Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 3 de março de 2016

Russo pode ser preso por ter afirmado que 'Deus não existe'

Um habitante da cidade russa de Stavropol está sendo julgado por blasfêmia por ter escrito em um site humorístico que "Deus não existe". Ele pode ficar preso de 1 a 3 anos.

Ateu é acusado de
blasfemar contra a
Igreja Ortodoxa
Viktor Krasnov (foto), 38, incorre numa pena de até um ano de prisão por “ofensa às crenças religiosas”, de acordo com lei aprovada em 2013 para punir o protesto do grupo musical Pussy Riot na Catedral de Moscovo.

As acusações contra Krasnov tinham sido apresentadas por um grupo de internautas que tinha considerado os comentários do ateu militante como “ofensivos para os crentes Ortodoxos”.

No site humorístico, Krasnov tinha considerado a Bíblia como “um conto de fadas judeu” e “uma estupidez completa”, terminando o comentário com um “Deus não existe”.

O advogado de Krasnov disse que o seu cliente “é apenas um ateu”, e que o comentário pretendia apenas criticar os feriados religiosos.

O processo judicial se iniciou em fevereiro, depois que Krasnov ter de ficar em mês internado em um hospital psiquiátrico e ficar evidente que ele não possui nenhum transtorno.

Em países como o Irã, Arábia Saudita, Paquistão, Somália ou Nigéria, a blasfêmia é punida com a pena de morte.

Com informação das agências.







Sete países têm lei de pena de morte a ateus, revela relatório
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...