Jovem em retiro acorda e encontra pastor em sua cama

Garoto levou um susto ao acordar
sendo molestado pelo religioso
Na madrugada de domingo (15), um jovem de 17 anos que estava em um retiro espiritual em Itapecerica da Serra (SP), no sítio Jardim do Éden, acordou assustado: o pastor estava em sua cama, fazendo sexo oral.

Sábado tinha sido um dia de muitas atividades recreativas no retiro. À noite, depois do jantar, o pastor de 63 anos orou, leu a Bíblia e falou da importância de se ter boa conduta moral. De madrugada, ele entrou no quarto onde dormiam alguns jovens, mexeu no cobertor de um deles, de 10 anos, e acabou se aconchegando na cama do rapaz.

O pastor celebra cultos na periferia de Itapecerica da Serra, cidade de 156 mil habitantes que fica a 33 km de São Paulo. Não foram revelados o nome dele e o da denominação à qual está ligado.

Ele acostumava alugar o sítio em finais de semana para transformá-lo em “retiro espiritual” de crianças e adolescentes, filhos de fiéis.

A PM prendeu o pastor em flagrante por estupro de menor. Ele foi transferido para o Centro de Detenção Provisória de Itapecerica. Há suspeita de que tenha abusado de mais jovens.





Com informação da Folha de S.Paulo.

Pastor que impedia maquiagem em fiéis é condenado por estupro
janeiro de 2012

Casos de pastor pedófilo.


Comentários

  1. Qual é a ligação dessa galera com pedofilia? Algum cientista deveria estudar isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que o celibato possa causar esse tipo de desvio, entre outros, mas como o sujeito é pastor fica livre dessa acusação. Em todo caso, padre ou pastor, o principal é o seguinte, não é o sacerdote que de repente se torna um pedófilo, mas sim o pedófilo que se torna sacerdote. Mesmo que pra isso ele tenha que passar alguns anos numa escola de teologia, almejando um dia ocupar aquela posição que vai lhe dar acesso livre ao objeto da sua tara, crianças. O mesmo vale para professores, médicos, babysitters, etc...

      Não que eu esteja tentando livrar a cara da religião, sou ateu e eventualmente milito em favor da causa, mas o que entendo por "causa" não é a mera existência ou inexistência de Deus (isso qualquer pré-adolescente que não tenha sido exposto a lavagem cerebral é capaz de responder). Acho que o mais importante dessa história é sempre passar as coisas pelo crivo da lógica e jamais aceitar cegamente a autoridade de qualquer instituição que seja, é exatamente esse comportamento que permite as pessoas exporem seus filhos a situações de risco como essa.

      Aliás, nada disso é mistério e tem sido estudado há décadas pela psicologia, sociologia, biologia... porque essas informações não são mais difundidas é outra história. Meu palpite é que as pessoas que poderiam fazer isso não estão interessadas em (in)formar um povo que não se submeta a autoridade sem que a recompensa valha o sacrifício.

      Excluir
    2. "Repito, briguinha contra homossexuais é coisa de alguns religiosos que podem ser heteros ou homossexuais reprimindo seus desejos."....http://estudantefilosofia.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. "Pastor" subentende igreja evangélica, igrejas evangélicos não cultuam o celibato, logo, isso não serve como justificativa neste caso.

      Excluir
    4. e simples

      e nada tem a ver com celibato

      Pedofilia é psicopatia.

      só psicopatas são pedófilos e estupradores
      psicopatas são tbm os que enganam, manipulam, dominam... tudo com o ar mais afável possível...

      os psicopatas tem o poder de envolver suas vítimas sendo sempre muito gentil, agradável, simpático...

      deu pra relacionar agora?

      Excluir
    5. "só psicopatas são pedófilos e estupradores"

      Tal afirmação tem base na Psiquiatria?

      Se tem, por gentileza, poderias citar textos de livros psiquiátricos que afirmem isso claramente?

      Excluir
  2. Foi só mais um caso isolado. Ele não era um cristão de verdade. É culpa dos gayzistas. Etc...

    E, uma pequena correção, Paulo Lopes. Na parte sobre o nome dele não ter sido revelado, houve um erro de digitação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mais um caso, infelizmente, cada vez mais comum entre esse meio isso sim.

      Excluir
    2. ou seja, a velha falácia do verdadeiro escocês.

      Excluir
    3. Penso que para os pedófilos é mais confortável estarem protegidos por estes sistemas de crença, principalmente quando a doutrina destes permite que estes acontecimentos permaneçam obscuros dentro da comunidade religiosa em questão.

      Excluir
    4. O acontecimento está tão obscuro que todos estão lendo sobre ele e outros casos...estranho isso. Que obscuridade é essa não é mesmo?
      O cristianismo não aprova isso, e tal ocorrência não desmoraliza a "doutrina" cristã.

      Excluir
    5. Creio que a obscuridade não é sobre o caso (+1) que veio a público, mas sim em relação aos milhares de outros que ainda são mantidos nas catacumbas sinistras do onipoder religioso. Ou você é daquelas que acham que está tudo "zerado" e que estes são apenas casos novos, isolados? Esse caldo aí nem engrossou ainda. Aguarde que você vai ver.

      Excluir
    6. Jéssica,

      Na verdade, esses casos de pedofilia nas igrejas - sejam elas católicas ou evangélicas - desmoraliza bastante o cristianismo.

      Excluir
    7. Como assim a culpa é dos "gayzistas"? A culpa é dele mesmo... palhaçada

      Excluir
    8. Acho que deve ser feita uma fiscalização séria não só nessas igrejas, como em todas as outras áreas que lidam com crianças. Sou pai de um menino muito inteligente, e desde cedo, o preveni contra os pedófilos. Havia um homem adulto de mais ou menos uns trinta anos, que sempre vinha a Recife, passar férias e carnaval, e visitava a confeitaria de meu irmão, onde meu filho menor trabalhava. Ele agradava o garoto, então com 12 anos, e o meu próprio filho perguntou na lata, a ele, olho na cara: você é pedófilo? Ele riu, fez graça, piada, e saiu-se muito bem, não ficou de modo nenhum sem jeito. Porém nunca mais voltou. E o cara era "religioso", sempre vinha com papo de Bíblia, conversava sobre estas coisas com meu irmão, etc.
      Meu filho cresceu imunizado contra esse tipo de ataques, e talvez isso abortou seu maior sonho. Desde pequeno um ótimo atacante no futebol, fazendo gols adoidado, nunca conseguiu ser escalado pra time nenhum. Chegou ao cúmulo de querer jogar pelo Náutico, sendo um Sport doente, mas também embora fizesse todos os gols, olheiros e treinadores do alvirubro não o quiseram. Decepcionado, eu disse:"é meu filho, isso é porque eu não tenho uma mulher gostosa pra dar pra eles, como devem ser as mães desses outros..." Ele revelou-me então algo:"Não é isso não , pai, eles querem é outra coisa". E eu o tirei, a pedido dele, do futebol. Tenho certeza que esse tipo de gente "capta" quem pode e quem não pode atacar, e têm medo dos que não deixam, porque são os que potencialmente poderão no futuro lhe denunciar. Por isso não escalaram e nem nunca irão escalar meu filho. Perguntei ao meu cunhado que é psicólogo e ele disse ser verdade, já ouviu relatos de meninos e rapazes abusados até pelos pais. Eu perguntei se isso confirmava minha hipótese que hoje o mundo é dominado por gays, ele respondeu: pedofilia é atração por crianças, e não discriminam sexo; pedófilo é diferente de gay. Se fosse um lugar de concentração de meninas, eles atacariam as meninas. E é comum pedófilos corromperem meninas e meninos, como esses pastores e padres; apenas por restrição aos meninos, é que acontece no futebol.

      Excluir
    9. Anonimo,concordo com o que disseste.Já me aconteceu uma situação parecida,mas como sempre minha mãe me dizia para não confiar em desconhecidos,sempre desconfiei.
      Sempre me pareceu que nunca aconteceria comigo uma situação dessas,não cheguei a ser violada,graças a educação que minha mãe me deu,mas por duas vezes fui assediada sexualmente,uma aos 16 anos e outras há poucos meses,já com 17 e devo dizer que me senti muito mal,nojenta,imunda de ser considerada atraente para aqueles tarados,tive vontade de arrancar a minha pele de tão doentia que me sentia.E apesar de eu não ser cristã,essas situações ocorreram perto da minha escola,na mesma rua,nem a 20 metros do portão e outra num centro de estudo em que ia,o que me fez chegar a conclusão que tarados estão em todo o lado,eles tentam se misturar em meios que hajam crianças e seduzir elas com bons modos,mas felizmente,apesar de ser quase considerada adulta,eu notei os sinais,mas tive de aprender as custas da primeira experiencia,mas notei e evitei de ficar pior e esses homens desapareceram,nem no centro de estudo onde andava,depois do ocorrido,encontraram informações verdadeiras dele na candidatura dele.

      Excluir
    10. O pastor é sonambulo, ele pensou que aquilo era um microfone, estava pregando.

      Excluir
  3. a minha teoria é que quem é gay reprimido vira crente fervoroso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com essa teoria !!!

      Excluir
    2. Creio que não seja necessariamente coisa de gay reprimido, mas sim que seja algo mais genérico, de pessoas sexualmente reprimidas, independentemente de serem ou não gays. Isso porque também há caso de meninas molestadas por religiosos homens e de meninos e meninas molestados por mulheres religiosas.

      Excluir
    3. Concordo plenamente com a teoria de que todo crente fervoroso é um gay reprimido. Só não entendi se pastor deitou-se na cama do garoto de dez ou do de dezessete anos? Se deitou na do de 10 como poderia praticar sexo oral no de 17?
      Sr Paulo Lopes é se detendo na cama do rapaz ou se deitando na cama do rapaz? Fiquei meio sem entender, mas se foi assim, o pastor é mui hábil, viu?

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Anônimo (17 de julho de 2012 16:12)

      O que deu a entender no texto do Paulo Lopes é que o pastor mexeu nas cobertas de um garoto de 10 anos e depois foi para a cama do garoto de 17 para fazer o sexo oral.

      Excluir
    6. Corroborando que os pedófilos são gays. Sem mais. Há pedófilos heteros e homos. Mas a maioria dos casos são de homos. O pior, e mais lamentável é que as crianças molestadas tende a fazer isso no futuro. Oxalá que não.

      Excluir
    7. Corrigindo pela 1.000ª vez, a maioria dos pedófilos são HETEROS:

      http://www.paulopes.com.br/2012/06/padre-e-preso-em-flagrante-abusando-de.html?showComment=1340402346502#c7004006613701959132

      Isso já está se tornando chato.

      Excluir
    8. Anônimo (21 de julho de 2012 00:55)

      >> "Corroborando que os pedófilos são gays. Sem mais. Há pedófilos heteros e homos. Mas a maioria dos casos são de homos."

      Dados e pesquisas que corroborem a sua afirmação, por favor (a não ser que vc tenha tirado isso do seu nariz)

      Excluir
    9. Michelle, em contrapartida apresentes dados e pesquisas que corroborem a teoria de que pedófilos são gays na maioria.

      Excluir
    10. Wolf - Der Steppenwolf

      Inversão do ônus da prova...que bonito! Que gracinha vc! #sarcasmo

      Queridinho, aquele que faz a afirmação é que tem apresentar provas que corroborem essa afirmação e foi exatamente isso que eu pedi para o Anônimo.

      Como eu não afirmei nada sobre a orientação afetivo-sexual do pedófilo, eu não tenho que corroborar nada...filhinho.

      Lobinho da Estepe, deixa titia te explicar uma coisa: pedofilia e homossexualidade não são mutuamente exclusivas. Pedofilia é uma parafilia sexual (assim como zoofilia, necrofilia, etc).

      Homossexualidade é uma orientação afetivo-sexual por pessoas do mesmo gênero sexual. Apenas isso.

      De acordo com as estatísticas aqui no Brasil, a maior parte das vítimas são meninas abusadas sexualmente por homens que fazem parte do círculo familiar; geralmente são pessoas em que a criança confia.

      Aqui estão os dados que corroboram minhas afirmações:

      - http://www.observatoriodainfancia.com.br/IMG/pdf/doc-92.pdf

      - http://portal.mj.gov.br/sedh/spdca/T/RELATORIO%202011.pdf

      - http://www.reitoria.uri.br/~vivencias/Numero_013/artigos/artigos_vivencias_13/n13_22.pdf

      - http://www.plc122.com.br/pedofilia/#axzz249OHNmPx

      - http://www.recantodasletras.com.br/artigos/558378

      - http://cameronrefutado.ligahumanista.org/2011/06/homossexualidade-e-normal-e-ponto-final.html

      - http://www.magnomalta.com/site/pdf/VOLUME_II.pdf

      Excluir
  4. Haa....isso parece mais coisa de Padre, se fosse um Pastor de verdade tinha roubado a carteira da molecada também!

    ResponderExcluir
  5. O pai de familia entra pra uma religião dessas, achando que a famalia está a salvo das tentações do mundo e o pior acontece...orem em casa,no seu quarto, este foi o manda mento do SALVADOR e não lotarem "igrejas" com um pedofilo pregando sua palavra.

    ResponderExcluir
  6. Pelos poderes de GraysKull!

    ResponderExcluir
  7. Eu particularmente não tenho nada contra as preferências ou taras sexuais das pessoas. Se há uma coisa que aprendi é que não existe comportamento sexual "normal" no ser humano. Todo comportamento é bizarro e não há problema algum nisso, desde que aja consentimento e responsabilidade de todas as partes envolvidas.

    Por isso fico me perguntando se não seria muito mais fácil e agradável se estes padres e pastores simplesmente não "se pegassem", eles mesmos entre si, ao invés de envolver outras pessoas sem o consentimento delas.

    Sei lá, que todos os padres e pastores do mundo se juntam numa fazenda para passarem um mês seguido de orgias incessantes... Se ficassem felizes, sem problemas pra mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. qual a parte que vc. não entendeu que pedófilo não se relaciona sexualmente com adultos?

      Excluir
    2. "Pedófilo" que pega um rapaz de 17 anos??? Ah sim, ele vira adulto a 0h00m do dia do aniversário de 18 anos... #tendí

      Excluir
    3. Rita, pedofilia não é caracterizada sempre pelo ato em si. Nem todo pedófilo tem relação com crianças/adolescentes/pré-púberes. A pedofilia está no desejo em si. Pedofilia não é crime (não no Brasil), mas sim um transtorno. E transtorno mental, doença não são crimes. O crime está em satisfazer o desejo colocando um inocente e não-responsável por si (um menor) em jogo.

      Ah sim, e quem disse que pedófilo não tem atração ou não faz sexo com adultos? Quantas crianças não são molestadas pelos próprios pais/avós/tios (nota: para ser pai biologicamente é necessária ao menos uma relação sexual)? Em termos de sexualidade não existe preto e branco. O ser humano é complexo neste aspecto.

      É errado um adulto sentir atração sexual por uma criança? Ao meu ver não, já que não é possível dizer para um desejo existir ou não. Ele simplesmente existe. Cabe a cada um controlar aqueles que prejudiciais ao indivíduo e à sociedade. No caso da relação sexual com uma criança ou menor (principalmente sem o consentimento deste) verifica-se que o indivíduo não conseguiu controlar o seu desejo, sendo cabível ao Estado aplicar a punição necessária pelo crime cometido.

      Anônimo, embora eu não concorde, aos 17 anos a pessoa ainda é menor perante a lei, devendo haver quem responda por seus atos (pais, responsáveis, etc.). Biologicamente o amadurecimento mental não ocorre de uma hora para outra. Perante a lei, talvez.

      Excluir
    4. Leandro, a lei não estabelece o amadurecimento mental, mas estabelece a idade mínima de responsabilidade penal. São duas coisas bem distintas.

      De resto, gostei de teus argumentos.

      Cabe acrescentar, com minhas palavras, que existem três conceitos envolvidos nessa história:

      1 - Crime de acordo com a letra fria da lei. Isso está no Código Penal e em outros dispositivos legais. Nada tem a ver com religião ou moral.

      2 - Opinião moral sobre o que é ou não é lícito. Cada religião e filosofia tem a sua.

      3 - Biologia. O impulso sexual não começa na adolescência.

      Um dos problemas da vida social é equilibrar o impulso biológico com as regras da sociedade. Neste sentido, o desejo em si nunca pode ser considerado crime ou imoral. O que pode se tornar crime ou imoral é o que se faz a partir do desejo.

      Excluir
  8. Não entendo porque os centes perseguem tanto os gays, já que todo mundo sabe que pastor evangélico ou é gay ou pedófilo (ou as duas coisas junto).

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele pegou alguma criança (menor/que tem menos de 12 anos)??? Cadê a pedofilia neste caso???

      Excluir
  9. O fato do ser humano ser gay, não o faz pedófilo, esse comportamento (pedofilia) na minha opinião é de uma pessoa doente e certamente com muitos traumas. E que de certa forma busca nas religiões um meio de tentar se livrar disso, porque ajuda essas pessoas não vão buscar nunca, pelo medo de serem julgados na sociedade, e tentam se esconder atras de altares, batinas etc... Só uma pessoa muito idiota e preconceituosa pra ligar a homossexualidade com pedofilia. Há inúmeros casos de pedófilos, pais de família e que molestam seus próprios filhos, sobrinhos e tentam viver uma vida "normal".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É doença, sim Com a classificação(CID 10)F65.4.

      Excluir
    2. Sim. É a doença do rei Salomão. Aquele que abusou da sunamita.

      Excluir
    3. Anônimo das 16h17: a classificação F65.4 da CID10 se refere à pedofilia, não ao homossexualismo - que aliás deixou de ser considerado "doença" há 20 anos pela OMS.

      Se você estiver se referindo ao homossexualismo, está equivocado. Se estiver se referindo à pedofilia, não entendeu o que Rodrigo Bernardo disse.

      Excluir
    4. Roberto, eu entendi perfeitamente o que disse o Rodrigo Bernardo, e quero dizer que concordo com ele. Sei que 'homossexualismo' não está classificado no rol da CID atualmente, mas quis dizer que PEDOFILIA tem uma classificação ainda válida. E que uma coisa não está ligada a outra ( ao contrário do que falam ad nauseam muitos evangélicos de má fé com o propósito de vilanizar homossexuais ). O pastor, provavelmente, é um pessoa que se enquadra no perfil daqueles com o diagnóstico F65.4(CID 10). Foi isso.

      Excluir
  10. O que direi??? Não direi, mais deixarei um ou dois versículos.
    "E disse aos discípulos: É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Lucas 17:1"

    "Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade. Mateus 13:41"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse comentário foi o mesmo que não dizer nada, Cristão-fernando. Aliás, tudo que você despeja neste blog não passa de lixo amoral.

      Excluir
    2. Pra variar nao disse nada que preste

      Excluir
    3. Qual a diferença entre dizer nada e não dizer nada?

      Excluir
    4. Esse comentário foi o famoso 'do nada para lugar nenhum'.

      Excluir
    5. Nenhuma, Plim!
      Dizer nada: Não falar nada, não proferir uma palavra.
      Não dizer nada: Um jeito poético de dizer que a pessoa falou nem sequer a palavra nada, como se quando vc dissesse "nada" realmente dissesse a palavra dana, mas que na verdade não disse nada.
      :)

      Excluir
    6. Se uma pessoa não diz nada, então ela diz o quê? Nada?

      Excluir
  11. Desvios de conduta, são considerados aqueles que lesam terceiros ou a si proprio. O manto sagrado das religiões protege esse comportamento.
    Porem toda a sociedade tem seus parias.
    É o mesmo que policiais cometendo assaltos.

    ResponderExcluir
  12. Essa resposta do Romulo foi sensacional. Em poucas palavras demonstrou domínio do assunto e da língua portuguesa. Você é um exemplo a sociedade, seja ela qual for.

    ResponderExcluir
  13. AFINAL, qual a orientação sexual dele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo (21 de julho de 2012 00:46)

      Algumas perguntas sobre isso:

      - Desde qdo a orientação sexual do pastor é relevante? Ele abusou sexualmente de um menor de idade, isso é crime. A orientação sexual é o de menos.

      - A identidade desse pastor não foi divulgada. Mas, se tivesse sido e descobrisse - por exemplo - que ele é hétero, casado há mais de 20 anos com uma mulher e que ele tem 3 filhos? Qual seria sua desculpa pra tentar justificar o que ele fez?

      Excluir
  14. Eu não vejo o menor problema em ele ter se relacionado com um garoto de 17 anos. Afinal, apesar de ser menor de idade um garoto de 17 anos sabe o que faz. E qual é a diferença entre um garoto de 17 anos e um de 18? Muitos garotos tem as suas primeiras relações aos 14, 15, as vezes com menos.
    Creio que o problema aqui foi não haver o consentimento do rapaz, que estava dormindo no momento. Isso sim é ato de abuso.
    E ele tinha feito um discurso sobre conduta moral? Hipocrisia!
    Há muitos homossexuais jovens por aí, ele poderia ter um relacionamente saudável com um deles se quisesse. Mas isso a religião não permite não é mesmo? Por que é pecado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o único comentário coerente. Pelo amor de Deus, os meninos estão trepando com 14 e as meninas com 13. Acordem, o problema foi o consentimento e o velho babão 63 anos, mas com 17 anos, com 17 já tem bem crescedinho...Se é que me entende...

      Excluir
  15. Esta vendo que não só na Igreja Católica existem pedófilo?
    A Igreja Universal aqui na Bahia um individuo que se denominava pastor abusou de um de 14 anos ha anos atras e matou a vitima, foi preso esta em liberdade .

    ResponderExcluir
  16. EU ACHO É POUCO. ESSES PAIS IDIOTAS QUE ENTREGAM O FILHO PARA PASTOR E PADRES...PORQUE SÃO DE DEUS. A MAIOR CULPA É DOS PAIS...RECLAMAM DAS AMIZADES E NA IGREJA SÃO ALVOS DE UM PERIGO MAIOR........

    ResponderExcluir
  17. Ele não era evangélico de verdade.

    Pode ser um líder de outra religião, como catolicismo, espiritismo, ...

    Evangélico de verdade não faz isso.

    [ironia mode on]

    ResponderExcluir

Postar um comentário