Blitzes de evangélicos impõem uma sharia aos brasileiros


Integrante da polícia da religião

A sharia são leis que, com base no Corão, impõem regras de comportamento moral a muçulmanos.

No Brasil, militantes evangélicos, sob a inspiração da Bíblia, estão impondo sua sharia à sociedade.

Contra o que julgam ser ofensa à Bíblia, eles têm realizado blitzes, como se compusessem uma polícia religiosa, a exemplo do existe em países islâmicos.

Os fatos recentes são estes:

Um evangélico do MBL (Movimento Brasil Livre) fez uma blitz em uma exposição de arte “profana” em Porto Alegre e conseguiu fechá-la.


No Mato Grosso do Sul, deputados cristãos convenceram a Polícia Civil a apreender um quadro sob a acusação de que ele promove a pedofilia, embora tal obra de Alessandra Cunha Ropre seja um libelo contra o abuso sexual de crianças.

Em Jundiaí (SP), um juiz cancelou liminarmente a peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” a pedido de fundamentalistas cristãos porque, para eles, Jesus não pode ser representado por um transexual e mostrado como tal. A peça já tinha sido apresentada em outras cidades.

No Rio, traficantes evangélicos [um deles na foto acima] atacam terreiros de umbanda e candomblé, destruindo “imagens de Satanás”.

Nesse caso, a intolerância religiosa é acompanhada por ameaça à integridade física de quem não professa a mesma religião.

A imposição da sharia evangélica não está se dando de um dia para outro.

Trata-se de um processo complexo que ocorre há anos, em um crescendo.

Entre outras coisas, esse processo envolve um empobrecimento cultural, um retrocesso no respeito aos direitos humanos, a pregação de ódio por pastores, o recrudescimento do fanatismo religioso e o descaso das autoridades para com o Estado laico.




Polícia indicia cinco suspeitos de integrar milícia evangélica

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Igreja de 221 anos fecha nos EUA por falta de fiéis; avanço da secularização