Taxa de rejeição aos ateus diminui nos Estados Unidos


A rejeição aos ateus diminuiu nos Estados Unidos. Estudo do Pew Research Center apurou que, em uma escala de 0 a 100 de “sentimentos quentes”, os ateus subiram de 41 pontos em junho de 2014 para 50 em janeiro de 2017.

Termômetro
de sentimentos
do Pew
Nesse termômetro, a temperatura em relação aos ateus mudou de fria para neutra, na avaliação do instituto.

Ainda assim os ateus continuam no pé da tabela, um pouco acima somente dos muçulmanos [ver gráfico ao lado].

Os sentimentos dos norte-americanos “esquentaram” em relação a todos os grupos religiosos, exceção para os evangélicos, que se mantiveram em 61.

O Pew constatou, também, que, dos grupos religiosos, os evangélicos são os que mais rejeitam os ateus. Mas a rejeição dos ateus aos evangélicos é maior ainda.

Por faixa etária, a rejeição a quem não acredita em Deus é maior entre as pessoas mais velhas.

Do total dos americanos, 60% conhecem pessoalmente um ateu. Ou seja, mais da metade da população.

Em relação aos ateus, o estudo vale mais por indicar uma tendência do que pelo que expressa em si neste momento.

E a tendência é de queda de rejeição aos descrentes em um país tido como um dos mais religiosos do mundo.

Com informação do Pew Research Center.

Envio de correção.


Comunicado da ONU elogia EUA por proteger ateus