Veja por que Maomé matou 25 de suas centenas de vítimas



Maomé, fundador do Islã — “uma religião da paz”, como dizem propagandistas —, foi um assassino implacável.

Profeta matou
poetas e ele nem
sabia ler
Ele matou ou mandou matar milhares de pessoas.

Muitas dessas mortes encontram-se registradas em fontes primárias, em livros, e elas, por isso, não podem ser negadas.

Seguem abaixo apenas 25 vítimas de Maomé.

Algumas delas foram decapitadas por terem feito oposição ao profeta por intermédio de poesias. E Maomé nem sabia ler.

1 — Vítima: Asma 'bint Marwan
Motivo: Conspirou contra Maomé e o criticou em poesias.
Fontes primárias: bn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Ibn Sad, Kitab al-Tabaqat al-Kabir (volume 2)

 Abu 'Afak
O poeta escreveu versos com críticas a Maomé.
bn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Ibn Sad, Kitab al-Tabaqat al-Kabir (volume 2)

 Al Nadr ibn al-Harith
Acusado de ter zombado de Maomé, inclusive em versos.  Foi decapitado.
Alcorão 83:13 e Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

 Uqba ibn Abu Mu'ayt
Um dos principais adversários de Maomé. Ele jogou entranhas de animais no profeta. Foi decapitado.
Sunan Abu Dawud não. 2680 (com comentários de Awnul Mabud 3/12) , Sahih Bukhari 1: 9: 499, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Tabari,(Volume 9, "Os últimos anos do Profeta"

 Ka'b ibn al-Ashraf
Acusado de compor versos com críticas às matanças de Maomé e de ter insultado as mulheres muçulmanas.
Sahih Bukhari 5: 59: 369, Sahih Muslim 19: 4436

6 — Abu Rafi 'ibn Abi Al-Huqaiq
Acusado de escrever versos zombando de Maomé e de ajudar com dinheiro e suprimentos inimigos do profeta.
Sahih Bukhari 4: 52: 264 ,Sahih Bukhari 5: 59: 370 ,Sahih Bukhari 5: 59: 371 ,Sahih Bukhari 5: 59: 372 e mais, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Tabari (volume 7, "A fundação da comunidade")

7 — Khalid ibn Sufyan
Acusado de conspirar contra os muçulmanos.
Musnad Ahmad 3: 496 , Abu Dawud, livro 2 (item 1244), Ibn Hisham, Sirat Rasul Allah e Tabari (volume 9, "Os últimos anos do Profeta")

8 — Abu 'Azzah' Amr bin 'Abd Allah al-Jumahi
Foi assassinado por decapitação após ter sido capturado durante a invasão de Maomé a Hamra al-Asad.
Tabari, volume 7, "A fundação da comunidade"

9 — Muawiyah bin Al Mughirah
Acusado por Maomé de ser espião.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

10 — Al-Harith bin Suwayd al-Ansari
Acusado de ser traidor.
Alcorão 3: 86-88, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

11 —  Abu Sufyan
Foi assinado por Amr bin al-Umayyah Damri por ser por ser politeísta.
Tabari, Volume 7, "A fundação da Comunidade"

12 — Tribo Banu Qurayza
Com a aprovação de Maomé, todos os adultos da tribo foram decapitados e as mulheres e crianças foram tomadas como prisioneiras. 
Alcorão 33:26 , Alcorão 33:09 e 33:10, Abu Dawud 38: 4390, Sahih Bukhari 4:52:68 , Sahih Bukhari 4:57:66 e Tabari, volume 8, "Vitória do Is"

13 — Abdullah ibn Ubayy
Foi decapitado sob acusação de ter espalhado mentiras sobre Aisha, esposa de Maomé.
Sahih Bukhari 5: 59: 462, Sahih Bukhari 5: 59: 462, e Ibn Hisham, Sirat Rasul Allah.

14 —  Al-Yusayr ibn Rizam
Maomé mandou mandá-lo porque se sentiu ameaçado pelo grupo de Rizam. 
Tirmidhi não. 3923 e Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

15 — Oito homens convertidos ao Islã
Maomé mandou assassiná-los sob a acusação de eles terem matado uma muçulmana.
Alcorão 5: 33-39, Sahih Bukhari 1: 4: 234 ,Sahih Bukhari 5: 59: 505, Sahih Bukhari 7: 71: 623 e mais

16 — Rifa'ah bin Qais
Maomé mandou matar por decapitação porque corriam boatos de que Qais estaria insuflando o
povo contra o profeta. Os muçulmanos capturaram quatro mulheres como escravas.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Tabari, Volume 8, História do Islã

17 — Abdullah bin Khatal

Ele foi morto a mando de Maomé porque, entre outras coisas, foi acusado de difamar o profeta por intermédio de poemas.
Sahih Bukhari 5: 59: 582 ,Sahih Bukhari 3:29:72, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Ibn Sad, Kitab al-Tabaqat al-Kabir, Volume 2

18 — Fartana
A escrava de Abdullah ibn Khatal foi assassinada sob a acusação de recitar poemas com insultos a Maomé.
Abu Dawud 14: 2678, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah e Ibn Sad, Kitab al-Tabaqat al-Kabir, volume 2

19 — Miqyas ibn Subabah
Ele foi morto pelos assassinos de Maomé porque se tornou apóstata, além de ter matado um muçulmano que tirou a vida de seu irmão.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

20 — Habbar Ibn al-Aswad bin Ka'b al-`Ansi
Ele foi morto sob a acusação de ser "mentiroso" ao dizer que era um profeta.
Sahih Bukhari 5: 59: 662 ,Sahih Bukhari 4: 56: 817, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

21 — Ka'b ibn Zuhayr ibn Abi Sulama
Foi assassinado por ter escrito poemas satíricos sobre Maomé.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

22 — Al-Harith bin al-Talatil
Foi assassinado porque escreveu poesias criticando o profeta.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

23 — Ibn Suanya
Muhayissa o matou após ter ouvido de Maomé que judeu não merece viver.
Abu Dawud 19: 2996, Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

24 — Abdullah ibn Sa'ad
Foi morto porque, primeiro, dizia ter sido o autor do Corão e, depois, tornou-se apóstata, escrevendo críticas a Maomé.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

25 — Kinana ibn al-Rabi
Foi decapitado por não revelar onde estava escondido um tesouro.
Ibn Hisham & Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah

Envio de correção.



Islã condena a idolatria, mas idolatra o profeta Maomé


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog