Jordaniano acusado de zombar do Islã é assassinado

Maomé pede que Deus traga vinho
Um homem matou hoje (25) na Jordânia com três tiros o escritor e chargista jordaniano Nahed Hattar (56), que é cristão.

O assassinato ocorreu quando Hattar saía de um tribunal em Amã.

Ele respondia a processo por ter publicado no Facebook a caricatura acima considerada ofensiva ao Islã.

A polícia prendeu o assassino. Trata-se de um pregador de 39 anos do Islã.

Com informação das agências

Como é possível o Islã ser da paz se o Corão incita a violência?"



Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato