladas: o médico tinha operado o pé direito.

A costureira chegou no hospital de muletas. “Ela entrou [no Maria Auxiliadora] com o pé esquerdo enfaixado. Estava inchado e roxo. Qualquer pessoa conseguiria ver qual pé precisava ser operado”, disse Helena Soares de Oliveira, tia de Silvany.

Silvany se internou trazendo um exame de raios X de um pronto socorro com o diagnóstico da fratura. O hospital é particular, mas atende também pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Ela disse não saber o que de fato ocorreu, porque o médico inicialmente não admitiu ter cometido erro ao tentar uma explicação ao marido dela, mas depois, quando a sua irmã procurou a direção do hospital, ele teria pedido desculpas com a alegação de que “não fez [a cirurgia no pé errado] de propósito”.

Ministério Público e a Promotoria de Defesa do Cidadão estão investigando o caso.

Com informação do UOL.

Hospital de São Paulo opera boca em vez de fimose de menino.
novembro de 2010

Erro médico?     > Posts deste mês.
3 comentários