Banco católico alemão investe em ações de empresa de armas

tanque
Um dos tanques produzidos pela BAE Systems
O tradicional banco católico alemão Pax Bank investiu 580 mil euros (R$ 1,5 milhão) em ações de uma empresa britânica de armamentos, a BAE Systems, 160 mil euros (R$ 425 mil) em um fabricante de anticoncepcionais, a americana Wyeth, e 870 mil euros (R$ 2,3 milhões) em empresas de cigarros.

Os clientes do banco são, na maioria, católicos conservadores, sacerdotes, igrejas e instituições de caridade. Trata-se de pessoas e instituições que, por exemplo, acham que o papa está certo ao condenar o uso de anticoncepcionais.

Pois foi com o dinheiro depositado por esse pessoal e essas entidades que o Pax Bank financiou não só a fabricação de anticoncepcionais, mas também, por exemplo, a de tanques, aviões de guerra e armamento em geral.

Em nota oficial, a diretoria do banco se desculpou pelo não cumprimento dos padrões éticos da instituição, os quais, aliás, fazem parte de sua propaganda.

“Vamos corrigir os erros imediatamente, sem consequências negativas para os clientes", disse um representante do banco.

A desculpa do banco ocorreu após a revista alemã Der Spiegel ter revelado a existência dos investimentos. É de se supor, portanto, que, se o negócio não tivesse sido descoberto pela revista, o banco continuaria faturando com as ações de empresas de armas, tabaco e anticoncepcionais -- ações que costumam oferecer as melhores rentabilidades.

Com informação da BBC Brasil

Arcebispo que fundou produtora de filmes pornô leva paróquia à falência
abril de 2011

Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog