Suicídio de uma pessoa causa transtornos em outras cinco

Número de suicídio de idosos
tem aumentado nos últimos anos
O suicídio de uma pessoa causa transtornos emocionais em pelo menos outras cinco, geralmente familiares. É o que estima a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria).

No Brasil, na média, 24 pessoas se suicidam por dia, o que dá 9.000 por ano. A taxa por 100 mil habitantes é de 4,5 suicídios, o que não é muito na comparação com países como a Ucrânia e Rússia, onde a incidência passa dos 30.

Ainda assim os suicídios de brasileiros deveriam merecer mais a atenção das autoridades porque a taxa de ocorrência estaria subestimada (há mortes que não são notificadas como suicídios) e nos últimos anos tem avançado o número de casos de idosos acima de 75 anos que se matam e também de jovens de 15 a 29 anos.

A taxa desse tipo de morte de idosos é de 15 a cada 100 mil habitantes. Em todo o mundo tem aumentado a taxa de suicídios nessa faixa etária, inclusive em decorrência da maior longevidade da população.

O que leva os idosos a desistiram da vida – diz Cecília Minayo, da Fundação Oswaldo Cruz – são a associação de fatores como a perda do cônjuge, solidão, doença degenerativas e dolorosas e a percepção de que dá muito trabalho e gastos à família.

Entre os jovens, nos últimos 20 anos houve aumento de 30%. A maior incidência, nesse grupo, registra-se com os rapazes. O suicido já está entre as três principais causas de morte de jovens.

O diagnóstico do psiquiatra Neury José Botega, da Unicamp, para tais índices é que as pessoas sofrem cada vez mais de depressão em decorrência de uma “sociedade menos solidária, mais individualista e com mais competição”.

Com informação do R7.





Tenho vontade de me matar, mas seria cruel para com minha família".
agosto de 2010

O CVV É UM SERVIÇO DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO.