Igreja do Canadá desiste de expulsar pastora que não acredita em Deus

A Igreja Unida do Canadá diz ter feito um acordo com a pastora Gretta Vosper (foto) e, por isso, desistirá da intenção de expulsá-la de uma igreja de Toronto por ela pregar que Deus não existe.

Os termos do acordo são confidenciais, não se sabendo, portanto, em que Vosper cedeu para permanecer na congregação.

Vosper afirma que
 não precisa acreditar
 em Deus para pregar
 o amor ao próximo

À imprensa, Vosper disse que agora “nós [ela e seus seguidores] sairemos de baixo daquela nuvem pesada e seremos capazes de realmente voar”.

A Igreja pretendia expulsar a pastora após uma audiência de sua cúpula que seria realizada no final de novembro de 2018.

A audiência vinha sendo chamada por seguidores de Vosper e pela imprensa de “o julgamento de heresia”, evocando os tribunais da Santa Inquisição da Igreja Católica.

Vosper é uma ateia convicta.

Em suas pregações diz que não acredita em nenhum ser sobrenatural e que, por isso, Jesus não pode ser filho de deus algum. Afirma que a crença em Deus é origem de muita coisa ruim, como atentados terroristas.

Mas isso, acrescenta ela, não impede a pregação do amor ao próximo e dos valores ditos cristãos.

Há seguidores da Igreja que ficaram descontentes com a decisão, mas a cúpula dirigente deve ter avaliado que vai se beneficiar da imagem de ser tolerante, podendo, inclusive, atrair “fiéis” incrédulos.

Vosper tinha dito que, se fosse expulsa, abriria a sua própria igreja.

Com informação do site Sudbury e de outras fontes e imagem capturada de vídeo do Youtube.



Aviso de novo post por e-mail

Americano que foi pastor por 25 anos agora prega a descrença

Pastor americano de surdos anuncia em vídeo que se tornou ateu

Humanos se acasalaram com neandertais há 100 mil anos




Jornalista ex-crente conta em livro como se tornou ateu


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site