Acelera-se a conversão de índios a religiões evangélicas



Se o ritmo das conversões se mantiver acelerado, a maioria dos índios vai se tornar evangélica nos próximos anos, a exemplo do que também poderá ocorrer com a totalidade da população brasileira. O Censo 2010 revelou que  210 mil índios já são evangélicos, 25% do total. Nos últimos dez anos, a conversão aumentou 42%.

Em 1991, a Funai expulsou as missões das aldeias mais incrustadas na floresta porque os índios estavam morrendo contaminados com as doenças dos brancos. Mas a Funai permite que os índios convidem os evangelizadores, se desejarem, o que tem sido um caminho de volta dos pastores às aldeias.

índios cristãos
Do total de índios,  25% já são evangélicos

Não há informações sobre o impacto dessa volta dos evangelizadores na saúde dos índios. Os missionários afirmam que têm dado assistência médica aos índios, além de levar a palavra de Jesus. Eles contam com apoio logístico que inclui até aviões para atingir as áreas mais distantes.

Também tem sido importante para a “obtenção de almas” a consagração de índios em pastores, os quais são mantidos sob a supervisão dos brancos.

Nas aldeias mais distantes, o pajé está sendo substituído pelo pregador índio ou  tendo a concorrência dele na influência espiritual na tribo. Na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, funciona uma escola de formação de pregadores índios para atuar nas aldeias.

 A Assembleia de Deus é a denominação mais forte entre os índios, com 31% do total dos evangélicos. Em seguida vem a Igreja Batista (17%).

Em março de 1991 foi criado o CONPLEI (Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas). O pastor Henrique Terena, presidente do conselho, disse que são muitos os benefícios das palavras de Jesus aos índios, incluindo o combate ao alcoolismo.

A primeira reunião do CONPLEI ocorreu em Brasília, na sede da Sociedade Bíblia. O seu mais recente encontro se deu na semana passada, com a participação de 2.500 pessoas de 81 etnias do Brasil e de países vizinhos.

Tratou-se de mais um oportunidade para "anunciar o Evangelho a todos os povos, nações ou línguas", em atendimento ao "mandamento bíblico", conforme os objetivos do conselho expressos em seu site.

Com informação da Folha e do site do CONPLEI.



Missões usam índios cristãos para contornar expulsão

Comentários

  1. Respostas
    1. O assunto é sobre o Malafaia. Achei muito interessante esse ponto de vista: http://ativismodobemmaior.blogspot.com.br/

      Publiquem!

      Excluir
    2. os seres humanos são livres, pra ser ateus, religiosos, viados e etc.

      se estão virando crente qual o problema?
      se houver melhorias vai em frente.


      ATEU CONCIENTE.

      Excluir
    3. Tem problemas sim, esses bando de porcos já tem sujeira demais nas cidades para limpar do que ir para selvas acabar com as cultura. Não existe melhorias, haviam 8 milhões de indios no Brasil, restaram 170 na decada de 70, já não é explicito demaisa presença de não indio nas aldeias. Se existe deus esses porcos crentes vão pro inferno. DEIXEM AS NAÇÕES INDIGENAS EM PAZ, Voltem para o chiqueiro da "civilização moderna".

      Excluir
    4. UMA NOVA COLONIZAÇÃO

      Excluir
  2. Logo a cultura indígena vai desaparecer,e isso acarretará no fim das proteções federais com eles.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Vergonhoso é a situação deles, de abandono total pelo sistema e isto vc não acha mais vergonhoso?

      Excluir
    2. Cuidado quando chama os crentes de porcos,não julgue todos os crente por um erro de um ,crente é humano igual a qualquer ser humano com defeitos e qualidades, sujeito a pecar como você,a únca diferença é que proclamamos crsisto como salvador de nossa alma, deveria fazer o mesmo ,não podemos julgar todos os policiais porque um errou ou mais,essa palabvra porcos ,vai pesar em você, Deus irá cobrar de você essa palavra veja que dia é hoje ,você irá lembrar do que estou dizendo, que mal os crtentes te fizeram o único mal é orar por ti,Os homens naturais não entendem as coisas do espírito, quando se tornares espiritual irás entender o porque estamos evangelizando os índios , não estamos fazendo mal a eles e sim um bem e nem queremos acabar com a cultura deles ,pelo contrário preservar , se tem um povo que ama os índios são os crentes e não alguns que diz pra não acabar com a cultura deles e nada fazem por eles , pergunta a um deles que aceitou jesus se fizemos um mal?e se surpreenderás com a resposta, não fale mal daquilo que não conheces para não te queimares.

      Excluir
  4. Se os Jesuitas não acabaram com os indios, agora os evangelicos com certeza acabarão!

    ResponderExcluir
  5. Muito triste isso, a destruicao das culturas indigenas. É um importante patrimonio cultural que o Brasil esta perdendo.

    A FUNAI deveria ser mais energica na proibicao de missonarios e providenciar a expulsao imediata e sumaria dos evangelicos.

    Esses evangelicos mostram, a cada dia que passa, que nao prestam para nada !

    ResponderExcluir
  6. Diferente do que acontecia na época do Brasil colônia, as lutas dos Indígenas para manter sua cultura e integridade retrocedeu ao ponto deles mesmo quererem "evangelizar", deixando assim uma cultura antiga que está ou estava presente antes mesmo Do Brasil (País) existir.

    Vejo isso com uma Profunda Tristeza...

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu sou bem realista e pragmático em relação a isso.

    A cultura indígena pode prevalecer, independentemente, dos índios. É apenas necessário saber armazená-la da maneira adequada.

    Não nos enganemos, senhores, civilizações desaparecem. E nesse caso particular, não parece que os interessados estejam preocupados com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. WillPapp, mas nos exemplos que temos de culturas que desapareceram, os integrantes dessas culturas também não se foram? Os índios continuam entre nós.

      Excluir
    2. Wickedman

      Mais ou menos. Veja por exemplo os egípcios. Eles continuam entre nós, mas, são diferentes dos do tempo dos faraós.

      Excluir
  8. Fico imaginando as consequências disso alem da óbvia perda de identidade cultural. Não estão apenas deixando de serem índios e tendo sua comunidade desagregada, estão descobrindo estar nus ao conhecerem o conceito de pecado através da serpente evangélica e suas promessas de salvação. Perderão o paraíso por darem ouvidos a cobra gananciosa. Serão expulsos de seu lar e terão de trabalhar em solo ruim para tirar dele o dizimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. melhor comentario que já li sobre a praga evangelica dizimando esses povos, completanto o trabalho sujo dos jesuitas e tudo isso sob o olhar condescendente desse governo imoral que aí está. O grave disso td é o aumento do conservadorismo e mais ataque ao Estado Laico, sem falar no enriquecimento doente desses espertalhões da fé, bem na lógica prevista por max weber. Triste, muito triste. Estamos assistindo o desparecimento de uma cultura. Aqui no íauí quase não temos mais indígenas, foram tds aculturados, destruidos.

      Nelson

      Excluir
  9. Agora esses índios vão ficar berrando porque o deus dos evangélicos é surdo fato, e vão ficar pedindo dizimos e expulsando demônios(sic).

    ResponderExcluir
  10. Cristo retorna 24 julho de 2012.
    Jesus Cristo redime seus fiéis só
    2012 Profecia Bíblica
    Compartilhe a notícia – Tempo é menos


    http://www.themysteryunlocked.com/portuguese/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, mais uma profecia furada pra gente malhar.

      Excluir
    2. Sabe o que é pior vcs falam dos evangelicos como ritler.... todos fala demais mas vcs procuram ir ver o que acontece nas aldeias? ou procurar saber do que eles precisam? eu como descendente de indios nao perdi minha cultura apenas me aprimorei.

      Excluir
  11. Cristianismo é um vírus que infecta culturas e as destroi.

    ResponderExcluir
  12. Logo teremos também restaurantes do McDonald's nas aldeias.

    ResponderExcluir
  13. Creio que há interesses maiores por trás disso: tomada de terras, derrubada de florestas, etc. O capitalismo selvagem é filho direto do cristianismo e a máscara de frente é a religião. Portanto, é interessante ter índios convertidos, domesticados,com identidade cultural destruída, e submissos para se poder partir prá segunda fase, tomar suas terras com todas as garras. Lamentável.

    ResponderExcluir
  14. "Feliz é a nação cujo DEUS é o senhor". Esta nação será de DEUS e será a maior nação do mundo. Cultura desaparece outras culturas surgem e prevalecem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então posso chamar isso de Darwinismo cultural. A cultura mais forte surge e aniquila todas as outras.

      Excluir
    2. Vai falar tuas besteiras lá no site do Silas Malacabro!

      Excluir
    3. Eu não falei besteira, eu falei: "Feliz é a nação cujo DEUS é o senhor". Esta nação será de DEUS e será a maior nação do mundo. Cultura desaparece outras culturas surgem e prevalecem.

      Excluir
    4. "Nação será de deus"??? Se pensar como religioso pode se perguntar: Que ser humano não é de Deus? Se não pensar como religioso pode se perguntar: Que ser humano não merece ser respeitado e aceito como é? Mas, como foi afirmado, se culturas desaparecem e outras surgem e prevalecem, um dia o cristianismo certamente desaparecerá, substituído por uma filosofia de vida que entenda o ser humano e respeite as diferenças. Com certeza!

      Excluir
    5. sinto somente vergonha alheia desses tiranos destruírem a cultura milenar dos índios, crentrastes deixem os índios terem suas crenças em paz...

      nosso país será de um chefão da máfia, Don Javé, o poderoso chefão, assusta as pessoas com seus pau-mandados com ameaças de tortura eterna senão pagarem proteção

      Excluir
  15. Por isso, a perseguição a índios homossexuais tem aumentado...

    Algumas tribos que antes eram tolerantes, estão se tornando homofóbicas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Índios homossexuais serão enviados para o Malafaia curar.

      Excluir
    2. Não tenha dúvidas que uma coisa está ligada a outra. Essa religião evangélica é ótima para PROMOVER preconceitos até em ambientes em que eles inexistiam até a 'chegada' dos seus missionários levando as boas novas.Nisso ganham de goleada da ICAR.

      Excluir
  16. Concordo que eles estão acabando com a cultura indígena e sei que só os querem como massa de manobra, mas a culpa disso não reside neles. Reside no fato dos governantes terem negligenciado a cultura e o povo indígena deixando-os entregues a própria sorte.

    ResponderExcluir
  17. Fiquei com um medo de ter percebido na reportagem e nos comentários algo assim: "Não pode, eu não deixo"... se os índios quiserem eles que façam. Vai acabar com a cultura indígena? E daí, liberdade de escolha e pensamento aos índios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os evangelistas entram lá com todo o seu arsenal de técnicas para promover lavagem cerebral, testadas e aperfeiçoadas por 5000 anos e vc espera que os pobres índios exerçam sua liberdade de escolha.

      Excluir
    2. Sim, eu espero que os pobres índios exerçam sua liberdade de escolha. E as pessoas que não concordam com os evangélicos indo lá também podem exercer uma escolha e ir falar com índios para não se converterem.

      Qualquer um ficar de babá impedindo por autoridade do Estado não vai resolver. Quer enriquecer os índios? Debates das aldeias.

      Excluir
    3. Tá querendo enlouquecer os índios? Querendo debates entre religiosos e iluministas nas aldeias?
      Os índios já tem uma cultura, não precisam de qq outra sendo imposta sobre eles.

      Excluir
    4. Cultura? que cultura? O índio não é mais índio há 500 anos, e nem quer ser, ele quer o conforto das comodidades modernas, e sem trabalhar, os safados. Não tem nada sendo imposto, o índio é burro e preguiçoso, o tipo ideal para abraçar o cristianismo.

      Mais:
      http://amarretadoazarao.blogspot.com.br/2012/07/tupa-que-se-foda-ou-os-silvicolas-de.html

      Excluir
  18. Coitado dos índios.

    ResponderExcluir
  19. Cristianismo: destruindo culturas e viads desde sempre.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  20. O que se tira de bom nisso é que haverão menos índios católicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como se índios evangélicos fossem menos pior que índios católicos, né? Sou mais eles adorando Tupã na deles do que serem transformados em evangélicos fanáticos anencéfalos.

      Excluir
  21. Achei interessante uma notícia trágica sobre Andrew Moore, um rapaz de 20 anos que foi atropelado e morto enquanto caminhava por uma rodovia americana rezando o terço. Ele participava da organização "Crossroads", em que todo verão jovens atravessam os EUA caminhando e rezando como forma de lutar contra o aborto.
    Me pareceu algo muito perigoso, pois o jovem foi atropelado às 5 horas da manhã, qdo ainda estava escuro, e por estar rezando, provavelmente não prestava atenção na estrada.
    Estas caminhadas acontecem desde 1995.

    http://www.crossroadswalk.org/

    ResponderExcluir
  22. Esta na hora de nós pararmos de considerar a teocracia uma possibilidade improvável, e passar a ve-la como um provável futuro do nosso país. Se as coisas continuarem andando como estão... Vai ser questão de tempo para Malafaia e sua trupe dominarem o Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou é pro Canadá que é melhor! XD

      Excluir
    2. Eu espero que as pessoas sensatas deste país JAMAIS permitam que um LOUCO ÁVIDO POR PODER como o fundamentalista ultra-preconceituoso Silas Malabode chegue ao poder.

      Excluir
  23. Cada índio evangelizado, que quiser sair pelo mundo em vez de morar na sua terra, deveria devolver sua propriedade a sua tribo e ao governo. Meu medo é que igrejas lá se instalem e as tomem. Igreja em terra indígena, mesmo que "gerenciadas" por membros da tribo não é propriedade da igreja, apenas é "emprestada", mas propriedade da tribo e do governo, que a retomará a pedido dos indígenas assim que quiserem. Não é lugar pra branco morar e nem dominar. Lá é terra protegida para indígenas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que eles estão de olho nessas terras também.

      Excluir
  24. Trágico... Com certeza prefiro mil vezes os índios com seus "deuses" do que serem transformados em pentecostais. Com certeza estes índios não tem muito estudo e conhecimento do mundo além das aldeias. Chega a ser desonesto a conversão nestas circunstâncias. Para os pastores é como tirar doce da boca de criança. Pobres índios, daqui a pouco estarão doando o que tem e o que não tem para a turminha da moral e dos bons costumes. Uma vez vi uma matéria com um índio já convertido (provavelmente por missionários americanos), que disse que ele foi salvo, mas seus antepassados estão no inferno, pois cultuavam o diabo... Criei mais asco de certos pastores evangélicos nesse dia...

    ResponderExcluir
  25. Nunca uma notícia antes nesse blog tinha me deixado tão triste. Geralmente eu fico com muito ódio da gigantesca intolerência mas nesse caso eu quero que se fodam os evangélicos, eu só consigo pensar na tristeza que será cedo ou tarde toda essa cultura indígena que é um patrimonio brasileiro sendo dizimada, por gente que acredita estar fazendo o bem, o pior é que não existe lei nenhuma que impeça os fanáticos. Mesmo hoje com toda nossa tecnologia de registração de fatos como fotos, videos e livros o mais importante que é a cultura física em si vai acabar sendo perdida por gente que jura estar "fazendo o bem".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc. Dá uma sensação de morte anunciada e vc sem pode fazer. Que horro!
      Nelson

      Excluir
  26. Toda igreja é falsa e mentirosa ,já todo mundo sabe que não existe e nem nunca existiu um ser gerado de uma virgem, a prova de que os tradutores nunca tiveram contato com ninguém que conhecesse o tal cristianismo , não era uma virgem concebera e sim uma jovem concebera. Jesus teria que ser descendente de davi e se ele tivesse nascido direto de maria nem pai ele teria e portanto so poderia ser descendente dos parente de maria e que cruzamentos feito demonstra que jesus este jesus romano católico ocidental é uma fraude que a igreja católica deveria de pedir perdão a humanidade ocidental por tanta mentira. O Jesus católico é uma mistura de fábulas, e este Jesus é o mesmo dos evangélicos protestantes etc todos bebem da fonte mentirosa da igreja católica. Recentes escavações arqueologica encontrou mais evidências dos primeiros cristãos e de que pra eles o chamado cristo ressuscitou de forma não corporea, e isto São fatos que os crentes não aceitam , mais é a mais pura verdade.

    ResponderExcluir
  27. Que triste!
    Aposto que já devem ter demonizado o Tupã...

    ResponderExcluir
  28. Indios, sempre massacrados pelos brancos em qualquer ocasião ou motivo.Só mais uma desculpa, afinal doque os religiosos, querem salvar a humanidade? Sempre a tal da palavra extraida de um livro que serve para tudo, tem resposta pra tudo , mas é um manual de manipulação e controle.Voces ja ouviram dos indios americanos, "Os brancos chegaram com seu livro e nos com as terras. Hoje nos temos o livro e eles as terras." . Quando um homem tem que ganhar a vida seu sustento com o suor do seu rosto aonde estão os milagres ?

    ResponderExcluir
  29. Não sei porque essa preocupação e até pena dos índios. O índio não é mais índio faz tempo, uns 500 anos. Ele quer tudo o que o homem branco tem, e sem trabalhar, o índio é muito mais safado do que se pensa. Tem muito cacique por aí que anda de caminhonete importada por suas terras e vive muito abastadamente do comércio de madeira ilegal.
    Mais sobre:
    http://amarretadoazarao.blogspot.com.br/2012/07/tupa-que-se-foda-ou-os-silvicolas-de.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então esta ai o motivo dos evanja em evangelizar eles , tem dinheiro tem dizimo.

      Excluir
    2. Azarão é isso mesmo, a canalhice não é esclusividade do homem branco, mas que somos bons professores isso somos.

      Excluir
  30. É muito triste uma noticia destas, creio que a cultura, crença e estilo devida indiginas tem de ser protegidas contra quaisquer missões de Evangelização já que são patrimônio culturais, étnicos do Brasil. Mas como falaram ali em cima, deixaram de ser índios a 500 anos atras quando o homem branco chegou com suas naus na terra tupiniquim. Mas ainda a outras tribos isoladas que nunca viram o homem branco que devem ser protegidas dos mesmos...Ainda mais dessas pessoas;;;

    ResponderExcluir
  31. se é evangélico, católico, muçulmano, budista ou o que mais quiser, então não deve mais ser considerado índio. a falta da própria identidade indigina já levou a alguns suicidios no Amazonas. mesmo índios que mal falam o portugues, se sentem evergonhados de se chamarem de índios. é possivel que atras dessas evangelizaçoes esteja um projeto politico de tirá-los do caminho.

    ResponderExcluir
  32. Vou repetir o que eu já disse: civilizações nascem, crescem e desaparecem. Entretanto, suas culturas podem ser mantidas. Recordemo-nos dos egípcios, dos gregos, dos romanos. Eles são o que eram? Continuam existindo faraós no Egito de hoje? Os gregos atuais continuam cultuando vários deuses? E os romanos? Continuam sendo um império? Sabemos que não. Não obstante, suas culturas continuam vivas.

    Proteger a cultura indígena é bom; é bom para a História. Proteger os índios, também, é bom. Mas, deve-se protegê-lo como se protege qualquer cidadão brasileiro. O Estatuto do índio assim o diz:

    “Parágrafo único. Aos índios e às comunidades indígenas se estende a proteção das leis do País, nos mesmos termos em que se aplicam aos demais brasileiros, resguardados os usos, costumes e tradições indígenas, bem como as condições peculiares reconhecidas nesta Lei.” (LEI Nº 6.001, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1973)

    Parece-me que o índio tem o mesmo direito, que é assegurado a qualquer um, de manter a sua religião ou escolher outra. E, também, de ser protegido contra os abusos cometidos por essa ou aquela denominação religiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus Cristo mandou os fiéis anunciarem o evangelho pra todo mundo, senão os fiéis vão pro inferno.

      Excluir
    2. Mas Jesus Cristo não existe e eu não quero extinguir a religião.

      Excluir
    3. Jesuses Cristos existiram; não existem mais.

      Extinguir as religiões é uma bobagem.

      Excluir
  33. Muito Simples isso, espalhar preconceito, discriminar a cultura alheia, e é claro os pastores evangelicos estão de olho nas Terras que podem futuramente serem suas, porque se os indios acreditarem piamente no que eles dizem então podem muito bem dar essas terras por "motivos divinos", tenho medo disso por que não há problema em ver o evangelismo crescer mas o ruim de tudo isso é que a medida que o evangelismo cresce o preconceito tambem cresce,a desonestidade ea maldade tambem cresce coisas bem diferentes do que Deus pregou, os evangelicos dizem seguir o amor mas cometem muitas atitudes discriminatorias e desonestas. Se a Ditadura Evangelica Vier quero estar morto, pelo menos não vou sofrer, morrerei antes dos 30 anos, sinceramente para salvar o Brasil deste fim só mesmo um MILAGRE.

    ResponderExcluir
  34. Não duvido nada se um dia alguma igreja evangélica pedir aos índios 10% (ou 30%) de suas terras como oferenda à deus.

    ResponderExcluir
  35. Eu conheci índios do Acre que falaram abertamente sobre as conversões de índios às igrejas evangélicas. Eles colocam os índios não em patamar inferior. Promovem a discriminação contra os não convertidos e a cultura indígena em geral e perseguem aqueles que lutam para manter as suas culturas.
    É triste o que está acontecendo lá. A cultura indígena se perde e o que se põe em seu lugar é um vácuo cultural que transforma o índio em um indigente, vulnerável a exploração dos interesses alheios, políticos, econômicos e religiosos. Eles não vão perder só a cultura, irão perder tudo o que tem (e que já é muito pouco).

    ResponderExcluir
  36. SIM. HÁ CRESCIMENTO DE ADEPTOS DE SEITAS OU DOGMAS DO RELATIVISMO BÍBLICO-EXEGÉTICO-DOUTRINÁRIO

    POR ISSO NÃO PODEM SALVAR-SE AQUELES SABENDO QUE A IGREJA CATÓLICA... Catecismo Católico, n° 846
    A Igreja não perde fiéis, mas de quem se diz católico, de falsos membros, desconhecedores dela e sua fundamentação teológica, de Jesus, Ele mesmo, veja Cl 1, 18; Cl 1,22, Ef 1.22-23 e 1 Cor 12.,12+ etc., cujo número confiável, sabedor do porque de ser pertencer à Igreja é muito baixo. A prova disso que tantas injustiças grassam e há muita participação de supostos católicos, inclusive aliando-se a seitas, espiritismo nas mais diversas manifestações, maçonaria, partidos socialistas e comunistas e à herética Teologia da Libertação e a outras graves incompatibilidades na fé da Igreja tradicional.
    Quanto ao crescimento supostamente evangélico é muito relativo; subdividem-se em milhares de seitas, cerca de 35 000 partidos religiosos, sem contar as não denominacionais, onde cada um interpreta como quer ou convém a Bíblia; até a homilia do pastor é submetida a crivo pessoal, sujeita à aprovação. Há as aceitando batismo de crianças, outras não; a Eucaristia em algumas é símbolo, a outras Presença Real e milhares de paradoxos e sectários acusam-se mutuamente de hereges!

    Quase todas têem cultos semelhantes a centros espíritas: gritaria, rodopios, passes, aparentes transes, expulsão de supostos maus espíritos para curas - ao se enfermarem os pastores não convocam outro pastor para proceder a expulsão do diabo em si, vão ao médico... Afinal, que evangélicos dissensos são esses? Antes, não eram católicos de fato; agora um aglomerado de desagregados, reunidos fisicamente em facções contrastantes entre si com as mentes e os corações distantes uns dos outros no contexto teológico-exegético-doutrinário, cada vez mais em quantidade aumentando. Em Mt 12,25 ...reinos divididos contra si mesmos...", uma massa religiosa disforme, ultra relativista servindo-se em um imenso restaurante "self-service doutrinário", com cardápio à escolha de cada cliente...

    Interessante: tanto na Igreja ou doutro lado são os mesmos: migrando de seita em seita, sempre se batizando - um pastor de uma igreja não confia no outro - à procura de uma "igreja boa, mais ideal". Há-as aprovando aborto, outras ordenação feminina, outras homosexualismo, outras adultério etc. E ao supostamente evangelizarem, doutrinam a critério pessoal: uma imensa babel doutrinária dentro do mais absoluto relativismo bíblico-hermenêutico! Que qualidade e vantagem há nisso?
    Convém possuir apenas 1 amigo confiável ou nenhum; descartam-se 100 aparentando-o; aliás, certos supostos católicos da Igreja, por sinal, por serem infiéis, indesejosos de mudarem-se, talvez o lugar ideal seja-lhes nas seitas; sentir-se-ão à vontade nesses grupamentos religiosos disformes, apropriadas às suas mentalidades egoísticas ou soberbas pessoais e da respectiva facção; aliás, aí permanecer ou montar outra seita para si dá no mesmo.

    Há vantagem na atual massa católica descompromissada com a Igreja elegendo presidente e representantes nos poderes a pessoas e partidos anti Cristo e à Igreja, implantando com seu aval leis anticristãs homicidas, como aborto, adultério, homossexualismo etc., o caso dos adeptos da sectária Teologia da Libertação ao repassar a doutrina católica subvertida e sutilmente camuflada sob a ótica marxista e outras abominações anti cristãs?

    E pior: após o poder centrar-se em socialistas-comunistas ateus e materialistas eleitos por católicos(?) dá nisso: subvertem a fé cristã com a ajuda de membros apostasiados, assim como toda a sociedade.
    1 Jo 2,19: Eles saíram de entre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos teriam permanecido conosco.
    Veja no "You Tube" pastores famosos evangélicos como "se amam" em recíprocas acusações nas diversas modalidades, inclusive de pertença formal à maçonaria... E a heresia de famoso pastor(?) V Santiago: "cruz é sinônimo de maldição, palhaçada"...

    ResponderExcluir
  37. eita padreco o que vc falou foi literalmente o samba do crioulo literalmente

    ResponderExcluir
  38. Glória a Deus.

    Alguns preferem os índios cometendo infanticídio e outros aceitando Jesus como Ùnico Salvador

    http://www.revistaimpacto.com.br/o-infanticidio-indigena-e-o-silencio-quebrado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site