Em SP, evangélicos pentecostais têm a mais baixa escolaridade



Do total dos evangélicos pentecostais que moram na cidade de São Paulo, 44% não têm instrução ou possuem no máximo ensino fundamental incompleto.

Entre religiosos e os sem religião, trata-se da mais expressiva baixa escolaridade, de acordo com o estudo “Diversidade Étnico-racial e Pluralismo Religioso no Município de São Paulo”.

Em segundo lugar, nesse quesito, estão os evangélicos de igrejas não determinadas nos recenseamentos, com 36,65%.

Os católicos também não saíram bem na “fotografia” do estudo, porque estão empatados com esses evangélicos de igrejas indeterminadas.

O estudo foi feito pelo advogado Hédio Silva Júnior, que compilou dados dos recenseamentos de 2000 e 2010 feitos pelo IBGE.

No extremo oposto, entre religiosos e sem religião com curso superior completo, estão no topo os espíritas, com 40%.

Na sequência, e longe dos espíritas, estão as pessoas classificadas como de “outras religiões”, com 27,29%.

Do total dos sem religião — que inclui ateus, agnósticos e religiosos não afiliados a nenhuma igreja—, 23,71% têm curso superior completo e 33% escolaridade precária.

40% dos espíritas têm curso superior


Com informação e gráficos do estudo “Diversidade Étnico-racial e Pluralismo Religioso no Município de São Paulo”.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Em São Paulo, negros são 42% das Testemunhas de Jeová