Patriarca Kirill diz que guerra será útil para parar o lobby gay ocidental

Líder da Igreja Ortodoxa da Rússia delira ao achar que há uma conspiração gay mundial

FRANCA GIANSOLDATI
Il Messaggero

Kirill descreve um mundo marcado pelo consumo excessivo e aparente liberdade: Na Ucrânia está em curso uma guerra justa — do ponto de vista moral — que serve para proteger a região de Donbass que há anos vem sendo atacada pelas forças do mal, por uma espécie de Anticristo que avança e obscurece os valores cristãos tradicionais. Nos bastidores de tudo isso, move-se, poderoso, o lobby gay. 

O Patriarca de Moscou, Kirill, manifestou no (06-03-2022) — em um discurso público que apareceu no site oficial — essa visão apocalíptica. Por um lado, as forças do mal e, do outro, as forças do bem. Ele observou como no Donbass as pessoas (de maioria de língua russa) rejeitam "os chamados valores daqueles que reivindicam o poder mundial".

Kirill descreve um mundo marcado pelo consumo excessivo e pela aparente liberdade. “O teste é muito simples e ao mesmo tempo aterrorizante: trata-se de um desfile do orgulho gay. O pedido para organizar uma parada do orgulho gay é uma prova de fidelidade àquele mundo tão poderoso; e sabemos que se as pessoas ou os países recusam esses pedidos, não fazem parte daquele mundo, tornam-se alheios a ele”.

O Patriarca de Moscou reforça então a dose e afirma que "para entrar no clube daqueles países é preciso fazer um desfile do orgulho gay (...) Trata-se, pois, de impor com a força o pecado que é condenado pela lei de Deus, o que significa impor com a força a negação de Deus e de sua verdade às pessoas”.

Kirill e Putin: religião
a serviço de um fascínora

A visão maniqueísta do Patriarcado de Moscou está contida em um programa bem específico destinado a salvar um povo da desorientação moral.

“Trata-se da salvação humana, onde a humanidade se encontrará à direita ou à esquerda de Deus Salvador, que vem ao mundo como juiz e criador. Muitos hoje, por fraqueza, insensatez, ignorância, e mais frequentemente porque não querem resistir, vão para o lado esquerdo. E tudo o que tem a ver com a justificação do pecado condenado na Bíblia é a prova da nossa fidelidade ao Senhor, da nossa capacidade de confessar a fé no nosso Salvador”.

Para o patriarca tradicionalmente ligado a Putin, trata-se de uma luta de outro mundo. 

“Se vemos violações da lei moral é claro que nunca toleraremos aqueles que a destroem, eliminando a linha entre santidade e pecado, e especialmente aqueles que defendem o pecado como modelo ou modelo de comportamento humano”. 

Por fim, no discurso, um pequeno trecho é reservado para a paz: "Ao mesmo tempo, devemos rezar para que a paz chegue o mais rápido possível, para que o sangue de nossos irmãos pare de ser derramado, para que o Senhor dê sua graça à terra de Donbass, que há oito anos carrega a dolorosa marca do pecado e do ódio humano”.


Arcebispo ucraniano pede à Igreja da Rússia que retire corpos de soldados 


Líder 'pobre' da igreja russa tem relógio de R$ 56,4 mil


Comentários

  1. Como sempre gays, LBTs e gênero em geral, sempre altamente hostilizados. Pela obseção em ser contra, especificamente citando gays, parece coisa de mal resolvido...
    A "lógica de valores" da maioria crédula. Mas honestidade, assassinatos (vide a própria guerra e gente inocente), respeito* e inúmeros de bom senso, nadadicas. O importante são esquisitices e até intolerância.
    * Quando há, só se for cis-hétero, mulher inferiorizada e que sigam os valores religiosos que pregam.
    .
    Sim, querem paz, na lógica de mera ausência de guerra. E fazem enorme esforço altamente eficaz em rezar para que a paz logo chegue... Se fé demais, e todos eles juntos, onde abunda fé demais, capaz de Deus até reroagir na paz, voltando no tempo e a guerra nem houve. Volodimir Zelensky e outros líderes do Estado Ucraniano, a maioria do povo, cederam seu país à Federação Russa.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo3/09/2022

    A culpa agora é dos gays, kkkk, parece o governo Bozo querendo achar culpados, ou coloca tudo nas costas dos gays ou do PT, KKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte