Pular para o conteúdo principal

Polícia de Goiás prende pastor acusado de abusar de neta de 15 anos

A Polícia Civil de Goiás (GO) prendeu na semana passada o pastor José da Silva, 62, da Assembleia de Deus, sob a acusação de ter estuprado sua neta de 15 anos. Ele é pastor em Caturaí, cidade com cerca de 6.000 habitantes que fica a 44 km de Goiânia e mora na vizinha Inhumas.

Após denunciar o avô à polícia, a adolescente se submeteu a exames do IML (Instituto Médico-Legal). O resultado não foi divulgado.

A jovem e sua mãe (filha do pastor) moravam na casa do religioso. A neta disse à polícia que estava sendo violentada desde 2009. A avó disse que o seu marido é inocente.

Depois que denunciou o pastor à polícia, a adolescente e testemunhas teriam sofrido ameaças do Silva. Mãe e filha tiveram que se mudar para outra cidade da região.

O delegado Humberto Teófilo, responsável pelo caso, afirmou que há suspeita de que o pastor tenha abusado de outra adolescente.

Silva não se manifestou sobre acusação nem a Assembleia de Deus.

Com informação do Portal Terra.

março de 2011

Comentários

Anônimo disse…
Mais um velho safado!!
Anônimo disse…
PASTORES CRENTES são tão safados qtos os padres católicos...

Vcs acham que se essa RAÇA , realmente acreditasse em punição divina cometeria tais crimes ???


RELIGIÃO É UMA DESGRAÇA NA VIDA DO POVO
Anônimo disse…
E a televisão nada fala!!
Anônimo disse…
Cadê o Datena?e o Magno Malta?
Bella Dourado disse…
Isto não tem nada haver com ser pastor, padre, ou qualquer título ou título algum.
Tem haver com o desvio de caráter.
Deve ser punido se comprovado os fatos sim.
As leis existem e não podem ficar no papel, não podemos baixar os olhos e fingir que as coisas não existem.

Dentro das igrejas existe milhares de lobos se refugiando atrás da bíblia, massacrando os seus , e usando o disfarce da santidade.

Estes horrores não deviam acontecer em denominação nem uma , em país algum, mas acontecem desde a antiguídade.

Se acontecer na igreja onde participo e eu tiver provas, denuncio sim -

Sou do Sul! Nosso povo tem caracteristica de origem de ser honesto e mesmo com a podridão que as vezes se apresenta, não nos acovardamos nem tapamos o sol com a peneira.

Que Deus nos abençõe, e que cada um tenha bom senso e que não se cale diante deste absurdos seja com quem for.

A pena aplicada deve ser pelos homens; mas creio que não ficará impune diante de Deus pois as aberrações assim como acertos são frutos do lívre arbítrio de cada um.
Anônimo disse…
A FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA PARA A VIOLÊNCIA ESTÁ NA DOUTRINA.
Todos sabem que a Bíblia ordena o sacrifício, e está escrito que SEM DERRAMAMENTO DE SANGUE NÃO HÁ REMISSÃO. O sujeito lê que violar a vida, matar, pode ser praticado por um mandamento divino, desde que seja pressuposto como SACRIFÍCIO; como não poderá desvirtuar a seu bel prazer e violar a integridade de quem quer que seja? Ainda mais presuntivamente autoinvestido dos divinos poderes, como pastor e pai? Este é o malefício da cultura de religião imposta, de uma mitologia ser consagrada ao estatuto da sacralidade, de um dogma ritualístico primitivo e já ultrapassado, como a morte de uma vítima; tudo isso ser considerado fonte de bênção, de vida e de salvação. RELIGIÃO É ATRASO E IGNORÂNCIA. Enquanto houver pastores, missionárias belas ou feias, padres, estelionatários sustentados em sua preguiça de trabalhar duro, de suar de verdade, pra SEGUIREM VIVENDO DE RETÓRICA, DE ORATÓRIA; seremos vítimas de tragédias humanas como esta, de toda sorte de assédio moral, e abuso sexual. Entretanto, mais algumas décadas de internet e informação, IRÃO RETIRAR AS MÁSCARAS DESTES ADMINISTRADORES DE MEDOS E HORRORES e confiná-los todos ao ostracismo e à execração.
Anônimo disse…
E a Record?Porque só noticia os casos de padres?E a pastorança pedófila?
Anônimo disse…
Concordo,e a record? Porque não fala de pastores?
Joel Carvalho disse…
Sendo verdade, que esse aberrante ser, pague pelo repugnante crime cometido.

"Ai daqueles por quem vierem os escândalos! Melhor lhe fora que se lhe amarrassem uma pedra ao pescoço e se atirasse ao mar!"
Anônimo disse…
"Dentro das igrejas existe milhares de lobos se refugiando atrás da bíblia, massacrando os seus , e usando o disfarce da santidade."

MISSIONÁRIA BELLA DOURADO
Aí é que mora o perigo, qtas mães confiam o seu filho(a) nas mãos do pastor dentro da igreja, sem saber que pode estar pondo em risco a vida do seu filho(a), ningm naum deve confiar em ningm, por isso que acontece as desgraças cometidas por líderes religiosos pq eles se fazem de pessoas confiáveis, naum todos, naum estou aqui para generalizar mais que tem um bocado de pastor sem-vergonha isso tem, e os pais jamais devem deixar seus filhos sozinhos nas mãos de pastor, e nem aceitar carona.
Anônimo disse…
nem todo que diz senhor senhor entrará no reino dos ceus ,tu dará conta por isso diante de deus seu encapetado
Docinho disse…
A própria neta... Será que também não abusava da filha? Fica a questão.

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Padre associa a tragédia das enchentes ao ateísmo de gaúchos. Vingança de Deus?

Deputado estadual constrói capela em gabinete. Ele pode?

Ateu manda recado a padre preconceituoso de Nova Andradina: ame o próximo

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

Santuário de Aparecida inaugura mosaicos de padre suspeito de abuso sexual

Marcha para Jesus no Rio contou com verba de R$ 2,48 milhões

A prefeitura do Rio de Janeiro liberou R$ 2,48 milhões para a realização ontem (sábado, 19) da Marcha para Jesus, que reuniu cerca de 300 mil evangélicos de diferentes denominações. Foi a primeira vez que o evento no Rio contou com verba oficial e apoio institucional da Rede Globo. O dinheiro foi aprovado para a montagem de palco, sistema de som e decoração. O pastor Silas Malafaia, um dos responsáveis pela organização da marcha, disse que vai devolver R$ 410 mil porque o encontro teve também o apoio de sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo. “O povo de Deus é correto”, disse. “Quero ver a parada gay devolver algum dinheiro de evento.” Pela Constituição, que determina a laicidade do Estado, a prefeitura não pode conceder verba à atividade religiosa. Mas o prefeito Eduardo Paes (PMDB), que compareceu à abertura da marcha, disse que o seu papel é apoiar todos os eventos, como os evangélicos e católicos e a parada gay. A marcha começou às 14h e contou com sete trios

Só metade dos americanos que dizem 'não acredito em Deus' seleciona 'ateu' em pesquisa