Evangélicos reagem contra uso pelas filhas de símbolo da Escola São Jorge

Um casal de evangélicos de Pontal de Araguaia (MT) teve de recorrer à Defensoria Pública para que suas duas filhas pudessem deixar de usar na camisa do uniforme o símbolo da Escola Municipal São Jorge. A cidade tem cerca de 5 mil habitantes e fica a 512 km ao sul de Cuiabá.

Antes, a mãe das garotas se propôs a confeccionar camisas sem a figura do santo, mas a direção da escola e o Conselho de Classe não aceitaram com o argumento de que o uniforme não pode ser alterado.

O caso ficou tenso porque a escola manteve a sua decisão mesmo após os pais, sob a orientação do seu pastor, terem recorrido à Defensoria.

A escola só permitiu exclusão do símbolo religioso do uniforme após o defensor público Milton Martini ter notificado a prefeitura de que o caso seria enviado para a Justiça.

Martini argumentou, na notificação, que o Estado é laico. "O artigo 5º da Constituição Federal assegura a igualdade perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, disse. “Inclusive garante a liberdade de consciência e de crença."

O episódio mantém na ordem o dia a observância do Estado laico pelas escolas. Na maioria dos casos noticiados recentemente, são professores evangélicos que impõem a sua religião aos alunos.

Com informação da Gazeta Digital.

Sociedade debate a imposição da religião cristã em escolas públicas.
março de 2012

Evangélicos rejeitam camisa do Corinthians que destaca São Jorge.
maio de 2011

Religião no Estado laico.

Comentários

  1. A requisição da obediência ao direito de um Estado laico independe da fonte. Que bom. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. queria agora ver evangélico reclamando de estado laico

      Excluir
    2. Evangelico acredita nessas coisas, apenas que para eles é "o lado negro da força" enquanto para o catolicismo e cultos afro brasileiros é a força.
      Não acredito, mais são Jorge e Zé Pilintra são maneiros pacas, seriam ótimos super heróis.

      Excluir
  2. Nessas horas vale o estado laico. Que coisa. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Conveniente, né?

      Excluir
    2. Paulopes, esse título tá meio confuso, não?
      Não seria melhor: "Evangélicos reagem contra uso de símbolo de uma escola"?

      Sobre a matéria:
      O estado laico apareeu...com máscara evangélica ¬¬

      Excluir
    3. Karasu, se eu tenho de explicar o título é porque ele deve ter algum problema. Mas vamos lá. O título não é "Evangélicos reagem contra uso de símbolo de uma escola". Mas "Evangélicos reagem contra uso pelas filhas de símbolo da Escola São Jorge". Se a escola é São Jorge, fica implícito que o símbolo se refere ao santo.

      Excluir
  3. Eu ia escrever mas nem vou...

    Tá foda!!!!!!!

    Robson Kvalo

    ResponderExcluir
  4. Evangélicos são o povo mais desocupado que conheço.

    Ao invés de cobrarem uma educação de qualidade para seus filhos, dão trabalho xiliques, pitis e faniquitos por causa de um uniforme.

    Também sou contra a ostentação de símbolos religiosos, mas existem coisas mais importantes para com o que se revoltar do que crucifixos e imagens de santos em locais públicos.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma olhada no perfil do Dr. Willian Douglas e compara a vida dele c a sua p ver quem é o desocupado!

      Excluir
    2. Eu, como ateu, também reclamo da ostentação de símbolos religiosos que dizem a mim que aquele é lugar apenas dos que compartilham determinado credo, me excluindo.

      Os evangélicos aqui corretamente clamaram pelo mesmo direito que eu, ateu, reclamo.

      Excluir
  5. Ta vendo aí? Pimenta no ** do outros é refresco!

    ResponderExcluir
  6. Quanta ironia, quanta hipocrisia. A defesa do estado laico por evangélicos só se da quando agride a sua fé, no resto estão sempre querendo que o estado se dobre a sua doutrina religiosa. Fariseus.

    ResponderExcluir
  7. Na ironia de sermos um ESTADO LAICO, a Justiça é que deve "dirimir"... Está berta a temporada...

    ResponderExcluir
  8. que besteira. se o nome da escola é são jorge, não vejo o motivo de n usar o simbolo do santo. acho q isso é uma situação de intolerância por parte dos evangélicos, se a escola é particular e seu nome é nome de santo, os evangélicos incomodados que tirem seus filhos da escola. Essa Escola não pública, ou é? Se for pública, lamento que nem o nome da escola deveria ser esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc Paula... A escola é pública e não deveria ser este o nome da escola.

      Porém, E se a Escola está no Bairro de São Jorge???

      Excluir
  9. E quando é um pai ateu que não quer que o filho tenha que rezar na escola, é um desocupado, obviamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiro no pé, camaradinha.

      Se crianças ateias vão ser perseguidas por professores, funcionários e coleguinhas fanáticos religiosos e os pais reinvidicam da escola garantias de que suas crianças não vão ser molestadas por sua ausência de crença, não se trata de um caso de pais sem ter o que fazer e sim de um caso de pais zelosos, já que o povo desse país não tem civilidade o suficiente para viver em um estado laico.

      Att.,

      Espancador de Pastores

      Excluir
    2. Espancador de pastores,
      Você realmente não tem um sensor de sarcasmo, neh?

      Excluir
    3. Tudo a ver, né? Vai ver, o símbolo do São Jorge tá tirando um sarro, fazendo um bullying com as crianças evangélicas, assim como fazem os professores e alunos crentes puxa-sacos com os alunos ateus que não oram na sala de aula. Só sarcasmo, mesmo, para aturar essa hipocrisia evanjegue.

      Excluir
  10. Se os evangelicos continuarem com os seus episodios de intolerancia religiosa contra tudo e todos no Brasil, daqui a pouco teremos de nos mudar para o Irã em busca de tolerancia.

    ResponderExcluir
  11. A Escola é Municipal, portanto, os pais estão corretos em pedir a retirada do símbolo religioso da camisa de uniforme do filho. Se fosse uma escola particular, aí seriam outros quinhentos. Mas um ponto interessante aqui, para evangélicos, o estado só é laico quando lhes convém né... mas... de qq forma, os pais estão certos.

    ResponderExcluir
  12. Para os evangélicos imagens de santos são idolatria, logo é compreensível o pedido e em termos legais eles estão certos. Para mim uma cruz é um instrumento de tortura e morte, não gostaria de ver um filho meu com ela no uniforme e eles tem o mesmo direito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caruê,eles são contraditórios.Consideram imagens de santos da ICAR;no caso São Jorge vai além da ICAR,pois também é venerado pela igreja anglicana etc;mas veneram a "santa" cruz.A cruz é um instrumento de tortura,como diseste,mas é uma IMAGEM também.Isso não seria idolatria?Crentalhada contraditória.

      Excluir
  13. Que cada um tenha a fe que quiser e é um direito, mas nao seria melhor se preocupar com saude, educaçao, segurança ao inves de um simples simbolo numa camisa? Mesmo que nao se use o simbolo na camisa o nome da escola nao continuará a ser Sao Jorge? Uma opiniao, porque nao mudar o filho para outra escola com nome diferente? Eu aposto que esse tipo de atitude nao sao de todos os evangelicos mas sim de alguns que se denominam evangelicos mas na realidade sao o que se pode considerar seitas religiosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu, "Anônimo", que sou CRISTÃO, não religioso...

      Excluir
    2. Quem já tem saúde, não se preocupa com saúde.

      Excluir
  14. Que engraçado se fosse um ateu pedindo isso seria taxado de intolerante fanático\fundamentalista por exigir que a laicidade do estado seja cumprida. Quanta ironia.

    Leandro

    ResponderExcluir
  15. Isto foi bom porque foi um tiro no próprio pé dos evangélicos e serve pra eles ver que tem que ficar no quadrado deles também sem querer enfiar suas crenças goela abaixo de todo mundo.

    ResponderExcluir
  16. Sou absolutamente favorável ao Estado laico.

    Mas nosso povo brasileiro INFELIZMENTE passou por uma monarquia de orientação católica (outro lixo) e com ela veio a denominação de muitos logradouros, vilas, cidades, bairros com nomes de santos católicos que, de alguma forma acaba atraindo para seus respectivos serviços os nomes que receberam em sua fundação.

    Como lidar com isso? IMPOSSIVEL TECNICAMENTE !

    É um problema e tanto pensar em mudar os nomes dos logradouros para satisfazer as determinações do Estado laico...

    Por outro lado, acho que o problema maior nem seja esse de nomes de santos ou imagens em uniformes de estudantes, o maior problema é a obrigação de se ritualizar certas religiões em serviços públicos (escolas, por exemplo)

    ResponderExcluir
  17. Quanto ao pensamento e reivindicações dos evangélicos, todos já sabem como eles agem...

    Tem coisas que a gente sabe, todos sabem, mas não podemos falar... pois na nossa sociedade o maior valor é a hipocrisia do silêncio do que o verbo da verdade...

    ResponderExcluir
  18. Agora o Estado é Laico... tsc tsc tsc... Qd falamos contra a obrigatoriedade da Bíblia nas Escolas Públicas, da obrigatoriedade de rezar o Pai Nosso em Escolas Públicas, da existência de SÍMBOLOS religiosos em Estabelecimentos Públicos e outras tantas coisas, o "argumento" é outro... Tá... Tiro no pé mesmo... Quer dizer q só é Laico caso a religião "estampada" no Estabelecimento Público seja de OUTRA religião? Isso? Agora q conseguiram tirar o símbolo religioso dessa Escola Pública, que tal retirar os outros dos demais Estabelecimentos Públicos? Estado Laico, lembram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Rosinha Tricolor,nessas horas o Estado é Laico.Simplesmente ridículo.Crentes são ridículos.

      Excluir
  19. Se eles não querem que os filhos usem o símbolo de São Jorge, por que raios eles colocam os filhos numa escola que se chama SÃO JORGE!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque é uma escola municipal, e provavelmente eles não têm condições financeiras para pagar uma escola privada.

      Ademais, errado está a escola pública em ter um símbolo religioso.

      Excluir
  20. Que coisa mais patética...Mas para quem abomina até a camisa corintiana,não me causa admiração ou espanto.Eles satanizam até a camisa do Corinthians.Aquela terceira camisa que tem São Jorge.

    ResponderExcluir
  21. Os pais estão corretíssimos. Voces julgam e os generalizam como "evangélicos" mas estamos falando de um casal. Eles estão no pleno direito deles. Talvez sejam evangélicos que defendam o estado laico em todas as situações. Voces nao os conhecem, nao tirem conclusoes precipitadas.

    ResponderExcluir
  22. Nessa pauta os evangélicos deveriam apoiar os ateus em defesa do estado laico. Mas acontece que eles também tem sua agenda de impor seus dogmas à sociedade brasileira.

    Só o estado laico pode respeitar as crenças de cada um sem imposição.

    ResponderExcluir
  23. Nunca coloque um filho corintiano numa escola de palmeirenses. Deve ser esse o motivo da picuinha.
    Estes intolerantes, deveriam ajudar na faxina e no trabalho de casa dos filhos. Que todos ganhariam mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corinthians ou Palmeiras são organizações privadas.
      Estamos falando de uma escola PÚBLICA.

      Excluir
  24. Falsos ateus só sabem reclamar. Seus egos são fontes de falácias, preconceitos e opiniões tendenciosas e inúteis.

    Verdadeiros ateus estariam convidando os pais das outras crianças a reivindicarem a retirada da imagem de São Jorge das camisas de seus filhos também.

    Verdadeiros ateus estariam enviando e-mails para PONTAL DE ARAGUAIA pedindo à Prefeitura que mudasse o nome da escola, em sintonia com o Estado Laico.

    Se fossem inteligentes, não seriam minoria por muito tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por nos iluminar com a sua brilhante sabedoria.

      Excluir
    2. Mas então, na sua visão "Ateu de Verdade", o estado de São Paulo tem q mudar de nome, né??? Pq é símbolo religioso.....¬¬

      Excluir
    3. Falácia do Escocês Detected!

      Excluir
    4. Em vez de listas ridículas de falácias, precisamos de um projeto, que inclua o secularismo entre as grandes verdades necessárias a um mundo melhor; em vez de questões pontuais irrelevantes, devemos compilar regras e argumentos que tornem irresistível a nossa visão de mundo. Assim, as mãos que nos rejeitam hoje serão as operárias da revolução que queremos implantar. Em vez de desonesta ironia, devemos exercitar sabedoria.

      Excluir
    5. Desde quando tua verdade é a verdadeira ?

      Excluir
  25. Santa ironia, os evangélicos pedindo exigindo que se manifeste o estado laico, quando tentam boicotá-lo por todos os lados possíveis se for em seu favor...

    ResponderExcluir
  26. quando um ateu é PEDE PRA RETIRAR SÍMBOLOS RELIGIOSOS DO STF É MILITÂNCIA E PERSEGUIÇÃO, QUANDO É EVANGELICOS É LEGAL?

    BANDO DE HIPOCRITAS.

    ResponderExcluir
  27. Se fossem um casal de ateus estariam chamando de terrorismo religioso, e iam citar 500 parte de biblia.

    ResponderExcluir
  28. _Com tantos logotipos para estampar em uniformes escolares...!
    _Os educandos não são obrigados a usar uma roupa na qual não se sintam bem e, os pais que se sentirem desconfortáveis com a situação, têm o direito de se pronunciar a respeito!
    _Assim como o aluno que não deseja participar de orações por causa de suas convicções, têm o direito de não participar delas, não sendo constrangido por isso; no entanto, deve respeitar o direito daqueles que se dispõem a fazê-las uma vez que vivemos em sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse uma cruz seu discurso seria diferente.

      Excluir
  29. Nossa, todo esse escandalo por causa de um homem centando em um cavalo.
    Mas afinal escola publica deve ser Laica, mas uma coisa é verdade, Evangélico(fanático) gosta de fazer chilique atoua.
    Evanjos fanáticos querem atropelar a laicidade do estado e agora ezigem laicidade, Hipocritas...

    ResponderExcluir
  30. Hipócritas.Apesar de estarem certos no sentido de que não devem ser obrigados a usarem uniforme que faz alusão a uma crença contraria a sua.

    ResponderExcluir
  31. Se o estado é laico, então porque também não impedir as evangélicas de ir de saia para a escola? Se vai para a escola,tem que seguir as regras de lá e não as da igreja.

    ResponderExcluir
  32. Nessas horas o estado é laico né?
    mas quando os Ateus lutam contra simbolo religioso em repartições publicas, os crentelhos apelam.

    ResponderExcluir
  33. Concordo com a briga dos pais em retirar o símbolo, mas sei também que os mesmos brigariam para manter o crucifixo em prédios governamentais.

    Estão certos em lutar pelos direitos, mas não se dão ao dever de dar o mesmo a terceiros. Santa hipocrisia

    ResponderExcluir
  34. se todos que usasem uma camisa com o nome de JESUS.fossem salvos até dava pra entender esse protesto já que quem usar uma camisa com a imagem de um santo que seja for condenado ao inferno.agora imaginem o mundo governado por eles tadim de nós.

    ResponderExcluir
  35. A coisa é simples. Se algum colégio não me agrada nem mesmo ponho os meus filhos. Simples assim. O que este casal deseja é impor um ponto de vista. Se na camisa do colégio tivesse uma foto do Edir Macedo ou do Silas Malalafaia eles não estariam gritando. Estariam reclamando dos outros que não quer usar. Quando se vai escolher uma escola, utilizamos critérios. Verificamos a proposta do colégio, a linha pedagógica, o conteúdo escolar, as instalações e as tendências ideológicas ou religiosas se existentes. De fato, alguns aqui tem razão quando se preocupam com a intolerância religiosa que assistimos por parte de fanáticos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário