Deputado evangélico quer que Deus seja obrigatório no real

 Evangélico quer impedir que o Ministério
Público obtenha a extinção da frase
por Iolando Lourenço e Aécio Amado,
da Agência Brasil

A expressão “Deus Seja Louvado” impressa nas cédulas de real poderá se tornar obrigatória. Tramita na Câmara projeto de lei de autoria do deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) que torna obrigatória a frase na cédula, que atualmente consta nas cédulas, mas não é obrigatória. Eduardo da Fonte quer impedir que a expressão seja retirada como solicitou a Procuradoria-Geral da República em São Paulo.

O projeto inclui no Artigo 1º da Lei 9.069/95, que dispõe sobre o Plano Real, o seguinte parágrafo: “As cédulas de real terão impressas a frase 'Deus Seja Louvado'. A proposta tramita em caráter conclusivo nas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça. Se aprovado pelas comissões será encaminhado à apreciação do Senado.

A Procuradoria da República no Estado de São Paulo requereu judicialmente que as cédulas de real começassem a ser impressas sem a frase, sob a justificativa de ausência de lei autorizativa e de que o Estado brasileiro é laico e deve se desvincular de manifestações religiosas. Além disso, segundo o órgão, a expressão privilegiaria uma religião em detrimento das outras.

“A expressão 'Deus seja louvado' respeita a tradição cultural de nosso povo e não faz proselitismo de nenhuma agremiação religiosa. O respeito e o culto a um Ser supremo, que representa a divindade, está presente em todas as religiões. Vivemos em um mundo conturbado e precisamos cada vez mais ter gratidão ao Ser supremo que comanda nossas vidas. Não se pode perder o elo com a divindade em que cada um acredita”, disse o deputado.

Dias sofre ameaça de morte por pedir retirada de Deus do real
novembro de 2012





Religião no Estado laico

Comentários

  1. Muito legal esse argumento...
    "Deus seja louvado" pode se referir a qualquer divindade. Apesar, é claro, que apenas Jeová seja chamado apenas de "Deus" hoje em dia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que eu saiba, "Deus" não é uma palavra guarani, nem iorubá, nem gê, nem quíchua. Assim esse deus não se refere a todas as religiões. O budismo, o jainismo e o confucionismo não têm deus. E aí?

      Excluir
    2. E quanto as pessoas que nao tem um deus? Eles tambem nao tem direito de serem respeitados?
      E as pessoas de religioes as quais tem mais de um deus?
      Tirem esta merda desta frase e ta acabado meu!

      Porra, tanta conversa pra decidir uma coisa tao estupida.
      Ninguem precisa de deus, precisam de educacao e mais trabalho duro.
      Muita vadiagem neste Brasil.

      Excluir
    3. A liberdade dos outros não é um direito respeitado por Deus. Ao permitimos que entidades religiosas nos digam como devemos viver, hipotecamos a nossa liberdade.

      A teocracia como imposição da fé não é mais do que ditadura, é obediência e submissão ao ferro arbítrio preconceituoso.

      Excluir
    4. しえんごじよじよ

      Concordo completamente com seu comentário. Já estão debatendo isso a muito tempo, considerando que é algo tão simples. De duas uma: tirem a frase, ou colocando outra sem indicar uma única crença (algo que valha para qualquer crença, ou falta dela).

      Politicagem e burocracia no Brasil é terrível. Esse tempo todo nisso, e ainda não resolveram. Isso é assunto para ser discutido em 10 minutos, não 10 meses!

      Ou tirem essa frase, ou coloquem uma outra frase mais genérica e menos tendenciosa para o cristianismo. Simples!

      Excluir
  2. bando de débil mental , um ser supremo comanda a vida kakaka, esse ser supremo que faz leões despedaçar outros animais com brutal violência, que vê gente morrendo de fome e não faz nada , pqp pra quem sabe a dimensão do universo não deveria ser difícil para um"ser supremo" fazer algo pra acabar com isto. Mais tem que escrever isto no dinheiro , mesmo a constituição da nossa república dizer que somos uma nação sem religião, o povo pode ter mais o estado permanece neutro simples assim..

    Como eu iria adorar participar destes debates eu iria destruir esses religiosos doentes mentais , eu iria deixar eles todos desmoralizados.

    ResponderExcluir
  3. Engraçado esse povo é doente mesmo , eles dizem ser seguidor de um ser que morreu pelos "pecados" deles e portanto hoje eles dizem viver de uma tal graça celestial, mais eles não tem um pingo de dó de quem não pensa igual a eles, por exemplo os homossexuais.. E eles que adoram versiculos fora de contexto , o que significa daí a césar o que é de césar e daí a deus o que é de deus. Imagina se fosse hoje e judas pagasse com 3 notas de dez reais aonde estava escrito deus seja louvado e que foi escrito por uma lei de um cidadão crente.hahaha

    Sem contar que tudo isto não passa de lenda , uns dizem que judas se suicidou , outros dizem que ele se arrebentou pelo meio kakakaka

    ResponderExcluir
  4. Estado laico no Brasil é uma simples sugestão, cumprir que é bom, nada!

    ResponderExcluir
  5. "O respeito e o culto a um Ser supremo, que representa a divindade, está presente em todas as religiões."

    Desculpa esfarrapada. Se esquece que nem toda religião é monoteísta.

    ResponderExcluir
  6. Se mais ninguém faz nada, então os teocratas vão lá e fazem o que bem querem mesmo. Pelo menos eles têm uma coisa que nós não temos: ATITUDE.

    ResponderExcluir
  7. Gente.
    Olhem isso...
    http://www.youtube.com/watch?v=J9meNiVHI78

    ResponderExcluir
  8. E precisa comentar? Infelizmente não precisa nem ser alfabetizado para virar deputado.

    ResponderExcluir
  9. A bancada evangélica como sempre inútil, imprestável e cara ao pais! Legislar para a melhoria da vida das pessoas essa bancada nunca fez! Alias pq um pais laico tem uma bancada evangélica?

    ResponderExcluir
  10. Já to vendo a galera riscando as notas em protesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pensei em fazer isso, não fiz porque me parece um protesto meio bobo, perda de tempo, mas se essa lei passar, vou começar a riscar todas as notas que passarem na minha mão. Leis claramente inconstitucionais como essa deviam ser barradas imediatamente e quem propôs deveria ser punido exemplarmente. Quem não conhece a Constituição Federal não deveria ter direito de legislar.

      Excluir
    2. "Quem não conhece a Constituição Federal não deveria ter direito de legislar." [2]

      Excluir
    3. "A Bíblia está acima da Constituição." - Magno Malta, senador da República Federativa do Brasil

      Excluir
  11. Eu acredito que o Ser Supremo é um assassino covarde de criancinhas egipcias;
    Eu acredito que o Ser Supremo gosta de matar;
    Eu acredito que o Ser Supremo é uma criação de seres inferiores;
    Eu acredito que o Ser Supremo está destruindo a Religião, porque esta é sua natureza: Destruir.

    A referência a Deus nas notas do Real torna o dinheiro mais limpo e torna Deus mais sujo.

    ResponderExcluir
  12. Inconstitucionalidade berrante. Mas tem seu lado bom o Projeto: vai ser julgado diretamente no STF, que é bem menos suscetível a interpretações teratológicas!

    ResponderExcluir
  13. "...precisamos cada vez mais ter gratidão ao Ser supremo que comanda nossas vidas."

    PRECISAMOS?
    SER SUPREMO??
    QUE COMANDA NOSSAS VIDAS???

    Isso que é a tal liberdade religiosa que prega a Constituição? O estado nos dizendo que "precisamos" agradecer a um "ser superior" imaginário e que o mesmo estaria no comando de nossas vidas?

    Estou vendo bem quem é que está, efetivamente, se metendo a comandar as nossas vidas! Já não bastasse o comando da vida das ovelhas, agora estes religiosos querem comandar nossas vidas em nome de um "ser superior" que eles dizem que temos o DEVER de acreditar!

    Se isso não é teocracia, não sei mais o que é.

    ResponderExcluir
  14. A palavra *laico* é um adjetivo que significa uma atitude crítica e separadora da interferência da religião.

    Mas aparentemente isso nunca existiu por aqui, e vai desaparecer.

    Democracia não trata somente de fazer a vontade da maioria, mas tambem de guarantir a igualdade de direitos.

    ResponderExcluir
  15. Hoje no dinheiro; amanhã na bandeira, no hino...teocracia em pequenos passos, mas chegando!


    Parte 2:


    Em todo esse tempo de cristianismo, o ser humano foi vítima da própria violência das igrejas, da ganância das mesmas, dos seus maus-tratos e toda sorte de abuso de poder. Em todo esse tempo as igrejas impuseram a Bíblia, seus dogmas, suas frases, seus hinos, seus rituais. Nada funcionou para que o ser humano se tornasse mais digno, mais responsável, mais bondoso, mais amável. Não, nada disso! A mudança veio sim, e ainda está se processando; mas veio através do iluminismo e da ciência. Só com o advento do iluminismo e do desenvolvimento da ciência é que apareceram conceitos que puderam levar o ser humano a um nível mais digno. Foi a partir do iluminismo que as monarquias ruíram, que revoluções deram uma nova face ao mundo (Revolução Francesa, Independência Americana, etc.), que os direitos humanos foram promulgados universalmente, que grandes avanços foram feitos na ciência. Lembremos que o auge do poder das igrejas e da monarquia é conhecido como 'Idade das Trevas'. Sim, 'Louvado seja Deus' remete a todo esse período anterior, e nos mostra que de nada adianta a imposição de crenças, de poder, de ideologia. Enquanto os seres humanos seguirem esse 'deus' que por um lado acaricia (diz que é da paz, do amor, da justiça), e por outro age completamente ao contrário (ordena perseguir os que lhe são contra, condena os 'infiéis' ao inferno eterno, e promove todo tipo de discriminações), o ser humano jamais terá paz. Não são meras três palavras que irão mudar o rumo do país e nem das pessoas, pois se assim fosse, os 'religiosos' que vivem constantemente orando/rezando não cometeriam tantos absurdos: corrupção, pedofilia, traições conjugais, calúnias, etc.

    Vale ainda lembrar que outras religiões não se manifestaram a favor de tal expressão na notas de real. Por quê!? Porque essa expressão é claramente de cunho cristão, e o deputado pernambucano age de má-fé ao dizer que a expressão vale para todas as religiões. Ou seja, está usando de falácia para sutilmente convencer da 'necessidade' de tal expressão. Tal expressão tem unicamente a intenção de tornar o Estado mais influenciado pelo cristianismo, bem como incutir nos desavisados o poder da mesma, sua influência, sua exclusividade em relação às outras. Que aconteceria se tal questão fosse colocada em plebiscito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje no dinheiro; amanhã na bandeira, no hino...teocracia em pequenos passos, mas chegando!

      Parte 1:

      Qual a relação da expressão 'Deus seja louvado' na notas de reais e o comunismo? Ambos querem transformar as pessoas através de uma ilusão, fantasia, utopia. O comunismo pretendia transformar o mundo através da imposição da negação de 'deus', da igualdade entre as pessoas, da estatização de todos os meios de produção; os envolvidos nesse projeto, cristãos católicos ou evangélicos, pretendem transformar o mundo através da imposição da aceitação de 'deus', da desigualdade entre as pessoas (sim, o cristianismo vê o poder na Terra como sendo um reflexo do que existe nos Céus, ou seja, os poderosos na Terra são 'escolhidos' por 'deus' para representá-lo; daí que esse pensamento cristão deu origem modernamente ao que conhecemos por 'Teologia da Prosperidade'), da privatização de todos os meios de produção (os cristãos veem essa aristocracia de 'escolhidos por deus' como os verdadeiros líderes e senhores na Terra; daí que a igreja sempre teve a tendência de se unir com o poder das monarquias antigas. Afinal, os reis, imperadores, césares eram/são considerados 'deuses' ou linhagens de 'deuses' na Terra). Evidentemente, ambos estão errados: o comunismo faliu totalmente, e hoje sobrevive apenas na Coreia do Norte (será mesmo!? Tenho minhas dúvidas); e o cristianismo está perdendo cada vez mais fiéis e poder, bem como as monarquias praticamente desapareceram e seus remanescentes tem apenas um quê de tradição.

      Após mais de dois mil anos de cristianismo, não vimos mudanças na maneira dos seres humanos procederem baseado em religião. Ao contrário, por causa da religião (principalmente as abraâmicas) os seres humanos mataram uns aos outros aos milhões. No auge do poder da igreja em conjunto com o Estado, o povo era totalmente submisso e sofria toda sorte de injustiça perante o podre da igreja e das monarquias. Por exemplo, tudo nas terras de um nobre pertencia a ele: desde a água, a caça, as plantas, até chegando ao cúmulo das própria mulheres (muitas eram estupradas pelos nobres ou 'convidadas' a dormirem com eles quando bem pretendiam). Um camponês podia morrer caso fosse pego com alguma caça não autorizada, mesmo que a sua família estivesse passando fome.

      Excluir
  16. Hoje no dinheiro; amanhã na bandeira, no hino...teocracia em pequenos passos, mas chegando!

    Parte 3:

    Se outras religiões pudessem colocar uma inscrição nas notas do real seria:

    islâmicos: 'ALLÁ SEJA LOUVADO';

    budistas: 'BUDA SEJA LOUVADO';

    hinduístas: 'BRAHMA SEJA LOUVADO';

    satanistas: 'SATAN SEJA LOUVADO';

    Se a maioria dos religiosos não fossem hipócritas e: 'MAMOM SEJA LOUVADO';

    praticantes de candomblé: 'OLORUM SEJA LOUVADO';

    umbandistas: 'OLORUM/OXALÁ/ZAMBI SEJA LOUVADO';

    cientologistas: 'A TOTALIDADE DE TUDO SEJA LOUVADA';

    alguns brasileiros de origem indíge: 'Tupã SEJA LOUVADO';

    judeus: 'HASHEM SEJA LOUVADO'.

    Como vemos, 'Deus' é exclusivo dos cristãos. E ponto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. faltou os ateus também...a frase ..Deus não existe

      Excluir
    2. Eu pensei em incluir os ateus, sim, colocando alguma frase em, relação aos mesmos. Mas aí ficaria sem sentido porque ateísmo não é, a princípio, religião, e eu havia dito que 'se outra religiões pudessem colocar uma inscrição nas notas de real seria'. Logo, ficaria sem lógica colocar os ateus. De qualquer forma, sua frase ficou bem colocada. E eu poderia mudar o que disse para 'Se outros grupos, religiosos ou não, pudessem colocar uma inscrição nas notas de real seria'. Pronto, agora sua frase pode ser incluída sem problemas. Valeu!

      Excluir
    3. Esqueceu a frase dos Agnósticos, "Não tô nem aí se Deus existe ou não", eheh.

      Excluir
    4. Agnósticos incluídos também. Valeu!

      Excluir
  17. Esses evanjegues nao tomam jeito mesmo

    ResponderExcluir
  18. O raciocínio do deputado é de uma coerência incrível: o mundo tá uma zona e devemos ter gratidão pelo deus filha da puta responsável por guiar nossas vidas...

    ResponderExcluir
  19. “Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.” – 1 Timóteo 6:7-11

    Deus seja louvado não por esta frase no dinheiro , mais seja louvado pelas verdadeiras conversões e pelos bons frutos dos convertidos. Esses gospel estão envergonhando o evangelho.
    Jesus disse , eis que vem o príncipe deste mundo e ele não tem nada a ver comigo, veja bem o príncipe deste mundo não tem nada a ver com Jesus.

    ResponderExcluir
  20. Tanto faz! Com "Deus seja louvado" ou não estando no Real, não vai me deixar mais rico ou não... e acredito que também seja o caso da sociedade brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vir até aqui comentar a sua indiferença sobre a questão o deixou mais rico ou não? Então se manca, zé apático!

      É por causa de gente "politicamente neutra" feito o senhor, que os teocratas estão pintando e bordando na administração pública deste país!

      O senhor é uma VERGONHA!

      Excluir
    2. De fato, sou muito indiferente sobre esta questão. Mas em relação aos fundamentalistas, tem muita gente daqui do site que sabe como eu sou crítico, e o meu posicionamento é totalmente radicalmente contra.

      Será que o Estado se tornará mais laico com a retirada de "Deus seja louvado"?

      Me convença, não me ataque.

      Excluir
  21. Esses caras adoram mesmo limpar a bunda em cima do Estado Laico.

    Na realidade, esses deputados evangélicos são uns inúteis, passam todo o mandato deles fazendo projetos de lei estúpidos como esse, que insultam nossa inteligência.

    ResponderExcluir
  22. Pior é da desculpinha que ele deu:

    "A expressão 'Deus seja louvado' respeita a tradição cultural de nosso povo e não faz proselitismo de nenhuma agremiação religiosa."

    - Ele só esquece que esse povo engloba diferentes classes sociais, raças, religiões e por aí vai. Ele só tá se referindo ao povo DELE. E a frase que ele tanto defende se refere apenas à religião DELE. É papo furado que o "Deus" da frase pode ser qualquer um, sendo apenas que o deus judaico-cristão é chamado de "Deus" atualmente.

    "O respeito e o culto a um Ser supremo, que representa a divindade, está presente em todas as religiões."

    - Todas não.

    Vivemos em um mundo conturbado e precisamos cada vez mais ter gratidão ao Ser supremo que comanda nossas vidas.

    - Lá vem a apelação pro emocional. Prove que um "ser supremo" que vive nos céus olha e comanda a vida de 7 bilhões de pessoas. E já que ele comanda nossas vidas como diz, se uma folha não cai da árvore se ele não quiser, então livre-arbítrio não existe.

    "Não se pode perder o elo com a divindade em que cada um acredita".

    - Eu não acredito em nenhuma divindade, não tenho elo nenhum com seu deus ou qualquer figura mitólogica de "ser supremo". Agora, quer dizer que o seu elo com sua divindade é uma mísera frase numa cédula de Real? Ri-dí-cu-lo.

    ResponderExcluir
  23. Ainda defendo um "inclua sua frase aqui: _________" nas cédulas.

    ResponderExcluir
  24. Maldito seja o Sarney por ter colocado essa frase no dinheiro, antes estavamos livres dessas polemicas inuteis. Ele deveria ter sido impedido naquela época (1988), mas os políticos de então nada fizeram.

    ResponderExcluir
  25. Já que é por motivo cultural "Deuses sejam louvados" fica bem melhor

    ResponderExcluir
  26. Deputado imbecil legislando em causa própria - e recebendo dinheiro público para isso. Um energúmeno que acha que foi eleito para legislar para a maioria ao invés de pelo todo. É, também, arrogante a ponto de achar que a visão dele e dessa tal 'maioria' é que deve prevalecer, como se fosse a correta e ninguém tivesse opinião diferente. Esse, sim, é tremendo desocupado: ao invés de ficar afrontando a laicidade do Estado, devia estar apresentando projetos para educação, saúde, infraestrutura, ambiente, etc. Vou procurar o email desse cara e vou lhe dizer umas boas.

    Ruggero

    ResponderExcluir
  27. Vou me rebaixar aos crentelhos por um minuto comentar a mesma coisa que eles comentaram sobre o procurador:
    "Esse deputado não tem mais o que fazer não?"

    ResponderExcluir
  28. Acho que a frase deve ser mantida. Dê a Cesar oque é de Cesar. No final, o dinheiro vai pra "Deus" ou pro bolso dos políticos. Ele merece o nome dele num lugar tão sujo.

    ResponderExcluir
  29. Cadê a Rachel Sheherazade e José Sarney para dizer publicamente que isso “é falta do que fazer” para o Deputado?

    ResponderExcluir
  30. Vou ser bem sucinto: esse deputado é RETARDADO.

    ResponderExcluir
  31. Caro Deputado «Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.» (Mateus 22:21). Tanta gente aqui no Nordeste na miséria devido a seca, a violência e as drogas assolam o pais e é essa a sua proposta?

    ResponderExcluir
  32. Ao invés de Deus seja louvado, deveria ser "que não seja roubado" sobretudo pelos políticos. Essa cambada de pastores evangélicos é muita chata e perniciosa. São hipócritas, não praticam o que pregam e usam o nome de Jesus para extorquir dinheiro dos fiéis e angariar votos. São us fariseus. Uns nojentos. Breve teremos um presidente pastor e 10% (dízimo) do orçamento da União será destinado à sua igreja.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site